Author Archives: claracastilho

NO DIA 25 DE ABRIL por Luísa Lobão Moniz

Abril, o que nos vem à memória? Nos, a quem? Quem viveu o dia 25 de Abril de 1974. Soldados na rua, metralhadoras com cravos vermelhos, Grândola Vila Morena, libertação dos presos políticos, ruas a abarrotar de pessoas de todas

NO DIA 25 DE ABRIL por Luísa Lobão Moniz

Abril, o que nos vem à memória? Nos, a quem? Quem viveu o dia 25 de Abril de 1974. Soldados na rua, metralhadoras com cravos vermelhos, Grândola Vila Morena, libertação dos presos políticos, ruas a abarrotar de pessoas de todas

O MENINO COMO EU por Luísa Lobão Moniz

Mês de ABRIL, mês de Revolução. Mês de tratar o tema das crianças maltratadas, é resultado da Revolução de Abril. Depois de Abril de 1974 temos liberdade e o dever de proteger os mais frágeis, de lhes dar “armas” para

O MENINO COMO EU por Luísa Lobão Moniz

Mês de ABRIL, mês de Revolução. Mês de tratar o tema das crianças maltratadas, é resultado da Revolução de Abril. Depois de Abril de 1974 temos liberdade e o dever de proteger os mais frágeis, de lhes dar “armas” para

NÃO QUERO A RODA por Luísa Lobão Moniz

Crianças mortas à nascença pelas próprias mães. Como se pode explicar? Crianças mortas à nascença por asfixia, ou com objectos cortantes! Como se pode antever que uma mulher possa assim reagir à nascença de um filho? Porque a fúria do

NÃO QUERO A RODA por Luísa Lobão Moniz

Crianças mortas à nascença pelas próprias mães. Como se pode explicar? Crianças mortas à nascença por asfixia, ou com objectos cortantes! Como se pode antever que uma mulher possa assim reagir à nascença de um filho? Porque a fúria do

PERDER REGALIAS E PODER por Luísa Lobão Moniz

Marielle Franco foi assassinada pelo poder brasileiro por lutar pela Liberdade de se Ser. Era vereadora, a quinta mais votada, era uma activista defensora dos direitos humanos. Todas as forças de segurança estão sob o comando do exército não vá

PERDER REGALIAS E PODER por Luísa Lobão Moniz

Marielle Franco foi assassinada pelo poder brasileiro por lutar pela Liberdade de se Ser. Era vereadora, a quinta mais votada, era uma activista defensora dos direitos humanos. Todas as forças de segurança estão sob o comando do exército não vá

DE 11 A 14 DE ABRIL – FESTIVAL LITERÁRIO DE CASTELO BRANCO

Iniciou ontem,  11 de Abril, a 6.ª edição Fronteira — Festival Literário de Castelo Branco. De 11 a 14 de Abril, passam pela cidade nomes como Ana Margarida de Carvalho, João Ricardo Pedro e Pedro Mexia, numa programação que antecipa a

DE 11 A 14 DE ABRIL – FESTIVAL LITERÁRIO DE CASTELO BRANCO

Iniciou ontem,  11 de Abril, a 6.ª edição Fronteira — Festival Literário de Castelo Branco. De 11 a 14 de Abril, passam pela cidade nomes como Ana Margarida de Carvalho, João Ricardo Pedro e Pedro Mexia, numa programação que antecipa a

1.º ENCONTRO DE CONTADORES DE HISTÓRIAS “LIVROS E LIBERDADE”, AMADORA, 21 DE ABRIL

O 1.º Encontro de Contadores de Histórias “Livros e Liberdade” decorre a 21 de abril e será um evento dedicado às histórias, ligando datas tão importantes como o Dia Internacional do Livro Infantil, Dia Mundial do Livro e o Dia da Liberdade.

1.º ENCONTRO DE CONTADORES DE HISTÓRIAS “LIVROS E LIBERDADE”, AMADORA, 21 DE ABRIL

O 1.º Encontro de Contadores de Histórias “Livros e Liberdade” decorre a 21 de abril e será um evento dedicado às histórias, ligando datas tão importantes como o Dia Internacional do Livro Infantil, Dia Mundial do Livro e o Dia da Liberdade.

LER EM TODO O LADO ATÉ 30 DE ABRIL

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros e a Câmara Municipal de Lisboa voltam a promover a iniciativa “Ler em Todo Lado”, com o objectivo de promover a literatura e os hábitos de leitura dos portugueses, através de actividades literárias dedicadas

LER EM TODO O LADO ATÉ 30 DE ABRIL

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros e a Câmara Municipal de Lisboa voltam a promover a iniciativa “Ler em Todo Lado”, com o objectivo de promover a literatura e os hábitos de leitura dos portugueses, através de actividades literárias dedicadas

E AGORA? Por Luísa Lobão Moniz

Hoje deveria ser um dia de início de uma reflexão sobre as oportunidades de mudar a vida de todos para melhor. Quantas pessoas deram a vida pelas suas convicções sociais? Quantas pessoas morreram em prol da liberdade e da igualdade?

E AGORA? Por Luísa Lobão Moniz

Hoje deveria ser um dia de início de uma reflexão sobre as oportunidades de mudar a vida de todos para melhor. Quantas pessoas deram a vida pelas suas convicções sociais? Quantas pessoas morreram em prol da liberdade e da igualdade?

LAÇO AZUL por Luísa Lobão Moniz

Abril, mês de comemorar a nossa Liberdade e Democracia, mês de luta contra os maus tratos nas crianças. Um dia em Abril de 1989, nos EUA, uma mulher colocou um laço azul na antena do seu carro. Porquê e para

LAÇO AZUL por Luísa Lobão Moniz

Abril, mês de comemorar a nossa Liberdade e Democracia, mês de luta contra os maus tratos nas crianças. Um dia em Abril de 1989, nos EUA, uma mulher colocou um laço azul na antena do seu carro. Porquê e para

2 DE ABRIL -DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL

No dia 2 de Abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, este dia passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura

2 DE ABRIL -DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL

No dia 2 de Abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen. A partir de 1967, este dia passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura

PRÉMIO DE CONTO INFANTIL MATILDE ROA ARAÚJO 2018 ATÉ AO FIM DO MÊS DE MAIO

  A Câmara Municipal de Trofa, com o apoio do Instituto Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. organiza mais uma edição do Concurso Lusófono Trofa/ Conto Infantil. Este concurso literário internacional aposta na promoção e salvaguarda da literatura

PRÉMIO DE CONTO INFANTIL MATILDE ROA ARAÚJO 2018 ATÉ AO FIM DO MÊS DE MAIO

  A Câmara Municipal de Trofa, com o apoio do Instituto Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. organiza mais uma edição do Concurso Lusófono Trofa/ Conto Infantil. Este concurso literário internacional aposta na promoção e salvaguarda da literatura

“RETRATOS CONTADOS: ALICE VIEIRA – 75 ANOS”- UMA JUSTA HOMENAGEM

  A escritora Alice Viera completou 75 anos no dia 20 de Março, dia em que foi apresentado o livro “Retratos Contados: Alice Vieira – 75 anos” de autoria de Nélson Mateus que pretendeu prestar esta homenagem a Alice Vieira.

“RETRATOS CONTADOS: ALICE VIEIRA – 75 ANOS”- UMA JUSTA HOMENAGEM

  A escritora Alice Viera completou 75 anos no dia 20 de Março, dia em que foi apresentado o livro “Retratos Contados: Alice Vieira – 75 anos” de autoria de Nélson Mateus que pretendeu prestar esta homenagem a Alice Vieira.

NOVO LIVRO DE VALTER HUGO MÃE – “O PARAÍSO SÃO OS OUTROS”

Sobre este livro de Walter Hugo Mãe: Sinopse: O amor constrói. Gostarmos de alguém, mesmo quando estamos parados durante o tempo de dormir, é como fazer prédios ou cozinhar para mesas de mil lugares. O paraíso são os outros é

NOVO LIVRO DE VALTER HUGO MÃE – “O PARAÍSO SÃO OS OUTROS”

Sobre este livro de Walter Hugo Mãe: Sinopse: O amor constrói. Gostarmos de alguém, mesmo quando estamos parados durante o tempo de dormir, é como fazer prédios ou cozinhar para mesas de mil lugares. O paraíso são os outros é

DOIS LIVROS COM INÉDITOS ASSINALAM 25 ANOS DA MORTE DE NATÁLIA CORREIA

A editora Ponto de Fuga  publicou neste mês de Março dois livros com inéditos de Natália Correia. As obras — Entre Raiz e a Utopia e Descobri que Era Europeia –, com introdução e notas de Ângela de Almeida, chegam às livrarias no dia 16,

DOIS LIVROS COM INÉDITOS ASSINALAM 25 ANOS DA MORTE DE NATÁLIA CORREIA

A editora Ponto de Fuga  publicou neste mês de Março dois livros com inéditos de Natália Correia. As obras — Entre Raiz e a Utopia e Descobri que Era Europeia –, com introdução e notas de Ângela de Almeida, chegam às livrarias no dia 16,

UM PARTO DOLOROSO PARA A MORTE por Luísa Lobão Moniz

Este texto é dedicado ao meu irmão A lua brilhava e o sol nasceu, como todos os dias, mas não para todos. O sol cumpriu o prometido, já cheirava a Primavera e a natureza toda ela se renovava abraçando vivos

UM PARTO DOLOROSO PARA A MORTE por Luísa Lobão Moniz

Este texto é dedicado ao meu irmão A lua brilhava e o sol nasceu, como todos os dias, mas não para todos. O sol cumpriu o prometido, já cheirava a Primavera e a natureza toda ela se renovava abraçando vivos