Author Archives: claracastilho

CARTA DO RIO – 157 por Rachel Gutiérrez

Hoje quero falar de um ser humano excepcional, que se tornou notícia nos últimos dias. Trata-se de um gari (varredor de rua) de São Paulo, um trabalhador de 47 anos que, por iniciativa própria, tornou-se um benfeitor dos dependentes químicos

CARTA DO RIO – 157 por Rachel Gutiérrez

Hoje quero falar de um ser humano excepcional, que se tornou notícia nos últimos dias. Trata-se de um gari (varredor de rua) de São Paulo, um trabalhador de 47 anos que, por iniciativa própria, tornou-se um benfeitor dos dependentes químicos

SÃO ADOLESCENTES por Luísa Lobão Moniz

A criança que era considerada como um ser acabado, mas mais pequeno do que os adultos, acaba por ser reconhecida como um ser com identidade própria construída pela vinculação à mãe, ou a quem gosta dela, e pelo meio que

SÃO ADOLESCENTES por Luísa Lobão Moniz

A criança que era considerada como um ser acabado, mas mais pequeno do que os adultos, acaba por ser reconhecida como um ser com identidade própria construída pela vinculação à mãe, ou a quem gosta dela, e pelo meio que

TROVOADA SECA por Luísa Lobão Moniz

Gentes morreram intoxicadas com o fumo. Gentes morreram queimadas pelas chamas do gigantesco incêndio. Gentes sobreviveram dentro de um tanque com água até ao pescoço. Os écrans dos televisores tornaram-se cor de fogo. Gentes morreram porque fugiram pelo sítio errado.

TROVOADA SECA por Luísa Lobão Moniz

Gentes morreram intoxicadas com o fumo. Gentes morreram queimadas pelas chamas do gigantesco incêndio. Gentes sobreviveram dentro de um tanque com água até ao pescoço. Os écrans dos televisores tornaram-se cor de fogo. Gentes morreram porque fugiram pelo sítio errado.

CARTA DO RIO – 156 por Rachel Gutiérrez

Neste domingo de sol, às vésperas de um inverno que no Rio de Janeiro nem merece esse nome, o desalento é grande: os escândalos da corrupção se multiplicam a cada dia e o clima de ódio entre os que pensam

CARTA DO RIO – 156 por Rachel Gutiérrez

Neste domingo de sol, às vésperas de um inverno que no Rio de Janeiro nem merece esse nome, o desalento é grande: os escândalos da corrupção se multiplicam a cada dia e o clima de ódio entre os que pensam

O SONO por Luísa Lobão Moniz

Está no ar, há já alguns anos, que as crianças com 4,5 ou 6 anos teriam que entrar para o 1º ciclo com conhecimentos e hábitos de crianças que já frequentam o 1º ano do ensino básico. Temos a família

O SONO por Luísa Lobão Moniz

Está no ar, há já alguns anos, que as crianças com 4,5 ou 6 anos teriam que entrar para o 1º ciclo com conhecimentos e hábitos de crianças que já frequentam o 1º ano do ensino básico. Temos a família

SEM SE OLHAREM NOS OLHOS por Luísa Lobão Moniz

Num mundo em que tudo se sabe na hora e se acompanha ao segundo, quando se adormece não se sabe como se vai acordar. Se o mundo continua com as mesmas problemáticas ou se alguma já saltou para os tablóides…se

SEM SE OLHAREM NOS OLHOS por Luísa Lobão Moniz

Num mundo em que tudo se sabe na hora e se acompanha ao segundo, quando se adormece não se sabe como se vai acordar. Se o mundo continua com as mesmas problemáticas ou se alguma já saltou para os tablóides…se

CARTA DO RIO – 155 por Rachel Gutiérrez

Hoje presto minha sentida e profunda homenagem a Maria Inez Barros de Almeida, a dramaturga, radialista, pesquisadora e historiadora do Teatro Brasileiro, de quem tive o privilégio de ser amiga por longos anos e que nos deixou na última quinta-feira,

CARTA DO RIO – 155 por Rachel Gutiérrez

Hoje presto minha sentida e profunda homenagem a Maria Inez Barros de Almeida, a dramaturga, radialista, pesquisadora e historiadora do Teatro Brasileiro, de quem tive o privilégio de ser amiga por longos anos e que nos deixou na última quinta-feira,

DE QUE TAMANHO É O MUNDO ? por Luísa Lobão Moniz

Quando nascemos o mundo é do tamanho do nosso corpo, tudo tem de ser encorpado, tem que ser visto e revisto de todos os lados. Que bom ter a sensação que se manda no nosso mundo. Atiro o brinquedo para

DE QUE TAMANHO É O MUNDO ? por Luísa Lobão Moniz

Quando nascemos o mundo é do tamanho do nosso corpo, tudo tem de ser encorpado, tem que ser visto e revisto de todos os lados. Que bom ter a sensação que se manda no nosso mundo. Atiro o brinquedo para

VALENTE HEROIS por Luísa Lobão Moniz

E, como todos os anos, lá se comemoraram o Dia da Criança Desaparecida e o Dia Mundial da Criança. Havia no ar o silêncio das meninas e dos meninos que passo a passo vão tentando chegar ao fim da estrada

VALENTE HEROIS por Luísa Lobão Moniz

E, como todos os anos, lá se comemoraram o Dia da Criança Desaparecida e o Dia Mundial da Criança. Havia no ar o silêncio das meninas e dos meninos que passo a passo vão tentando chegar ao fim da estrada

CARTA DO RIO – 154 por Rachel Gutiérrez

Quantas vezes nós, os das gerações mais antigas, fomos, somos e seremos levados a exclamar tristemente que o mundo que conhecemos não existe mais? A Europa que tive o privilégio de descobrir aos 20 anos, e que relembrei em Cartas

CARTA DO RIO – 154 por Rachel Gutiérrez

Quantas vezes nós, os das gerações mais antigas, fomos, somos e seremos levados a exclamar tristemente que o mundo que conhecemos não existe mais? A Europa que tive o privilégio de descobrir aos 20 anos, e que relembrei em Cartas

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA por Luísa Lobão Moniz

Quando pensei  que mais uma vez se ia “festejar” o dia Mundial da Criança senti-me perdida neste mundo de guerras e refugiados, entre eles milhares e milhares de crianças. Senti-me perdida porque há anos que se comemora o Dia Mundial

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA por Luísa Lobão Moniz

Quando pensei  que mais uma vez se ia “festejar” o dia Mundial da Criança senti-me perdida neste mundo de guerras e refugiados, entre eles milhares e milhares de crianças. Senti-me perdida porque há anos que se comemora o Dia Mundial

FEIRA DO LIVRO ASSOCIA-SE A DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

A Feira do Livro de Lisboa vai estar patente no Parque Eduardo VII, entre 1 e 18 de Junho de 2017. Este ano, a Feira do Livro de Lisboa inaugura no dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, e, para

FEIRA DO LIVRO ASSOCIA-SE A DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

A Feira do Livro de Lisboa vai estar patente no Parque Eduardo VII, entre 1 e 18 de Junho de 2017. Este ano, a Feira do Livro de Lisboa inaugura no dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, e, para

CARTA DO RIO – 153 por Rachel Gutiérrez

Mais escândalos, mais denúncias e delações. E a impressão de que continuamos mergulhados numa espécie de pântano com as dimensões continentais do nosso país. Fernando Gabeira intitulou o seu artigo dominical como O caos nosso de cada dia; Merval Pereira

CARTA DO RIO – 153 por Rachel Gutiérrez

Mais escândalos, mais denúncias e delações. E a impressão de que continuamos mergulhados numa espécie de pântano com as dimensões continentais do nosso país. Fernando Gabeira intitulou o seu artigo dominical como O caos nosso de cada dia; Merval Pereira

É NA ESCOLA, É EM CASA, É NA RUA por Luísa Lobão Moniz

É na escola, é em casa, é na rua. Se no tempo passado distracção era sinónimo de rebeldia, hoje é sinal de hiperactividade A falta de atenção levava a castigos vários, quase todos humilhantes para o aluno. Hoje a hiperactividade

É NA ESCOLA, É EM CASA, É NA RUA por Luísa Lobão Moniz

É na escola, é em casa, é na rua. Se no tempo passado distracção era sinónimo de rebeldia, hoje é sinal de hiperactividade A falta de atenção levava a castigos vários, quase todos humilhantes para o aluno. Hoje a hiperactividade

ERA NA ESCOLA, ERA EM CASA por Luísa Lobão Moniz

Chorei, sujei a página com as lágrimas e as mãos. Ainda me lembro como me foi difícil ler “lá” “le” li” lo” “lu”, pois o que me saía da boca era” al,el il,ol,ul”. Apesar de as lágrimas não ajudarem o

ERA NA ESCOLA, ERA EM CASA por Luísa Lobão Moniz

Chorei, sujei a página com as lágrimas e as mãos. Ainda me lembro como me foi difícil ler “lá” “le” li” lo” “lu”, pois o que me saía da boca era” al,el il,ol,ul”. Apesar de as lágrimas não ajudarem o