Author Archives: José Magalhães

About José Magalhães

Escrevo e fotografo pelo imenso prazer que daí tiro

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (178)

O PORTO EM IMAGENS (25) JÁ NADA É ASSIM, COMO SE MOSTRA!                           TODOS OS ARTIGOS JÁ ESCRITOS NAS PÁGINAS DA “CARTA DO PORTO”, E OS QUE VENHAM

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (178)

O PORTO EM IMAGENS (25) JÁ NADA É ASSIM, COMO SE MOSTRA!                           TODOS OS ARTIGOS JÁ ESCRITOS NAS PÁGINAS DA “CARTA DO PORTO”, E OS QUE VENHAM

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (96)

O MEU ESTAR   É isso aí, Meu amor, Eu não sei parar O saber De te olhar Desde o momento em que te vi, Nem vou parar De te querer E de te amar Mesmo que seja para o

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (96)

O MEU ESTAR   É isso aí, Meu amor, Eu não sei parar O saber De te olhar Desde o momento em que te vi, Nem vou parar De te querer E de te amar Mesmo que seja para o

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (177)

O PORTO EM IMAGENS (24)                                

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (177)

O PORTO EM IMAGENS (24)                                

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (176)

JANTAR LITERÁRIO NA FOZ DO DOURO, PORTO   ACONTECEU no DIA 3 de ABRIL, na TASCA DO BAIRRO   Por iniciativa da Associação Cultural “O PROGRESSO DA FOZ” e da “FOZ LITERÁRIA”, realizou-se, na passada Segunda-feira, mais um jantar literário excelentemente

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (176)

JANTAR LITERÁRIO NA FOZ DO DOURO, PORTO   ACONTECEU no DIA 3 de ABRIL, na TASCA DO BAIRRO   Por iniciativa da Associação Cultural “O PROGRESSO DA FOZ” e da “FOZ LITERÁRIA”, realizou-se, na passada Segunda-feira, mais um jantar literário excelentemente

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (175)

ALMINHAS (3A) = Ó VÓS QUE IDES PASSANDO, LEMBRAI-VOS DE NÓS QUE ESTAMOS PENANDO = Na freguesia de Aldoar, descobrimos uma quarta Alminha. Esta, fica na confluência da rua do Alcaide Faria com a rua do Pelágio. Aos poucos vamos

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (175)

ALMINHAS (3A) = Ó VÓS QUE IDES PASSANDO, LEMBRAI-VOS DE NÓS QUE ESTAMOS PENANDO = Na freguesia de Aldoar, descobrimos uma quarta Alminha. Esta, fica na confluência da rua do Alcaide Faria com a rua do Pelágio. Aos poucos vamos

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (95)

UM TREMENDO DESAFIO     É só ar, e rarefeito Um tremendo vazio O que me vai na cabeça E que tudo corta a eito. Uma corrente de um rio Que para a foz corre sem pressa Que flui sem

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (95)

UM TREMENDO DESAFIO     É só ar, e rarefeito Um tremendo vazio O que me vai na cabeça E que tudo corta a eito. Uma corrente de um rio Que para a foz corre sem pressa Que flui sem

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (174)

ALMINHAS (3) Alberto Correia, no seu artigo “Alminhas”, publicado na Revista «Beira Alta», 1982, vol. XLI, N.º 4, como introdução do Catálogo da Exposição ALMINHAS (Museu de Lamego, 1982), escreve: “(…) Uma cruz incisa ou relevada encimando um nicho cavado

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (174)

ALMINHAS (3) Alberto Correia, no seu artigo “Alminhas”, publicado na Revista «Beira Alta», 1982, vol. XLI, N.º 4, como introdução do Catálogo da Exposição ALMINHAS (Museu de Lamego, 1982), escreve: “(…) Uma cruz incisa ou relevada encimando um nicho cavado