EDITORIAL: Lembramos 1 de Agosto de 2012 – O MITO DE SÍSIFO

Passou ontem o nosso quinto aniversário. Todos conhecem o mito de Sísifo, condenado pelos deuses a fazer rolar uma pedra até ao cimo de uma montanha. Logo que Sísifo alcançava o pico, a pedra caía até ao sopé e o pobre Sísifo reiniciava a tarefa de a levar até ao cume. Moral do mito: não há castigo mais terrível do que ter de realizar um trabalho inútil. Mas Homero considerou Sísifo um herói, e Albert Camus dedicou um profundo ensaio ao Mito de Sísifo que até serve para jornalistas desportivos mais cultos e imaginosos ilustrarem jogadas perfeitas de futebol que não terminam em golo, tendo tudo de voltar ao princípio.Muitos dos colaboradores deste blogue, vêm do Estrolabio que soçobrou por não conseguir ultrapassar a divergência entre concepções diferentes sobre o que é e para que serve um blogue – a pedra ia já a meio da encosta, quando caiu. E cá estamos nós a empurrá-la de novo.

Foi, no entanto, noutro mito da Grécia Antiga – o de Jasão e os Argonautas, nas sua demanda do Velo de Ouro que baseámos o título deste  projecto. Defenderemos aqui os princípios que defendemos no Estrolabio.  Para nós o Velo de Ouro é a afirmação daquilo em que acreditamos, ou melhor, daquilo em que cada um acredita e defende. Seremos um espaço plural onde é proibido proibir ideias políticas, científicas, filosóficas, crenças religiosas…

São bem-vindos todos os que defenderem a Liberdade. Respeitando estes princípios, queremos, ganhar o nosso espaço, lutando pela qualidade e pela liberdade de expressão, pela isenção. Aceitamos colaboradores de todas as ideologias e filiações partidárias, desde que democráticas, mas recusamos que no blogue se defendam políticas partidárias ou se tente fazer proselitismo.

Recusamos também a análise imediatista. Apostamos na crítica construtiva, consistente e portadora de alternativas. Não aceitaremos difundir boatos. O debate de ideias será feito com respeito pelas ideias alheias. Quem critica, fá-lo-á atacando ideias, mas respeitando pessoas. Estaremos muito atentos ao mundo da cultura – livros, filmes, peças de teatro, exposições de arte – sem a preocupação de uma cobertura exaustiva – merecerão a nossa especial atenção. Uma agenda cultural publicada aos Domingos completará essa acção informativa. E apresentaremos, sempre que possível, textos literários originais – contos, poemas, críticas.Resumindo – desejando-se a maior liberdade, mas há princípios a respeitar, pelo que algumas «liberdades» – as tais que afrontam a Liberdade – não serão aceites. E é com esta pequena quantidade de princípios e com este reduzido capital de intenções que vamos começar.

Força nos remos, pois os ventos não ajudam.

2 comments

  1. Manuel Torres da Silva

    Gostaria de participar com textos e estudos de minha autoria. Sem acesso aos meios de comunicação social, sem um blog próprio e compelido a organizar a publicação de um pequeno livro, sobre assunto tão atual como o corte nas pensões, gostaria de saber se estão disponíveis para, com revisão prévia, sempre bem vinda, aceitarem trabalhos escritos de não mais que quatro páginas, tipo novela de vários episódios, para deixar escancarado o chorrilho de embustes, saques, desmandos, mordomias e má gestão que deram origem a esta tragédia. desde já, o meu obrigado.
    Manuel Torres da Silva
    TM: 961543459

    Gostar

  2. Pingback: COMO VAI SER O NOSSO BLOGUE EM 2014 | A Viagem dos Argonautas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s