Author Archives: franciscogtavares

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (12ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (11ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (10ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (9ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (8ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (7ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (6ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (5ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (4ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (3ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise – 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (2ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica. Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise. 1 – Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia (1ª parte). Por Finance Watch

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise   1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado: uma exposição e uma análise crítica Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise. 1 – Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da União Europeia. Nota introdutória, por Júlio Marques Mota

Parte IV – A titularização como meio para continuar na trajetória da crise 1. Uma oportunidade falhada de restabelecer a finança não-criativa, a finança segura, a finança sã – uma análise sobre a Iniciativa de Financiamento a Longo Prazo da

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado – Uma exposição e uma análise crítica. Parte III – A finança ao serviço da sociedade e não a sociedade ao serviço da finança. 5 – Representação do interesse público no sistema bancário  (11ª parte-conclusão). Por Finance Watch

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte III – A finança ao serviço da sociedade e não a sociedade ao serviço da finança. 5. Representação do interesse público no sistema bancário  (11ª parte-conclusão)   Por Finance Watch com o

Dos conhecimentos básicos em finança à opacidade e complexidade do mundo financeirizado – Uma exposição e uma análise crítica. Parte III – A finança ao serviço da sociedade e não a sociedade ao serviço da finança. 5 – Representação do interesse público no sistema bancário  (11ª parte-conclusão). Por Finance Watch

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Parte III – A finança ao serviço da sociedade e não a sociedade ao serviço da finança. 5. Representação do interesse público no sistema bancário  (11ª parte-conclusão)   Por Finance Watch com o