Author Archives: claracastilho

O QUE SOMOS AFINAL? por Luísa Lobão Moniz

  As agressões aos jogadores de futebol do Sporting têm feito correr muita tinta. Não há dia em que não haja alguém a emitir a sua opinião sobre o sucedido e sobre tudo o que veio a reboque: saída do

O QUE SOMOS AFINAL? por Luísa Lobão Moniz

  As agressões aos jogadores de futebol do Sporting têm feito correr muita tinta. Não há dia em que não haja alguém a emitir a sua opinião sobre o sucedido e sobre tudo o que veio a reboque: saída do

PRÉMIO NACIONAL DE ILUSTRAÇÃO 22ª EDIÇÃO

A Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas anunciou dia 6 de Julho de 2018 que Madalena Matoso vencera a 22ª edição do PNI. As Menções Especiais foram para Abigail Ascenso e Joana Estrela. O júri, reunido no dia

PRÉMIO NACIONAL DE ILUSTRAÇÃO 22ª EDIÇÃO

A Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas anunciou dia 6 de Julho de 2018 que Madalena Matoso vencera a 22ª edição do PNI. As Menções Especiais foram para Abigail Ascenso e Joana Estrela. O júri, reunido no dia

COMO SOFREM AS CRIANÇAS DO MUNDO! por Luísa Lobão Moniz

Sempre que se sabia alguma notícia do resgate dos meninos presos, numa gruta na Tailândia, os corações das gentes batiam mais depressa. Todas as pessoas falavam destes meninos receando que eles e o seu treinador não conseguissem ser salvos. Estes

COMO SOFREM AS CRIANÇAS DO MUNDO! por Luísa Lobão Moniz

Sempre que se sabia alguma notícia do resgate dos meninos presos, numa gruta na Tailândia, os corações das gentes batiam mais depressa. Todas as pessoas falavam destes meninos receando que eles e o seu treinador não conseguissem ser salvos. Estes

CARTA DE BRAGA – “ecrãs, Montesquieu e Edgar Morin”- por ANTÓNIO OLIVEIRA

  Na última Carta referi a ‘emproada maioria dos likes’, a mesma que, directa ou indirectamente, domina o mundo dos ecrãs, continuando a proliferar sem rumo e em todas as direcções. Lipovetsky numa reflexão demolidora, explica como – não há

CARTA DE BRAGA – “ecrãs, Montesquieu e Edgar Morin”- por ANTÓNIO OLIVEIRA

  Na última Carta referi a ‘emproada maioria dos likes’, a mesma que, directa ou indirectamente, domina o mundo dos ecrãs, continuando a proliferar sem rumo e em todas as direcções. Lipovetsky numa reflexão demolidora, explica como – não há

A XENOFOBIA CONSENTIDA por Luísa Lobão Moniz

  As crianças mais uma vez são castigadas por leis que não percebem, por um mundo que não pediram. As crianças que estão enjauladas em nome de uma “tolerância zero” e porquê? Porque o Sr Trump não tem  autorização para

A XENOFOBIA CONSENTIDA por Luísa Lobão Moniz

  As crianças mais uma vez são castigadas por leis que não percebem, por um mundo que não pediram. As crianças que estão enjauladas em nome de uma “tolerância zero” e porquê? Porque o Sr Trump não tem  autorização para

O PODER MÁGICO DA IMAGEM E DO SOM por Luísa Lobão Moniz

A menina a correr nua numa estrada depois da bomba atómica, é uma vítima sem nome, mas com sofrimento físico e emocional que não deixa as nossas mentes em paz… Aleppo, imagem da criança retirada dos escombros de sua casa

O PODER MÁGICO DA IMAGEM E DO SOM por Luísa Lobão Moniz

A menina a correr nua numa estrada depois da bomba atómica, é uma vítima sem nome, mas com sofrimento físico e emocional que não deixa as nossas mentes em paz… Aleppo, imagem da criança retirada dos escombros de sua casa

TAMBÉM ME POSSO REVOLTAR por Luísa Lobão Moniz

No século XXI olhamos para as nossas crianças como seres frágeis que precisam de protecção e de quem as cuide e as defenda. Todas as crianças crescem seguindo determinados estádios que lhes permitem avançar com segurança para o estádio seguinte,

TAMBÉM ME POSSO REVOLTAR por Luísa Lobão Moniz

No século XXI olhamos para as nossas crianças como seres frágeis que precisam de protecção e de quem as cuide e as defenda. Todas as crianças crescem seguindo determinados estádios que lhes permitem avançar com segurança para o estádio seguinte,

CRIANÇA É CRIANÇA E PRINCESA É por Luísa Lobão Moniz

“Opte por amar mais” é um slogan que não me sai da cabeça. Não sei bem porquê. A campanha para as mulheres deixarem de fumar e de se culpabilizarem perante “as suas princesas” tem sido timidamente comentada em alguns jornais.

CRIANÇA É CRIANÇA E PRINCESA É por Luísa Lobão Moniz

“Opte por amar mais” é um slogan que não me sai da cabeça. Não sei bem porquê. A campanha para as mulheres deixarem de fumar e de se culpabilizarem perante “as suas princesas” tem sido timidamente comentada em alguns jornais.

PROIBIR NA ESCOLA por Luísa Lobão Moniz

A vida da escola tem sido pautada por muitas proibições e violentos castigos. Desde que se entra no portão da Escola as regras começam a ser diferentes das regras que se vive em casa, em qualquer casa de famílias de

PROIBIR NA ESCOLA por Luísa Lobão Moniz

A vida da escola tem sido pautada por muitas proibições e violentos castigos. Desde que se entra no portão da Escola as regras começam a ser diferentes das regras que se vive em casa, em qualquer casa de famílias de

PROIBIR? por Luísa Lobão Moniz

Hoje 8 de Junho a Assembleia Nacional Francesa aprovou a proibição dos telemóveis nas escolas. Proibir é fácil, tornar efectiva a proibição é outra coisa. Há uns anos, não muitos, os pais fizeram uma grande pressão sobre as escolas para

PROIBIR? por Luísa Lobão Moniz

Hoje 8 de Junho a Assembleia Nacional Francesa aprovou a proibição dos telemóveis nas escolas. Proibir é fácil, tornar efectiva a proibição é outra coisa. Há uns anos, não muitos, os pais fizeram uma grande pressão sobre as escolas para

CHAMO-ME JOSÉ por Luísa Lobão Moniz

Chamo-me José, mas todos me tratam por Zezinho com carinho e um sorriso nos lábios. Sim, sou pequenino, sou uma criança e como eu há milhões de outras crianças que recebem um bom dia com carinho. Por vezes oiço a

CHAMO-ME JOSÉ por Luísa Lobão Moniz

Chamo-me José, mas todos me tratam por Zezinho com carinho e um sorriso nos lábios. Sim, sou pequenino, sou uma criança e como eu há milhões de outras crianças que recebem um bom dia com carinho. Por vezes oiço a

O SONHO OU O MEDO por Luísa Lobão Moniz

Durante os meses de Abril e Maio foram feitas algumas actividades para se voltar a dar visibilidade às crianças desaparecidas e maltratadas. Os Agrupamentos de Escola desdobraram-se em tarefas e encontros para que fosse do conhecimento de todos o que

O SONHO OU O MEDO por Luísa Lobão Moniz

Durante os meses de Abril e Maio foram feitas algumas actividades para se voltar a dar visibilidade às crianças desaparecidas e maltratadas. Os Agrupamentos de Escola desdobraram-se em tarefas e encontros para que fosse do conhecimento de todos o que

MELANCOLIA por Luísa Lobão Moniz

  Há um estado de alma que não sabemos muito bem como descreve-lo. Por vezes, o corpo pára e ficamos vazios, nem sabemos bem porquê, só sabemos que desapareceu do nosso olhar, que já não se senta na mesma cadeira,

MELANCOLIA por Luísa Lobão Moniz

  Há um estado de alma que não sabemos muito bem como descreve-lo. Por vezes, o corpo pára e ficamos vazios, nem sabemos bem porquê, só sabemos que desapareceu do nosso olhar, que já não se senta na mesma cadeira,

MORRER SIM, MAS COMO? por Luísa Lobão Moniz

  A vida apanha-nos ao dobrar a esquina da estrada. O nosso caminho nem sempre é efeito de pedras bem calcetadas, muitas vezes a falta de manutenção dos bonitos passeios faz-nos cair e partir uma perna. Estávamos no lugar errado

MORRER SIM, MAS COMO? por Luísa Lobão Moniz

  A vida apanha-nos ao dobrar a esquina da estrada. O nosso caminho nem sempre é efeito de pedras bem calcetadas, muitas vezes a falta de manutenção dos bonitos passeios faz-nos cair e partir uma perna. Estávamos no lugar errado

DIA DA MÃE por Luísa Lobão Moniz

Apesar da reflexão que fiz ontem do Dia da Mãe, um pouco indignada pelas últimas referências que li nos jornais sobre mães e filhos, há que reconhecer que tudo tem o seu contrário. A história de vida da Mulher que

DIA DA MÃE por Luísa Lobão Moniz

Apesar da reflexão que fiz ontem do Dia da Mãe, um pouco indignada pelas últimas referências que li nos jornais sobre mães e filhos, há que reconhecer que tudo tem o seu contrário. A história de vida da Mulher que