SOBRE A EUROPA, SOBRE PORTUGAL E TALVEZ TAMBÉM SOBRE O SPORTING – 6. Dez lições sobre a República de Weimar.  Por Harold James

Nuvens bem negras sobre a Europa, sobre o mundo, enquanto lhe vendem a esperança dos amanhãs que cantam       Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. Dez lições sobre a República de Weimar  Por Harold James   em

SOBRE A EUROPA, SOBRE PORTUGAL E TALVEZ TAMBÉM SOBRE O SPORTING – 6. Dez lições sobre a República de Weimar.  Por Harold James

Nuvens bem negras sobre a Europa, sobre o mundo, enquanto lhe vendem a esperança dos amanhãs que cantam       Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. Dez lições sobre a República de Weimar  Por Harold James   em

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 16. Este é o ponto de viragem (2ª parte – excertos de três artigos de Chris Hamilton, citados por Charles Smith). Por Charles Hugh Smith

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. Este é o ponto de viragem (2ª parte – excertos de três artigos de Chris Hamilton, citados por Charles Smith) Por Charles Hugh Smith  Publicado por   em 6 de abril de

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 16. Este é o ponto de viragem (2ª parte – excertos de três artigos de Chris Hamilton, citados por Charles Smith). Por Charles Hugh Smith

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. Este é o ponto de viragem (2ª parte – excertos de três artigos de Chris Hamilton, citados por Charles Smith) Por Charles Hugh Smith  Publicado por   em 6 de abril de

Música ao Romper da Aurora – You’re The First, The Last My Everything

“You’re The First, The Last My Everything” é uma canção popular interpretada por Barry White, um cantor e compositor norte-americano, que faz parte do seu álbum “Can’t Get Enough”, editado em 1974. Barry White foi um compositor de inúmeros sucessos

Música ao Romper da Aurora – You’re The First, The Last My Everything

“You’re The First, The Last My Everything” é uma canção popular interpretada por Barry White, um cantor e compositor norte-americano, que faz parte do seu álbum “Can’t Get Enough”, editado em 1974. Barry White foi um compositor de inúmeros sucessos

CTA – 35.º FESTIVAL DE ALMADA – 4 a 18 de JULHO de 2018 – INFORMAÇÃO – NEWSLETTER

  FESTIVAL DE ALMADA: PARAR?   Estão já à venda (e com promoções especiais) as Assinaturas para a 35.ª edição do Festival de Teatro de Almada, que decorrerá, como sempre, de 4 a 18 de Julho. A sessão de lançamento,

CTA – 35.º FESTIVAL DE ALMADA – 4 a 18 de JULHO de 2018 – INFORMAÇÃO – NEWSLETTER

  FESTIVAL DE ALMADA: PARAR?   Estão já à venda (e com promoções especiais) as Assinaturas para a 35.ª edição do Festival de Teatro de Almada, que decorrerá, como sempre, de 4 a 18 de Julho. A sessão de lançamento,

BARRACÃO DE CULTURA – ACR “AS FORMIGAS DE MACIEIRA” – EXPOSIÇÃO DE ESCULTURA de FERNANDO TEIXEIRA – INAUGURAÇÃO – HOJE, 26 de MAIO, às 21.30.

  26 de Maio Exposição de escultura de Fernando Teixeira Público · Evento criado por Barracão de Cultura – ACR “As Formigas de Macieira   clock Hoje às 21:30 – 23:59 Começa dentro de 20 horas · 13° Aguaceiros pin

BARRACÃO DE CULTURA – ACR “AS FORMIGAS DE MACIEIRA” – EXPOSIÇÃO DE ESCULTURA de FERNANDO TEIXEIRA – INAUGURAÇÃO – HOJE, 26 de MAIO, às 21.30.

  26 de Maio Exposição de escultura de Fernando Teixeira Público · Evento criado por Barracão de Cultura – ACR “As Formigas de Macieira   clock Hoje às 21:30 – 23:59 Começa dentro de 20 horas · 13° Aguaceiros pin

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – L’hymne à l’amour

“L’hymne à l’amour” é uma canção de 1950 com letra de Édith Piaf e música de Marguerite Monnot. Tornou-se um clássico da “chanson française” e faz parte dos grandes êxitos desta cantora.

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – L’hymne à l’amour

“L’hymne à l’amour” é uma canção de 1950 com letra de Édith Piaf e música de Marguerite Monnot. Tornou-se um clássico da “chanson française” e faz parte dos grandes êxitos desta cantora.

ENTRE 2011 E 2015 (PSD/CDS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 4.474 MILHÕES € E A RIQUEZA CRIADA NO PAÍS (PIB) AUMENTOU 3.643 MILHÕES €, ENTRE 2015 E 2017 (PS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 3.304 MILHÕES € MAS O PIB CRESCEU 13.240 MILHÕES €

  ENTRE 2011 E 2015 (PSD/CDS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 4.474 MILHÕES € E A RIQUEZA CRIADA NO PAÍS (PIB) AUMENTOU 3.643 MILHÕES €, ENTRE 2015 E 2017 (PS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 3.304 MILHÕES € MAS O PIB CRESCEU 13.240 MILHÕES

ENTRE 2011 E 2015 (PSD/CDS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 4.474 MILHÕES € E A RIQUEZA CRIADA NO PAÍS (PIB) AUMENTOU 3.643 MILHÕES €, ENTRE 2015 E 2017 (PS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 3.304 MILHÕES € MAS O PIB CRESCEU 13.240 MILHÕES €

  ENTRE 2011 E 2015 (PSD/CDS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 4.474 MILHÕES € E A RIQUEZA CRIADA NO PAÍS (PIB) AUMENTOU 3.643 MILHÕES €, ENTRE 2015 E 2017 (PS) OS IMPOSTOS AUMENTARAM 3.304 MILHÕES € MAS O PIB CRESCEU 13.240 MILHÕES

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – DO TÉDIO AO IMPREVISÍVEL

  “A França  entedia-se em paz. Deve-se lamentar a ausência de greves, guerras e crises? O fato é que há uma atmosfera esterilizante. O país está ameaçado de morrer de tédio”. As palavras,  escritas pelo jornalista Pierre Ponté em 15

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – DO TÉDIO AO IMPREVISÍVEL

  “A França  entedia-se em paz. Deve-se lamentar a ausência de greves, guerras e crises? O fato é que há uma atmosfera esterilizante. O país está ameaçado de morrer de tédio”. As palavras,  escritas pelo jornalista Pierre Ponté em 15

SOBRE A EUROPA, SOBRE PORTUGAL E TALVEZ TAMBÉM SOBRE O SPORTING – 5. A regra de Volcker está a ser reescrita para reduzir os custos comerciais nos bancos, dizem-nos certas fontes. Por Jesse Hamilton  e Benjamin Bain

Nuvens bem negras sobre a Europa, sobre o mundo, enquanto lhe vendem a esperança dos amanhãs que cantam       Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 5. A regra de Volcker está a ser reescrita para reduzir os

SOBRE A EUROPA, SOBRE PORTUGAL E TALVEZ TAMBÉM SOBRE O SPORTING – 5. A regra de Volcker está a ser reescrita para reduzir os custos comerciais nos bancos, dizem-nos certas fontes. Por Jesse Hamilton  e Benjamin Bain

Nuvens bem negras sobre a Europa, sobre o mundo, enquanto lhe vendem a esperança dos amanhãs que cantam       Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 5. A regra de Volcker está a ser reescrita para reduzir os

SEIVA TRUPE – FALTA DE APOIO CANCELA ESPECTÁCULO

  A Seiva Trupe, uma das mais antigas e prestigiadas companhias teatrais do Porto, anunciou, hoje, ter sido forçada a “cancelar de imediato” o próximo espectáculo – “O Crime de Aldeia Velha”, de Bernardo Santareno. Tal acontece, segundo a direcção

SEIVA TRUPE – FALTA DE APOIO CANCELA ESPECTÁCULO

  A Seiva Trupe, uma das mais antigas e prestigiadas companhias teatrais do Porto, anunciou, hoje, ter sido forçada a “cancelar de imediato” o próximo espectáculo – “O Crime de Aldeia Velha”, de Bernardo Santareno. Tal acontece, segundo a direcção

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 16. Este é o ponto de viragem (1ª parte). Por Charles Hugh Smith

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. Este é o ponto de viragem (1ª parte) Por Charles Hugh Smith  Publicado por   em 6 de abril de 2018   As tendências de comportamento da década passada estão em reversão

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 16. Este é o ponto de viragem (1ª parte). Por Charles Hugh Smith

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 16. Este é o ponto de viragem (1ª parte) Por Charles Hugh Smith  Publicado por   em 6 de abril de 2018   As tendências de comportamento da década passada estão em reversão

A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA FAZ-NOS O BALANÇO do ENCONTRO IMAGINÁRIO nº 161, de 21 de MAIO de 2018, com ALFRED DREYFUS, MARTIN HEIDEGGER e MARIANA PRADA.

Balanço EI 161 – 107 Alfred Dreyfus Martin Heidegger Mariana Pineda Foi um Encontro que andou à volta de perseguições politicas  dos século XIX e  XX. Interpretados respectivamente pelo arquitecto  José Romano, cientista António da Costa e técnica de informação

A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA FAZ-NOS O BALANÇO do ENCONTRO IMAGINÁRIO nº 161, de 21 de MAIO de 2018, com ALFRED DREYFUS, MARTIN HEIDEGGER e MARIANA PRADA.

Balanço EI 161 – 107 Alfred Dreyfus Martin Heidegger Mariana Pineda Foi um Encontro que andou à volta de perseguições politicas  dos século XIX e  XX. Interpretados respectivamente pelo arquitecto  José Romano, cientista António da Costa e técnica de informação

TEXTOS DE FILOSOFIA DEDICADOS À MINHA NETA ALÍCIA – selecção e tradução de JÚLIO MARQUES MOTA – TEXTO 2. OS TWEETS DE TRUMP COMO EXEMPLOS DE FALÁCIAS LÓGICAS COMUNS, por CHELSEA NINA URSIN

Estou a ensinar  na faculdade um curso de como falar em público e precisei de alguns  bons exemplos de falácias lógicas para ajudar os meus alunos a pensar criticamente sobre os métodos utilizados pelos oradores   para persuadirem os seus ouvintes.

TEXTOS DE FILOSOFIA DEDICADOS À MINHA NETA ALÍCIA – selecção e tradução de JÚLIO MARQUES MOTA – TEXTO 2. OS TWEETS DE TRUMP COMO EXEMPLOS DE FALÁCIAS LÓGICAS COMUNS, por CHELSEA NINA URSIN

Estou a ensinar  na faculdade um curso de como falar em público e precisei de alguns  bons exemplos de falácias lógicas para ajudar os meus alunos a pensar criticamente sobre os métodos utilizados pelos oradores   para persuadirem os seus ouvintes.

Música ao Romper da Aurora – Maggie May

“Maggie May” é uma canção da autoria de Rod Stewart e Martin Quittenton. Foi interpretada pelo cantor Rod Stewart no seu álbum “Every Picture Tells a Story”, editado em 1971. Rod Stewart é um cantor e compositor inglês, de ascendência

Música ao Romper da Aurora – Maggie May

“Maggie May” é uma canção da autoria de Rod Stewart e Martin Quittenton. Foi interpretada pelo cantor Rod Stewart no seu álbum “Every Picture Tells a Story”, editado em 1971. Rod Stewart é um cantor e compositor inglês, de ascendência