AMOR É UM FOGO QUE ARDE SEM SE VER, de LUÍS DE CAMÕES

 

(1897 – 1989)

 

 

 

 

 

Leave a Reply