LANÇAMENTO de “CONTOS E CRÓNICAS DO ALANDROAL E DO RESTO DO MUNDO”, de DOMINGOS LOPES – QUARTA-FEIRA, 19 de ABRIL, às 18 horas, na ASSOCIAÇÃO 25 de ABRIL, Rua da MISERICÓRDIA, 95, LISBOA:

 

Contos e Crónicas do Alandroal e do Resto do Mundo, de Domingos Lopes,

será apresentado pelo Prof. Doutor Guilherme d’Oliveira Martins,

na Associação 25 de Abril, dia 19, quarta-feira, às 18:00 horas.

 

Sinopse: Dizem os sábios que na Lua, em Marte e em Vénus há coisas fantásticas e únicas, cujo valor não é calculável. Dizem os sábios. Para lá chegar, sobretudo a Marte e a Vénus, são precisos anos a velocidades estonteantes e preços inimagináveis. Encostada à raia de Espanha, com o Guadiana a separar há séculos, de frente para a altiva Serra d’Ossa, espalhada em planícies de beleza e paz, fica o Alandroal, terra dos alandros ou aloendros e do deus Endovélico. Estes contos e estas crónicas são sobre homens, mulheres e lugares de encanto. Sem esta força encantatória nada restava ao que tentou dar corpo ao que ouviu e perscrutou. Outras crónicas chegam vindas do mundo, desse mundo enorme e pequeno, cheio de deuses, divindades, homens e bichos. Apesar de tudo, mais perto do que Marte e Vénus. Em Capelins; no Alandroal; em Macondo, aliás, Aracataca; Katmandu; Damasco; Amã; Georgetown; Kuala Lumpur; Yangon; ou Singapura percorremos a diferença que nos faz iguais na humana aventura.

 

Domingos Lopes, advogado, é natural de Amorim, Póvoa de Varzim. Foi jogador de futebol júnior no Varzim. Em 1971, enquanto membro da direção da Associação Académica de Coimbra (AAC), foi preso pela PIDE/DGS, em Caxias. Nesse mesmo ano, foi expulso da Universidade de Coimbra, onde estudou Direito. Licenciou-se na Faculdade de Direito de Lisboa, tendo sido eleito para diversos cargos na direção do movimento estudantil após o 25 de Abril. Foi ator no TEUC e no Cénico da Faculdade de Direito. Antes do 25 de Abril, pertenceu à Comissão Central do MDP/CDE em representação juvenil. Foi membro do gabinete do Ministro de Estado Álvaro Cunhal, dirigente do PCP, Vice-Presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados, Vice-Presidente do Conselho Português para a Paz e Cooperação. Foi deputado à Assembleia Municipal do Alandroal. Mestre em Problemas da Paz e da Guerra nas Novas Relações Internacionais, é Presidente do Fórum pela Paz e pelos Direitos Humanos. Publicou as seguintes obras: Trajectos, Quando os Santos deixaram de ser Santos, O homem que falava, A Paixão Destrambelhada do Velho Militante (novela); Do tamanho do mundo (poesia). Tem colaborado em diversos jornais e revistas sobre várias matérias.

 

Na expectativa de podermos contar com a sua presença, enviamos o respectivo convite.

Esteja a par dos nossos eventos em: https://www.facebook.com/ancoraeditora/events

Com os melhores cumprimentos,

 

 

Paula Teller

 

Av. Infante Santo, 52 – 3.º Esq.

1350-179 Lisboa

Tel. 213 951 221 | 963 054 215

Fax 213 951 222

www.ancora-editora.pt

www.facebook.com/ancoraeditora

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: