Author Archives: claracastilho

CARTA DO RIO – 169 por Rachel Gutiérrez

Hoje, quero tocar num assunto que parece incomodar muita gente: a Velhice. E quero contrariar, ao menos em parte, a famosa afirmação de Charles de Gaulle: “A Velhice é um Naufrágio!” sem esquecer Ingmar Bergmann, quando disse que ninguém nos

CARTA DO RIO – 169 por Rachel Gutiérrez

Hoje, quero tocar num assunto que parece incomodar muita gente: a Velhice. E quero contrariar, ao menos em parte, a famosa afirmação de Charles de Gaulle: “A Velhice é um Naufrágio!” sem esquecer Ingmar Bergmann, quando disse que ninguém nos

E MAIS UM HORIZONTE…. por Luísa Lobão Moniz

Nunca conseguimos chegar à linha do horizonte porque há sempre mais horizonte para nos orientar. É bom porque se chegássemos à linha do horizonte isto quereria dizer que não poderíamos melhorar mais a Humanidade nem a Natureza. São as utopias

E MAIS UM HORIZONTE…. por Luísa Lobão Moniz

Nunca conseguimos chegar à linha do horizonte porque há sempre mais horizonte para nos orientar. É bom porque se chegássemos à linha do horizonte isto quereria dizer que não poderíamos melhorar mais a Humanidade nem a Natureza. São as utopias

A SUBMISSÃO por Luísa Lobão Moniz

São chamas. São cheias. São furacões. São árvores arrancadas pelas raízes. São telhados a voar. É mais um atentado terrorista no metro de Londres. São meninos a morrerem nas praias. São crianças maltratadas. São mulheres espancadas e mortas. São mulheres

A SUBMISSÃO por Luísa Lobão Moniz

São chamas. São cheias. São furacões. São árvores arrancadas pelas raízes. São telhados a voar. É mais um atentado terrorista no metro de Londres. São meninos a morrerem nas praias. São crianças maltratadas. São mulheres espancadas e mortas. São mulheres

CARTA DO RIO por Rachel Gutiérrez

No último sábado, resumindo a semana, Zuenir Ventura definiu a perplexidade da maioria dos brasileiros em sua coluna do jornal O Globo: Foi uma semana para desafiar quem achava que já vira de tudo, e para confirmar a tese de

CARTA DO RIO por Rachel Gutiérrez

No último sábado, resumindo a semana, Zuenir Ventura definiu a perplexidade da maioria dos brasileiros em sua coluna do jornal O Globo: Foi uma semana para desafiar quem achava que já vira de tudo, e para confirmar a tese de

DOMINGO À TARDE, DE FERNANDO NAMORA, REEDITADO HOJE PELA CAMINHO

O romance ‘Domingo à Tarde’, de Fernando Namora, chega, com nova edição, aos escaparates das livrarias portuguesas, por mão da Editorial Caminho, no dia 12 de Setembro. O livro, publicado pela primeira vez em 1961, foi galardoado com o Prémio

DOMINGO À TARDE, DE FERNANDO NAMORA, REEDITADO HOJE PELA CAMINHO

O romance ‘Domingo à Tarde’, de Fernando Namora, chega, com nova edição, aos escaparates das livrarias portuguesas, por mão da Editorial Caminho, no dia 12 de Setembro. O livro, publicado pela primeira vez em 1961, foi galardoado com o Prémio

A ESCOLA E O RACISMO por Luísa Lobão Moniz

O jornal o Público dedica um grande espaço ao tema do racismo nas escolas, ou como os não brancos (porque não se diz negro ou preto?) se sentiram durante o seu crescimento, pelo facto de serem negros (pretos). Lembro que

A ESCOLA E O RACISMO por Luísa Lobão Moniz

O jornal o Público dedica um grande espaço ao tema do racismo nas escolas, ou como os não brancos (porque não se diz negro ou preto?) se sentiram durante o seu crescimento, pelo facto de serem negros (pretos). Lembro que

FESTIVAL LITERÁRIO VOLTA A OVAR – 3ª EDIÇÃO – DE 14 A 17 DE SETEMBRO

A 3ª edição do Festival Literário de Ovar terá lugar no Jardim do Cáster. O evento, organizado pela Câmara Municipal de Ovar, reúne todos os anos autores, escritores, ilustradores e outros artistas, em encontros, debates, lançamentos de livros, sessões de

FESTIVAL LITERÁRIO VOLTA A OVAR – 3ª EDIÇÃO – DE 14 A 17 DE SETEMBRO

A 3ª edição do Festival Literário de Ovar terá lugar no Jardim do Cáster. O evento, organizado pela Câmara Municipal de Ovar, reúne todos os anos autores, escritores, ilustradores e outros artistas, em encontros, debates, lançamentos de livros, sessões de

SER PROFESSOR por Luísa Lobão Moniz

E já começou mais um ano lectivo. Este ano é que vai ser, assim pensam muitos professores, todos os inícios de anos lectivos, e quando o ano chega ao fim vivem mais um desencanto nas suas vidas profissionais. Estudaram para

SER PROFESSOR por Luísa Lobão Moniz

E já começou mais um ano lectivo. Este ano é que vai ser, assim pensam muitos professores, todos os inícios de anos lectivos, e quando o ano chega ao fim vivem mais um desencanto nas suas vidas profissionais. Estudaram para

CARTA DO RIO – 167 por Rachel Gutiérrez

Hoje, a minha intenção era a de fazer um passeio recordando palavras, frases e versos que, ao longo da vida, me impressionaram e me acompanham como velhos amigos, como, por exemplo, entre tantas outras, esta surpreendente afirmação de Clarice Lispector,

CARTA DO RIO – 167 por Rachel Gutiérrez

Hoje, a minha intenção era a de fazer um passeio recordando palavras, frases e versos que, ao longo da vida, me impressionaram e me acompanham como velhos amigos, como, por exemplo, entre tantas outras, esta surpreendente afirmação de Clarice Lispector,

ANA DE CASTRO OSÓRIO por Luísa Lobão Moniz

Nome de Rua. Nome de Biblioteca. Foram duas maneiras simbólicas de prestar homenagem a Ana de Castro Osório. Quem é essa pessoa que tem “direito” a nome de rua, em Carnide, e de Biblioteca especializada, em Belém? A Biblioteca pretende

ANA DE CASTRO OSÓRIO por Luísa Lobão Moniz

Nome de Rua. Nome de Biblioteca. Foram duas maneiras simbólicas de prestar homenagem a Ana de Castro Osório. Quem é essa pessoa que tem “direito” a nome de rua, em Carnide, e de Biblioteca especializada, em Belém? A Biblioteca pretende

RACISMO, NÃO OBRIGADA por Luísa Lobão Moniz

A televisão, a imprensa escrita, a rádio, os telemóveis têm-se revelado um apoio à revelação do que se passa no mundo. Por vezes são muito cruéis as imagens, as entrevistas que têm sido feitas durante os incêndios, cheias, furacões. Vimos,

RACISMO, NÃO OBRIGADA por Luísa Lobão Moniz

A televisão, a imprensa escrita, a rádio, os telemóveis têm-se revelado um apoio à revelação do que se passa no mundo. Por vezes são muito cruéis as imagens, as entrevistas que têm sido feitas durante os incêndios, cheias, furacões. Vimos,

BIBLIOTECA ELECTRÓNICA GRATUITA

É uma Plataforma electrónica para publicar, partilhar e dar opinião sobre as entradas no Blog Enciclopédico – Biblioteca Digital Universal “Libros Gratis en PDF”. É composto por: BIOGRAFIAS REVISTA GRATUITA OBRAS COMPLETAS DICIONÁRIOS Tem uma lista de livros ordenados alfabeticamente Tudo

BIBLIOTECA ELECTRÓNICA GRATUITA

É uma Plataforma electrónica para publicar, partilhar e dar opinião sobre as entradas no Blog Enciclopédico – Biblioteca Digital Universal “Libros Gratis en PDF”. É composto por: BIOGRAFIAS REVISTA GRATUITA OBRAS COMPLETAS DICIONÁRIOS Tem uma lista de livros ordenados alfabeticamente Tudo

ANA DE CASTRO OSÓRIO EXPLICADA ÀS CRIANÇAS

ANA DE CASTRO OSÓRIO – A MULHER QUE VOTOU NA LITERATURA” é a biografia da “mãe” da literatura infantil em Portugal, um dos títulos da colecção GRANDES VIDAS PORTUGUESAS, publicada pelo Pato Lógico, em parceria com a Imprensa Nacional – Casa da Moeda. Nesta biografia da mãe da

ANA DE CASTRO OSÓRIO EXPLICADA ÀS CRIANÇAS

ANA DE CASTRO OSÓRIO – A MULHER QUE VOTOU NA LITERATURA” é a biografia da “mãe” da literatura infantil em Portugal, um dos títulos da colecção GRANDES VIDAS PORTUGUESAS, publicada pelo Pato Lógico, em parceria com a Imprensa Nacional – Casa da Moeda. Nesta biografia da mãe da

PRÉMIOS LITERÁRIOS RECENTES

Foram vários os nossos autores a receberem prémios literários. Parabéns pelo reconhecimento! JOSÉ EDUARDO AGUALUSA venceu prémio literário de Dublin pela tradução inglesa do romance “Teoria Geral do Esquecimento”. O prémio literário de Dublin, de 100 mil euros, é gerido

PRÉMIOS LITERÁRIOS RECENTES

Foram vários os nossos autores a receberem prémios literários. Parabéns pelo reconhecimento! JOSÉ EDUARDO AGUALUSA venceu prémio literário de Dublin pela tradução inglesa do romance “Teoria Geral do Esquecimento”. O prémio literário de Dublin, de 100 mil euros, é gerido

CARTA DO RIO – 166 por Rachel Gutiérrez

                                  Não há outro assunto quando a AMAZÔNIA, patrimônio da humanidade, do qual depende a saúde do planeta encontra-se, mais uma vez, ameaçada. A propósito, lembro minha Carta 22, de 28 de outubro de 2016, quando comentei e transcrevi trechos

CARTA DO RIO – 166 por Rachel Gutiérrez

                                  Não há outro assunto quando a AMAZÔNIA, patrimônio da humanidade, do qual depende a saúde do planeta encontra-se, mais uma vez, ameaçada. A propósito, lembro minha Carta 22, de 28 de outubro de 2016, quando comentei e transcrevi trechos