A ARCA DE NOÉ – VINÍCIUS DE MORAES por Clara Castilho

Agora são conhecidas as músicas de um disco feito para crianças, mas os poemas da A Arca de Noé foram escritos por Vinicius muitos anos antes de sua primeira edição.

Foram feitos para seus filhos Suzana e Pedro de Moraes. Por muitos anos, eles ficaram guardados.

Só em 1970, são conhecidos. Foi em Itália que o livro foi lançado e isto porque Vinicius por lá andou muito tempo e muitas vezes.

A Arca de Noé tornou-se um dos livros mais populares de Vinicius de Moraes por ter criado um laço com as crianças. Todas as gerações têm nos seus poemas uma porta de entrada no mundo da literatura e da música popular brasileira.

As canções foram gravadas por Chico Buarque, Adriana Calcanhotto, Zeca Pagodinho, Marisa Monte, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Erasmo Carlos e outros grandes nomes da Música Popular Brasileira.

Ezistem imensas edições mas tive a sorte de o ler na primeira, com ilustrações de Marie Louise Nery e editora Sabiá.

A galinha d’ Angola 

Coitada, coitadinha

Da galinha-d’Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola

Ela vende confusão
E compra briga
Gosta muito de fofoca
E adora intriga
Fala tanto
Que parece que engoliu uma matraca
E vive reclamando
Que está fraca

Tou fraca! Tou fraca!
Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!

Coitada, coitadinha
Da galinha-d’Angola
Não anda ultimamente
Regulando da bola

Come tanto
Até ter dor de barriga
Ela é uma bagunceira
De uma #figa
Quando choca, cocoroca
Come milho e come caca
E vive reclamando
Que está fraca

Tou fraca! Tou fraca! Tou fraca!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: