Música ao Romper da Aurora – I love you so

“I love you so” é uma ária da opereta do compositor austro-húngaro Franz Lehár, intitulada “The Merry Widow”. Esta interpretação é um dueto da soprano sul-coreana Sumi Jo com o tenor italiano Alessandro Safina ao vivo em Seul (Correia) em

Música ao Romper da Aurora – I love you so

“I love you so” é uma ária da opereta do compositor austro-húngaro Franz Lehár, intitulada “The Merry Widow”. Esta interpretação é um dueto da soprano sul-coreana Sumi Jo com o tenor italiano Alessandro Safina ao vivo em Seul (Correia) em

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Yesterday When I Was Young

“Yesterday When I Was Young” original “Hier encore” é uma canção da autoria de Charles Aznavour gravada em 1964. A versão em língua inglesa tem letra de Herbert Kretzmer. O pianista e compositor italiano Giovanni Marradi adaptou-a e incluiu-a no

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Yesterday When I Was Young

“Yesterday When I Was Young” original “Hier encore” é uma canção da autoria de Charles Aznavour gravada em 1964. A versão em língua inglesa tem letra de Herbert Kretzmer. O pianista e compositor italiano Giovanni Marradi adaptou-a e incluiu-a no

TRABALHO. DEMOCRATIZAR. DESMERCANTILIZAR. REMEDIAR, por #DEMOCRATIZINGWORK

  TRABALHO. DEMOCRATIZAR. DESMERCANTILIZAR. REMEDIAR (WORK. DEMOCRATIZE, DECOMMODIFY, REMEDIATE)   Texto enviado por Manuel Marcelino e Hélder Mateus Costa    Trabalhadores humanos são muito mais do que “recursos”. Este é um dos aprendizados centrais da crise atual. Cuidar dos doentes;

TRABALHO. DEMOCRATIZAR. DESMERCANTILIZAR. REMEDIAR, por #DEMOCRATIZINGWORK

  TRABALHO. DEMOCRATIZAR. DESMERCANTILIZAR. REMEDIAR (WORK. DEMOCRATIZE, DECOMMODIFY, REMEDIATE)   Texto enviado por Manuel Marcelino e Hélder Mateus Costa    Trabalhadores humanos são muito mais do que “recursos”. Este é um dos aprendizados centrais da crise atual. Cuidar dos doentes;

A Europa impotente face à perspetiva de uma tragédia global ? – Texto 37. A resposta do BCE ao Tribunal Constitucional de Karlsruhe. Por Jean Claude Werrebrouck

  Um mês de Março intenso em reuniões, em tragédias, em desacordos afirmados, em acordos adiados, em ameaças feitas e desfeitas ou adiadas, tudo isto se passou na União Europeia que se mostra claramente impotente face à tragédia Covid 19

A Europa impotente face à perspetiva de uma tragédia global ? – Texto 37. A resposta do BCE ao Tribunal Constitucional de Karlsruhe. Por Jean Claude Werrebrouck

  Um mês de Março intenso em reuniões, em tragédias, em desacordos afirmados, em acordos adiados, em ameaças feitas e desfeitas ou adiadas, tudo isto se passou na União Europeia que se mostra claramente impotente face à tragédia Covid 19

Música ao Romper da Aurora – Mal Acostumada

“Mal Acostumada” é uma canção da autoria de Meg Evans e Raimundo Araújo (baianos), que foi gravada originalmente pelo grupo brasileiro “Ara Ketu” em 1998. Os cantores Leonardo e Eduardo Costa lançaram em 2014 um projeto musical intitulado “Cabaré” onde

Música ao Romper da Aurora – Mal Acostumada

“Mal Acostumada” é uma canção da autoria de Meg Evans e Raimundo Araújo (baianos), que foi gravada originalmente pelo grupo brasileiro “Ara Ketu” em 1998. Os cantores Leonardo e Eduardo Costa lançaram em 2014 um projeto musical intitulado “Cabaré” onde

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Why Worry

“Why Worry” é uma canção da banda rock britânica “Dire Straits” formada por Mark Knopfler em 1977. O som o grupo deriva de uma variedade de influências musicais que incluem jazz, folk e blues. Muitas das suas composições são melancólicas.

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Why Worry

“Why Worry” é uma canção da banda rock britânica “Dire Straits” formada por Mark Knopfler em 1977. O som o grupo deriva de uma variedade de influências musicais que incluem jazz, folk e blues. Muitas das suas composições são melancólicas.

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XLVII – OS CONFINAMENTOS ESTÃO A FUNCIONAR – MAS NUNCA VOLTAREMOS AO “NORMAL”. por VICTOR HILL

  The lockdowns are working – but we shall never get back to “normal”. por Victor Hill Masterinvestor, 24 de Abril de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     Em cada semana de pandemia que passa, aprendemos

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XLVII – OS CONFINAMENTOS ESTÃO A FUNCIONAR – MAS NUNCA VOLTAREMOS AO “NORMAL”. por VICTOR HILL

  The lockdowns are working – but we shall never get back to “normal”. por Victor Hill Masterinvestor, 24 de Abril de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     Em cada semana de pandemia que passa, aprendemos

FRATERNIZAR – QUE GLOBALIZAÇÃO? A DO DINHEIRO OU A DA CULTURA E DO CUIDADO? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

    Somos já terceiro milénio, mas só no dizer dos calendários e dos relógios que criamos para contabilizar e cronometrar o Tempo. Sem percebemos que os calendários e os relógios que criamos não são o Tempo. Se tivéssemos já

FRATERNIZAR – QUE GLOBALIZAÇÃO? A DO DINHEIRO OU A DA CULTURA E DO CUIDADO? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

    Somos já terceiro milénio, mas só no dizer dos calendários e dos relógios que criamos para contabilizar e cronometrar o Tempo. Sem percebemos que os calendários e os relógios que criamos não são o Tempo. Se tivéssemos já

COVID – 19 – CONTÁGIO – ELEVADORES!

Enviado por Júlio Marques Mota   REENCAMINHO Para quem tem elevador no prédio: Numa entrevista na rádio 90.3 hoje de manhã, um médico infectologista explicou a causa do alto índice de contágio do Covid19 em bairros com classe média Antes

COVID – 19 – CONTÁGIO – ELEVADORES!

Enviado por Júlio Marques Mota   REENCAMINHO Para quem tem elevador no prédio: Numa entrevista na rádio 90.3 hoje de manhã, um médico infectologista explicou a causa do alto índice de contágio do Covid19 em bairros com classe média Antes

FALECEU ONTEM MARIA VELHO DA COSTA – a homenagem de A VIAGEM DOS ARGONAUTAS

“Elas vão à parteira que lhes diz que já vai adiantado. Elas alargam o cós das saias. Elas choram a vomitar na pia. Elas limpam a pia. Elas talham cueiros. Elas passam fitilhos de seda no melhor babeiro. Elas andam

FALECEU ONTEM MARIA VELHO DA COSTA – a homenagem de A VIAGEM DOS ARGONAUTAS

“Elas vão à parteira que lhes diz que já vai adiantado. Elas alargam o cós das saias. Elas choram a vomitar na pia. Elas limpam a pia. Elas talham cueiros. Elas passam fitilhos de seda no melhor babeiro. Elas andam

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XLVI – OS ESTRAGOS DA CRISE – CORONAVÍRUS: EM QUE PAÍS DE “SABUJOS” VIVEMOS NÓS? – por YVES ROUCAUTE

Coronavirus: dans quel pays de “salauds” vivons-nous? por Yves Roucaute Atlantico, 30 de Abril de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota      Yves Roucaute analisa a crise sanitária do coronavírus, a gestão da pandemia pelo Governo e

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XLVI – OS ESTRAGOS DA CRISE – CORONAVÍRUS: EM QUE PAÍS DE “SABUJOS” VIVEMOS NÓS? – por YVES ROUCAUTE

Coronavirus: dans quel pays de “salauds” vivons-nous? por Yves Roucaute Atlantico, 30 de Abril de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota      Yves Roucaute analisa a crise sanitária do coronavírus, a gestão da pandemia pelo Governo e