REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

Thatcher disse que nós estamos sem alternativas — o progresso exige que provemos que ela estava  errada

Autor: Fabius Maximus

PARTE II 
(conclusão)

(3)  O que vem a seguir?

“Reparem bem, orgulhosos homens de acção: os senhores não serão nada mais do que   os  agentes inconscientes dos homens de pensamento, que muitas vezes, no silêncio da sua auto-anulação, marcam com antecedência e de forma  exacta  todas as vossas  acções ”
— Heinrich Heine’s History of Religion and Philosophy in Germany  (1834)

“O mundo movimenta-se em torno dos inventores de novos valores,   invisivelmente mas movimenta-se. Mas em torno dos actores movimentam-se as pessoas e a fama: esse é o caminho do mundo “.
— Nietzsche’s Thus spake Zarathustra  , #12 (1885). See the full excerpt here.

” As ideias dos economistas e dos filósofos políticos, estejam elas certas ou erradas, têm mais importância do que geralmente seria de esperar. De facto, o mundo de hoje é governado por pouco mais do que isso. Os homens práticos, objectivos, que se julgam livres de qualquer influência  intelectual são, em geral, escravos de algum economista defunto. Os insensatos, que ocupam posições de autoridade,  que ouvem vozes no ar, destilam os seus arrebatamentos  inspirados nalgum escriba  académico de certos anos atrás. Estou convencido de que a força dos interesses excusos, adquiridos, se exageram muito em comparação com a gradual mas firme aceitação das ideias. (…).
– John Maynard Keynes, chapter 24 of the General Theory, pg. 383 (1936)

Preocupa mais o Tigre no seu Covil que o sábio entre os seus livros. Para nós  os Reinos e os seus  exércitos são coisas poderosas e duradouras, mas para ele estas são antes as coisas do Momento, para ser esquecidas com o virar da página

— From Gordon R. Dickson’s Tactics of Mistake (1971)

Este é um problema familiar para a humanidade, um lugar-comum na história. Eventualmente os indivíduos criativos imaginarão novas soluções. Ora, os dirigentes políticos  sob pressão poderão  romper as paredes do pensamento convencional e serem capazes de tomar  medidas ousadas que gradualmente  forcem à aplicação de  novas soluções, como Octavius o ​​fez por Roma. Ou ambos ocorrerão em registos separados, como aconteceu na Grande Depressão. Apesar de politicamente estar situado no quadro de uma plataforma conservadora – atacando os défices orçamentais  de Hoover – FDR levou com as suas políticas  a que se verificassem  défices bem  maiores para financiar os programas de estímulo orçamental contra-cíclicos.  Este  levou os EUA a saírem do padrão-ouro para permitir a utilização do instrumento política monetária . Em 1936 Keynes publicou a sua Teoria Geral em que explica  porque é que estes eram os passos correctos a tomar, permitindo  à economia que viesse ajudar a construir o período da  grande prosperidade global depois da Segunda Guerra Mundial.

Talvez tenhamos atingido os limites dos nossos sistemas políticos e económicos actuais. Eles podem ter perdido a sua vitalidade, a sua capacidade em  inspirar os cidadãos, em manter a sua lealdade  e controlar as tendências ou mesmo os  vícios mais selvagens para a ganância e para a dominação. Pode não haver reformas marginais que efectivas que façam  a diferença. Se assim for, a história vai mover-se  em círculos até que novas formas de organização sejam  descobertas ou imaginadas. Isso  possivelmente é o que irá acontecer.

On another day we will discuss how this happens. See Max Weber’s Theory of Social and Economic Organization (1922). Or Nietzsche. It’s not always a pretty process.

“Therefore, mankind always sets itself only such tasks as it can solve; since, looking at the matter more closely, we will always find that the task itself arises only when the material conditions necessary for its solution already exist or are at least in the process of formation.”
–- Preface to A Contribution to the Critique of Political Economy by Karl Marx (1859)

(4)  For More Information

(a) About alternatives

  1. The CIA’s forecast about the Iranian Revolution – and the revolution prediction tool, 6 January 2010
  2. Hear the cattle bellowing in the chutes. Will they revolt?, 8 September 2011
  3. Music to accompany a Revolution, 28 November 2012
  4. Social unrest coming to Europe? If not, why not?, 21 March 2013

(b)  To see all posts about reforming America go the FM Reference Page: America – how can we stop the quiet coup now in progress?

(c)  Some posts about reforming America:

  1. Let’s look at America in the mirror, the 1st step to reform, August 2008
  2. Fixing America: shall we choose elections, revolt, or passivity?, 16 August 2008 — Part 1.
  3. Fixing American: taking responsibility is the first step, 17 August 2008 — Part 2.
  4. Fixing America: the choices are elections, revolt, or passivity, 18 August 2008 — Part 3.
  5. How to stage effective protests in the 21st century, 21 April 2009
  6. The first step to reforming America (the final version), 7 December 2009
  7. The project to reform America: a matter for science, or a matter of will?, 16 March 2010
  8. Should we despair, giving up on America?, 5 May 2012
  9. We are alone in the defense of the Republic, 5 July 2012
  10. Attention Americans: the Revolution has begun. You must choose a side., 23 November 2012
  11. Do America’s leaders say “Apres moi, le deluge”?, 10 January 2013
  12. Realism about the prospects for reform in America, 3 March 2013

(d)  About today’s reform movements:

  1. The Tea Party Movement disproves my recommendation for the path to reforming America, 20 April 2010
  2. About the Oath Keepers: boon or bane for the Republic?, 12 June 2010
  3. Occupy Wall Street, another futile peasants’ protest, 5 October 2011
  4. How do protests like the TP and OWS differ from effective political action?, 26 October 201
  5. Civil disobedience by the “Occupy” movement is a challenge to our rulers, 21 November 2011

2 Comments

  1. Have you ever considered about including a little bit more than just your
    articles? I mean, what you say is valuable and all. But just imagine if you added
    some great visuals or videos to give your posts more, “pop”!
    Your content is excellent but with images and video clips, this site could undeniably be one of the most beneficial in its field.
    Very good blog!

Leave a Reply