Category Archives: Temas Sociais

Commons Wikipedia

BRASIL – CARTA CAPITAL – DIREITOS TRABALHISTAS: ‘LEI DA TERCEIRIZAÇÃO É A MAIOR DERROTA POPULAR DESDE O GOLPE DE 64′ – por WANDERLEY PREITE SOBRINHO

   OBRIGADO A RUY BRAGA, WANDERLEY PREITE SOBRINHO, CARTA CAPITAL e CAMILO JOSEPH. Para além de nos dar a conhecer a grave situação em que estão os direitos dos trabalhadores no Brasil, esta notícia inclui uma referência a Portugal, que

Commons Wikipedia

BRASIL – CARTA CAPITAL – DIREITOS TRABALHISTAS: ‘LEI DA TERCEIRIZAÇÃO É A MAIOR DERROTA POPULAR DESDE O GOLPE DE 64′ – por WANDERLEY PREITE SOBRINHO

   OBRIGADO A RUY BRAGA, WANDERLEY PREITE SOBRINHO, CARTA CAPITAL e CAMILO JOSEPH. Para além de nos dar a conhecer a grave situação em que estão os direitos dos trabalhadores no Brasil, esta notícia inclui uma referência a Portugal, que

António Mão-de-Ferro

ESCRITOS NA AREIA – O SOUTIEN MENTAL – por António Mão de Ferro

O que se faz, diz ou pensa, nem sempre coincide com o que os outros entendem, oupensam. A propósito aqui fica o resumo de um conto de Italo Calvino inserido no livro cujo título é Palomar e que tem como

António Mão-de-Ferro

ESCRITOS NA AREIA – O SOUTIEN MENTAL – por António Mão de Ferro

O que se faz, diz ou pensa, nem sempre coincide com o que os outros entendem, oupensam. A propósito aqui fica o resumo de um conto de Italo Calvino inserido no livro cujo título é Palomar e que tem como

A Casa da Língua Comum – Santiago de Compostela (Galiza).

A Casa da Língua Comum é um projeto ao serviço da promoção da língua e a cultura que abre as suas portas o dia 25 de abril, na rua de Emílio e de Manuel, 3, r/c – 15901 Santiago de

A Casa da Língua Comum – Santiago de Compostela (Galiza).

A Casa da Língua Comum é um projeto ao serviço da promoção da língua e a cultura que abre as suas portas o dia 25 de abril, na rua de Emílio e de Manuel, 3, r/c – 15901 Santiago de

mariooliveira552[1]

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – MORREM NO MAR? OU SÃO MORTOS?! – por Mário de Oliveira

Todos os dias são notícia. Africanos, traídos pela fome, traficados por máfias, continuam a ver na Europa/Ocidente, a terra dos seus sonhos. Pagam balúrdios por um lugar em precárias embarcações que se fazem ao Mar, em direcção a Itália. Os

mariooliveira552[1]

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – MORREM NO MAR? OU SÃO MORTOS?! – por Mário de Oliveira

Todos os dias são notícia. Africanos, traídos pela fome, traficados por máfias, continuam a ver na Europa/Ocidente, a terra dos seus sonhos. Pagam balúrdios por um lugar em precárias embarcações que se fazem ao Mar, em direcção a Itália. Os