Category Archives: Temas Sociais

Imagem1

SINAIS DE FOGO – O padre do Espírito Santo – por Soares Novais

“Fomos roubados e sabemos quem é o ladrão.” Esta foi a frase mais gritada por umas dezenas de lesados do BES que há alguns dias se concentraram à porta da sede do Novo Banco, em Lisboa. Os lesados do BES

Imagem1

SINAIS DE FOGO – O padre do Espírito Santo – por Soares Novais

“Fomos roubados e sabemos quem é o ladrão.” Esta foi a frase mais gritada por umas dezenas de lesados do BES que há alguns dias se concentraram à porta da sede do Novo Banco, em Lisboa. Os lesados do BES

mariooliveira552[1]

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – É A POLÍTICA, ESTÚPIDOS! – por Mário de Oliveira

  Ainda só passou uma semana sobre o governo do Syriza, e a UE já não sabe o que fazer com a Grécia. Problema da UE, não da Grécia. O Governo Syriza resulta de eleições exemplares, cujos resultados ninguém pôs

mariooliveira552[1]

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – É A POLÍTICA, ESTÚPIDOS! – por Mário de Oliveira

  Ainda só passou uma semana sobre o governo do Syriza, e a UE já não sabe o que fazer com a Grécia. Problema da UE, não da Grécia. O Governo Syriza resulta de eleições exemplares, cujos resultados ninguém pôs

logo editorial destaque

EDITORIAL: AUMENTA A DESIGUALDADE SOCIAL DEVIDO AOS CORTES NOS APOIOS AOS MAIS POBRES

Há dois dias, um novo relatório do Instituto Nacional de Estatística dava conta que o  Inquérito às Condições de Vida e Rendimento, realizado em 2014 sobre rendimentos do ano anterior, indicava que 19,5% das pessoas estavam em risco de pobreza

logo editorial destaque

EDITORIAL: AUMENTA A DESIGUALDADE SOCIAL DEVIDO AOS CORTES NOS APOIOS AOS MAIS POBRES

Há dois dias, um novo relatório do Instituto Nacional de Estatística dava conta que o  Inquérito às Condições de Vida e Rendimento, realizado em 2014 sobre rendimentos do ano anterior, indicava que 19,5% das pessoas estavam em risco de pobreza

SONY DSC

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – “A dialética do terror”

Alguém disse que os humanos são trágicos, não tristes. Mas as mortes de 17 pessoas, em Paris, entre os dias 7 e 9 deste mês, em circunstâncias trágicas, deixaram tristes os que aspiram a uma sociedade democrática. Não há conjunção

SONY DSC

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – “A dialética do terror”

Alguém disse que os humanos são trágicos, não tristes. Mas as mortes de 17 pessoas, em Paris, entre os dias 7 e 9 deste mês, em circunstâncias trágicas, deixaram tristes os que aspiram a uma sociedade democrática. Não há conjunção

10941915_10202330604505441_6824489415993915841_n

AS LUVAS VERMELHAS DAS MULHERES DE LIMPEZA DA GRÉCIA, DEPOIS DE MESES E MESES DE LUTA, RECEBIDAS PELO MINISTRO DAS FINANÇAS por clara castilho

De punho erguido, luva encarnada, foi assim que se manifestaram e não desistiram da sua luta. Eram 600. Chamaram-lhes “A revolta das mulheres de limpeza na Grécia”. Foi um protesto que apanhou de surpresa os políticos tradicionais de antes das

10941915_10202330604505441_6824489415993915841_n

AS LUVAS VERMELHAS DAS MULHERES DE LIMPEZA DA GRÉCIA, DEPOIS DE MESES E MESES DE LUTA, RECEBIDAS PELO MINISTRO DAS FINANÇAS por clara castilho

De punho erguido, luva encarnada, foi assim que se manifestaram e não desistiram da sua luta. Eram 600. Chamaram-lhes “A revolta das mulheres de limpeza na Grécia”. Foi um protesto que apanhou de surpresa os políticos tradicionais de antes das

salário mínimo

DEBATE SOBRE DECÊNCIA E SALÁRIO MÍNIMO, DIA 29 DE JANEIRO NO CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS, EM LISBOA, ÀS 18 H

«Ao Estado incumbe assegurar “o estabelecimento e a atualização do salário mínimo nacional, tendo em conta, entre outros fatores, as necessidades dos trabalhadores o aumento do custo de vida, o nível de desenvolvimento das forças produtivas, as exigências da estabilidade

salário mínimo

DEBATE SOBRE DECÊNCIA E SALÁRIO MÍNIMO, DIA 29 DE JANEIRO NO CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS, EM LISBOA, ÀS 18 H

«Ao Estado incumbe assegurar “o estabelecimento e a atualização do salário mínimo nacional, tendo em conta, entre outros fatores, as necessidades dos trabalhadores o aumento do custo de vida, o nível de desenvolvimento das forças produtivas, as exigências da estabilidade