GIRO DO HORIZONTE – MARCELINO DA MATA – por PEDRO DE PEZARAT CORREIA

 

 

 

__________

Clicando abaixo poderá ler o Giro do Horizonte sobre “Crimes de Guerra”, publicado ontem em A Viagem dos Argonautas.

GIRO DO HORIZONTE – CRIMES DE GUERRA- por PEDRO DE PEZARAT CORREIA

12 Comments

  1. O comentário de Joana Ruas, da Associação 25 de Abril:

    “Enviada: 23 de fevereiro de 2021 17:17
    Para: Secretaria
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    Faço minhas as palavras de Mário Cláudio:« Lamento que o Presidente da República e a hierarquia militar permitissem que os envolvessem na trama. »Abraços
    Joana Ruas

  2. O comentário de Agostinho Vidal de Pinho, da Associação 25 de Abril:

    “De: Agostinho Vidal de Pinho
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 17:26
    Para: Secretaria
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    Caro Vasco:
    Foi com muita satisfação e que li o teu texto e os do Pezarat Correia. Concordo inteiramente com as V/análises e posições que expressam.
    Um forte abraço.
    AVP”

  3. O comentário de Manuel Malheiros, da Associação 25 de Abril:

    “De: Manuel Malheiros
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 17:33
    Para: Secretaria
    Assunto: RE: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    Muito obº Meu Caro Presidente e Meu Caro General

    são dois bons textos que merecem ser muita reflexão.

    Com muita consideração e amizade

    m”

  4. O comentário de Sérgio Brito, da Associação 25 de Abril:

    “De: Sergio Brito
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 17:49
    Para: Secretaria
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    pois entendo que marcelino da mata foi um negro da guine-bissau que gostava de ser português!

    estive em angola na guerra colonial e encontrei negros que gostavam de ser portugueses embora tenha encontrado soldados negros que me disseram a chorar:”meu

  5. O comentário de Armando Caeiro, da Associação 25 de Abril:

    “De: Armando Caeiro
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 18:00
    Para: Secretaria
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    A questão MM ,porventura das mais sinistra da “guerra!
    è APROVEITADA ; porventura com intenções “estranhas…
    Um abraço”

  6. O comentário de Luís Noronha Botelho, da Associação 25 de Abril:

    “De: Luís Noronha Botelho
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 18:06
    Para: Secretaria
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    Excelentes textos de Vasco Lourenço e Pezarat Correia sobre muito mais do que Marcelino da Mata. Transcende o papel que este desempenhou, definem muito bem o contexto de uma guerra e o comportamento de cada um perante ela.

    Obrigado
    Luís Noronha”

  7. A resposta de Pedro de Pezarat Correia a Joana Ruas e novo comentário desta:

    “De: joana ruas
    Enviada: 23 de fevereiro de 2021 18:43
    Para: secretaria@a25abril.pt
    Assunto: Re: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata

    Por vezes a leitura online induz-nos em erro.Pelo desculpa .Um abraço
    Joana Ruas

    —– Mensagem de secretaria@a25abril.pt ———
    Data: Tue, 23 Feb 2021 18:11:45 -0000
    De: secretaria@a25abril.pt
    Assunto: FW: Notícias da A25A – Guerra colonial e Marcelino da Mata
    Para: joanaruas

    Cara Joana Ruas
    Por princípio não respondo aos comentários. Mas este exige um esclarecimento: Essas palavras não são do Mário Cláudio, são minhas. A não ser que o MC também as tenha escrito, mas disso não me apercebi.
    Cordialmente do
    PPC”

  8. O comentário de Manuel Carvalho da Silva:

    “De: Manuel CARVALHO DA SILVA
    Enviado: 23 de fevereiro de 2021 16:50
    Para: Pezarat Correia Assunto: Parabéns

    Estimado Pezarat Correia,

    Como está ?
    Sempre que encontro textos seus, não dispenso a leitura.
    O último que li, a propósito do Marcelino da Mata, é excecional pelo rigor, pela interpretação do que foi a guerra colonial e do que é uma guerra.

    Um Abraço de Parabéns
    Com elevada estima e
    Amizade
    Manuel Carvalho da Silva”

  9. O comentário de Duran Clemente, também da Associação 25 de Abril:

    “Obrigado pelos textos enviados.
    Lamento que a A25A não se tenha pronunciado pelo voto na AR de apologia a um criminoso de guerra quando o não tem feito a outros militares falecidos, homenageados pelo povo e agora “ofendidos” pela maioria dos seus representantes, branqueando o colonialismo.
    Permito-me sobre Marcelino da Mata ,escrever para além doutros comentários já feitos:

    «Nenhuma guerra pode ser feita pelos caminhos do bem; por isso elas existem quando a diplomacia acaba. Por outras palavras. Um dos lados pode fazer a guerra porque entende ser justo afastar o opressor .Este porque entende- -a meu ver mal- – que deve continuar a opressão. Não havendo capacidade diplomática que evite a litigância torna-se inevitável que haja guerra. Mas as guerras têm ou devem ter graus comportamentais , não em ordem ao bem ou ao mal, mas em ordem aos valores que dignifiquem a humanidade e a civilização. Até por isso há tribunais de guerra que já julgaram crimes hediondos. Perante crimes de guerra,como os de Marcelino da Mata ,independentemente do seu valor militar, ficar-se em jogos de equilíbrio e com retóricas barreiras de fumo ,como professam alguns, pode ser sensato, mas não é sério. Abraço. Manuel Duran Clemente”

  10. O comentário de Santos Coelho:

    De: Jose Coelho
    Enviada: quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021 20:50
    Para: Pedro Pezarat Correia
    Assunto: Parabéns

    Meu Querido Camarada e Amigo,
    não dispondo do teu TM (porque o assunto é para ser verbalizado), venho dar-te um grande abraço de parabéns pelo teu artigo sobre MM, de elevadissimo nível intelectual e humano.
    O clamor a que temos assistido estava a ferir a minha sensibilidade e a dividir-me porque considerava insultuoso o desrespeito para com os militares que foram chamados a fazer a guerra que o Poder vigente na altura decretou. Como militar profissional honro-me por ter cumprido as missões que me foram atribuidas e revejo-me nas tuas palavras quando referes que te orgulhas de ter contribuído para acabar com a guerra. A tua prosa mexeu comigo, devolveu-me a tranquilidade e deu-me um novo orgulho: o de ter o favor da tua amizade. Bem hajas.
    Abraço apertado
    Santos Coelho

  11. O comentário de Carlos Matos Gomes, capitão de Abril

    “Comentário:
    Do que se trata neste momento é de um aproveitamento ignóbil de um homem que fez as suas opções – Marcelino daMata – que serviu carreiras de outrem. Que realizou o que o Estado (cristão e de colonialismo bondoso) não quis assumir e que está agora a ser abusado pelos chamados “doidos do império”, que continuam salazaristas e colonialistas, explorando os sentimentos de milhares de portugueses que cumpriram o seu serviço militar em África e podem sentir – como aconteceu desde sempre na História – como os legionários quando acabam os impérios: afinal o que estivemos lá a fazer? O nosso sacrifício não valeu de nada nem para nada?
    A morte de MM é uma operação de abutres!
    Carlos Matos Gomes”

Leave a Reply to joaompmachado Cancel reply