CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – PASSEIO: A LISBOA DE MÁRIO DIONÍSIO – OFICINA DE RETRATO: DESENHO – A PALETA E O MUNDO – CINEMA: A CARTA

15-a-17-de-outubro-de-2016

Sábado, 15 de Outubro, 15h

Ser livre em pleno salazarismo não era nada fácil: o controlo asfixiante, a censura, havia a PVDE/PIDE e qualquer voz contra era logo calada, reduzida ao silêncio.

Mário Dionísio era um espírito livre, atravessou toda a ditadura, mas conseguiu recortar o seu espaço de liberdade: a escrita, a pintura, o jornalismo e, depois, os cafés, as tertúlias, o empenho político, nunca abdicando do seu «mundo». Com dificuldades, com derrotas, mas nunca se rendeu.

Este passeio quer ser uma (re)descoberta da Lisboa diferente de Mário Dionísio, do MUD e do Diabo, do Grémio Alentejano, do Café Portugal e do Martinho. Locais cheios de histórias e estórias que serão visitados e acompanhados com a leitura de excertos de livros, entrevistas, artigos e poemas do Mário Dionísio, protagonista desta Lisboa Livre.

Passeio orientado por Eupremio Scarpa e com leituras a várias vozes.

A Casa da Achada vai estar fechada a partir das 15h.

Domingo, 16 de Outubro, 15h30

Não é uma novidade que as pessoas têm, ao longo dos tempos, encontrado maneiras de se representarem a si próprias. Antes da «selfie», já se faziam auto-retratos. Neste ciclo, partimos da Autobiografia de Mário Dionísio, editada em 1987 pel’O Jornal, para pensar nestas auto-representações e, por isso, surgiu a ideia de um conjunto de oficinas de auto-retrato.

Após uma primeira oficina de fotografia, continuamos neste domingo, às 15h30, por fazer auto-retratos em desenho, com Marta Caldas.

No outro domingo, 23 de Outubro, vamos fazer expressão dramática com F. Pedro Oliveira.

Para todos a partir dos 6 anos.

Segunda-feira, 17 de Outubro, 18h30

Continua a leitura comentada, com projecção de imagens, de A Paleta e o Mundo de Mário Dionísio. Vamos na 4ª parte, «Durante as grandes tempestades». Cláudia Oliveira e João Tito Basto começam a leitura do 4.º capítulo, «Analisar, reconstruir».

ATENÇÃO, estamos a fazer uma campanha de angariação de fundos para a reedição de A Paleta e o Mundo. Vejam aqui como contribuir.

Segunda-feira, 17 de Outubro, 21h30

No ciclo de cinema «Correspondências», projectamos o filme A carta (1999, 107’) de Manoel de Oliveira, apresentado por Luis Miguel Cintra.

Neste ciclo de cinema, optámos por seguir o tema da exposição que inaugurámos a 1 de Outubro, onde mostramos uma parte importante da correspondência de Mário Dionísio. Por isso, escolhemos filmes com carteiros, cartas, postais e trocas de ideias à distância, escritas em papel.

A entrada é livre, todos os filmes em língua estrangeira são legendados, há sempre uma apresentação e espaço para uma conversa.

NO NOSSO HORÁRIO DE ABERTURA* HÁ:

  • EXPOSIÇÃO: MÁRIO DIONÍSIO – CORRESPONDÊNCIAS
    Até 17 de Abril de 2017
  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA
    A Biblioteca Pública da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc… Pode-se ler no local ou requisitar livros.
    Na Mediateca estão disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.
    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.* 2ª, 5ª e 6ª feiras, das 15h às 20h
    sábados e domingos, das 11h às 18h

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).
    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

EXPOSIÇÕES DE MÁRIO DIONÍSIO FORA DA CASA DA ACHADA:

  • PASSAGEIRO CLANDESTINO – MÁRIO DIONÍSIO 100 ANOS
    Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira
    Até 26 de Fevereiro de 2017
    «No próximo dia 14 de maio inaugura no Museu do Neo-Realismo a Exposição comemorativa do centenário de nascimento de Mário Dionísio, “Passageiro Clandestino Mário Dionísio 100 Anos”.
    A exposição, que tem curadoria de António Pedro Pita,  pretende homenagear o poeta, artista e pensador, focando-se, sobretudo, na documentação e interpretação da intervenção de Mário Dionísio enquanto  teórico do neorrealismo, o mais relevante desta corrente e um dos mais importantes teóricos da arte do século XX.»
    Palestra: Sábado, 8 de Outubro, às 16h, «Conflito e unidade da arte contemporânea» com Delfim Sardo.

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças-feiras às 21h. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

correspondencias

[Contactos] Centro Mário Dionísio

Morada Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Rua da Achada, 11, R/C
1100 – 004 Lisboa (ver localização)
Telefone 218 877 090
E-mail Casa da Achada
casadaachada@centromariodionisio.org
E-mail Livraria
livraria@centromariodionisio.org
E-mail Distribuição de Edições
livros@centromariodionisio.org
NIB NIB para donativos e pagamento de quotas
0036 0000 9910 5869 2830 8
Equipa de Comunicação Web
E-mail

André Spencer e F. Pedro Oliveira

web@centromariodionisio.org

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: