Author Archives: claracastilho

riojaneiro2

CARTA DO RIO – 140 por Rachel Gutiérrez

Com viagem programada para “fugir do Carnaval”, resolvi compartilhar com os leitores do nosso blog, não apenas algumas reflexões de uma antiga Carta do Rio sobre minha pintora predileta, mas, o que diz muito mais do que quaisquer palavras, alguns

riojaneiro2

CARTA DO RIO – 140 por Rachel Gutiérrez

Com viagem programada para “fugir do Carnaval”, resolvi compartilhar com os leitores do nosso blog, não apenas algumas reflexões de uma antiga Carta do Rio sobre minha pintora predileta, mas, o que diz muito mais do que quaisquer palavras, alguns

olhem para  mim

O QUE SE ANDA A PASSAR? Por Luísa Lobão Moniz

O que se anda a passar no mundo? E entre nós? Não acredito que as gerações que acompanharam e festejaram o 25 de Abril estejam tão desiludidas que se tenham abstido de lutar, cada vez mais, pela democracia. Foram muitos

olhem para  mim

O QUE SE ANDA A PASSAR? Por Luísa Lobão Moniz

O que se anda a passar no mundo? E entre nós? Não acredito que as gerações que acompanharam e festejaram o 25 de Abril estejam tão desiludidas que se tenham abstido de lutar, cada vez mais, pela democracia. Foram muitos

olhem para  mim

ATÉ SEMPRE… por Luísa Lobão Moniz

Foram milhares aqueles que há 30 anos foram a Setúbal para acompanharem Zeca Afonso. Foi um verdadeiro democrata e um lutador anti-fascista que muitos portugueses conheceram pela sua arma mais forte, as cantigas, as palavras que estiveram proibidas pela censura.

olhem para  mim

ATÉ SEMPRE… por Luísa Lobão Moniz

Foram milhares aqueles que há 30 anos foram a Setúbal para acompanharem Zeca Afonso. Foi um verdadeiro democrata e um lutador anti-fascista que muitos portugueses conheceram pela sua arma mais forte, as cantigas, as palavras que estiveram proibidas pela censura.

camoes-1

REVISITANDO “OS LUSÍADAS”

Tiveram a sua 1ª edição no ano de1572. A Biblioteca Digital Mundial disponibiliza na Internet, gratuitamente e em formato multilíngue, importantes fontes provenientes de países e culturas de todo o mundo. Descreve este livro desta forma: Apresenta-se aqui a primeira

camoes-1

REVISITANDO “OS LUSÍADAS”

Tiveram a sua 1ª edição no ano de1572. A Biblioteca Digital Mundial disponibiliza na Internet, gratuitamente e em formato multilíngue, importantes fontes provenientes de países e culturas de todo o mundo. Descreve este livro desta forma: Apresenta-se aqui a primeira

riojaneiro2

CARTA DO RIO – 139 por Rachel Gutiérrez

Encontro minha amiguinha Esperança, mais uma vez fora do poema de Charles Péguy, chorosa e triste, olhando a foto de uma ponte de Paris, debaixo da qual, refugiados encontraram enormes pedras para expulsá-los de onde tentavam se abrigar do frio

riojaneiro2

CARTA DO RIO – 139 por Rachel Gutiérrez

Encontro minha amiguinha Esperança, mais uma vez fora do poema de Charles Péguy, chorosa e triste, olhando a foto de uma ponte de Paris, debaixo da qual, refugiados encontraram enormes pedras para expulsá-los de onde tentavam se abrigar do frio

olhem para  mim

E AINDA OS TPC….por Luísa Lobão Moniz

E porquê, porque parece que o Trabalho de casa é uma questão de proibir ou de torná-lo obrigatório. Quem os proíbe ou quem os torna obrigatório? O Ministério de Educação? Os deputados da Assembleia da República, como agora se ouve

olhem para  mim

E AINDA OS TPC….por Luísa Lobão Moniz

E porquê, porque parece que o Trabalho de casa é uma questão de proibir ou de torná-lo obrigatório. Quem os proíbe ou quem os torna obrigatório? O Ministério de Educação? Os deputados da Assembleia da República, como agora se ouve

images

CORRENTES D’ESCRITAS NA PÓVOA DO VARZIM, DE 21 e 25 DE FEVEREIRO

  Escritores portugueses e espanhóis juntar-se-ão em Póvoa de Varzim para a 18ª edição do festival literário Correntes d’Escritas que decorrerá entre os dias 21 e 25 de Fevereiro, as serão 13 as nacionalidades de línguas hispânicas e portuguesa. Esperam-se

images

CORRENTES D’ESCRITAS NA PÓVOA DO VARZIM, DE 21 e 25 DE FEVEREIRO

  Escritores portugueses e espanhóis juntar-se-ão em Póvoa de Varzim para a 18ª edição do festival literário Correntes d’Escritas que decorrerá entre os dias 21 e 25 de Fevereiro, as serão 13 as nacionalidades de línguas hispânicas e portuguesa. Esperam-se