Category Archives: História

SINAIS DE FOGO – CÉSAR PRÍNCIPE – por Soares Novais

        Bibliografia POESIA C. I.,1959, Oficinas Pax. Esg. Himenóptero Polimorfo, 1960, Oficinas Pax. Esg. Loucura no Deserto, 1961, Oficinas Pax. Esg. Verdura nos Papiros, 1963, Barbosa & Irmão. Esg. Correio Vermelho, 2008, Seara de Vento. Esg. Lvcíadas, 2008, Seara

SINAIS DE FOGO – CÉSAR PRÍNCIPE – por Soares Novais

        Bibliografia POESIA C. I.,1959, Oficinas Pax. Esg. Himenóptero Polimorfo, 1960, Oficinas Pax. Esg. Loucura no Deserto, 1961, Oficinas Pax. Esg. Verdura nos Papiros, 1963, Barbosa & Irmão. Esg. Correio Vermelho, 2008, Seara de Vento. Esg. Lvcíadas, 2008, Seara

A GALIZA COMO TAREFA – kagemusha- Ernesto V. Souza

Não sei se conhecem Kagemusha, aquele filme chanbara (de samurais) jidaigeki (drama do período histórico, preferentemente Edo), dirigido pelo grande Akira Kurosawa, a começos dos anos 80, que narra as peripécias de um ladrão e sósia forçado do grande daimyõ

A GALIZA COMO TAREFA – kagemusha- Ernesto V. Souza

Não sei se conhecem Kagemusha, aquele filme chanbara (de samurais) jidaigeki (drama do período histórico, preferentemente Edo), dirigido pelo grande Akira Kurosawa, a começos dos anos 80, que narra as peripécias de um ladrão e sósia forçado do grande daimyõ

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – NADA É DADO, TUDO É CONQUISTADO

  Nada é dado, tudo é conquistado O verso, do poeta Felix de Athayde, exprime, melhor do que um tratado, o estado de espírito dos que lutavam nas ruas do país contra a ditadura,  instaurada em fins de março de

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – NADA É DADO, TUDO É CONQUISTADO

  Nada é dado, tudo é conquistado O verso, do poeta Felix de Athayde, exprime, melhor do que um tratado, o estado de espírito dos que lutavam nas ruas do país contra a ditadura,  instaurada em fins de março de

A GALIZA COMO TAREFA – nas paisagens da peregrinação – Ernesto V. Souza

“e acenando com a mão nos fez chegar até os primeyros degraos da tribuna onde os quatorze Reys estauão assentados, e nos tornou a preguntar como homẽ espantado do que tinha ouuido, pucau, pucau? que quer dizer quanto? quanto?” (Peregrinação,

A GALIZA COMO TAREFA – nas paisagens da peregrinação – Ernesto V. Souza

“e acenando com a mão nos fez chegar até os primeyros degraos da tribuna onde os quatorze Reys estauão assentados, e nos tornou a preguntar como homẽ espantado do que tinha ouuido, pucau, pucau? que quer dizer quanto? quanto?” (Peregrinação,

CARTA DE VENEZA – SOB UM CÉU PINTADO DE VERDE, BRANCO E VERMELHO – por Vanessa Castagna

    Há um elemento da Aeronáutica Militar Italiana muito amado por todos os italianos, miúdos e graúdos, ou seja, a formação das chamadas Frecce Tricolori (Flechas Tricolores), das poucas coisas capazes de despertar um genuíno orgulho nacional muitas vezes

CARTA DE VENEZA – SOB UM CÉU PINTADO DE VERDE, BRANCO E VERMELHO – por Vanessa Castagna

    Há um elemento da Aeronáutica Militar Italiana muito amado por todos os italianos, miúdos e graúdos, ou seja, a formação das chamadas Frecce Tricolori (Flechas Tricolores), das poucas coisas capazes de despertar um genuíno orgulho nacional muitas vezes

A INTERNACIONAL COMPLETA HOJE 130 ANOS – por CARLOS LOURES

  Ao contrário do que é convicção generalizada, o hino A Internacional não é uma criação ligada aos partidos comunistas. Foi no dia 18 de Junho de 1888 que Pierre De Geyter (1848-1932), um operário anarquista de origem belga, musicou

A INTERNACIONAL COMPLETA HOJE 130 ANOS – por CARLOS LOURES

  Ao contrário do que é convicção generalizada, o hino A Internacional não é uma criação ligada aos partidos comunistas. Foi no dia 18 de Junho de 1888 que Pierre De Geyter (1848-1932), um operário anarquista de origem belga, musicou

A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA – ENCONTRO IMAGINÁRIO – debate entre personagens marcantes da história universal – GANDHI, MARIA ANTONIETA e ADOLF HITLER – com a participação da sociedade civil – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 18 de JUNHO, às 21.30.

  ATENÇÃO!!! Este Encontro é uma espécie de revisão da matéria dada. Com Maria Antonieta, revemos os entusiasmos sobre a queda de l’Ancien Regime” e os naturais sustos das revoltas dos “sans-cullote”. Com Gandhi, além do triunfo do pacifismo com

A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA – ENCONTRO IMAGINÁRIO – debate entre personagens marcantes da história universal – GANDHI, MARIA ANTONIETA e ADOLF HITLER – com a participação da sociedade civil – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 18 de JUNHO, às 21.30.

  ATENÇÃO!!! Este Encontro é uma espécie de revisão da matéria dada. Com Maria Antonieta, revemos os entusiasmos sobre a queda de l’Ancien Regime” e os naturais sustos das revoltas dos “sans-cullote”. Com Gandhi, além do triunfo do pacifismo com

FRATERNIZAR – Paredes de Viadores. E já lá vão 50 anos! – O MEU PRIMEIRO AMOR PAROQUIAL – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  O meu primeiro amor paroquial que poderia ter sido para toda a vida dura apenas 14 meses. Até ao dia em que o administrador apostólico da diocese do Porto. D. Florentino de Andrade e Silva, o mesmo que em

FRATERNIZAR – Paredes de Viadores. E já lá vão 50 anos! – O MEU PRIMEIRO AMOR PAROQUIAL – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  O meu primeiro amor paroquial que poderia ter sido para toda a vida dura apenas 14 meses. Até ao dia em que o administrador apostólico da diocese do Porto. D. Florentino de Andrade e Silva, o mesmo que em

DIÁSPORA. PRIMERAS JORNADAS DE FORTIFICACIONES ABALUARTADAS EN OLIVENZA, por Moisés Cayetano Rosado.

Cuando en mayo de 2016 fue incluida en la Lista Indicativa portuguesa a Patrimonio de la Humanidad el conjunto de las fortificaciones abaluartadas de la Raia/Raya luso-española, encabezadas por Valença do Minho, Almeida, Marvão y Elvas, enseguida se nos vino

DIÁSPORA. PRIMERAS JORNADAS DE FORTIFICACIONES ABALUARTADAS EN OLIVENZA, por Moisés Cayetano Rosado.

Cuando en mayo de 2016 fue incluida en la Lista Indicativa portuguesa a Patrimonio de la Humanidad el conjunto de las fortificaciones abaluartadas de la Raia/Raya luso-española, encabezadas por Valença do Minho, Almeida, Marvão y Elvas, enseguida se nos vino

UM RAPAZ DE ALFAMA – por CARLOS LOURES

Fernando Pessoa escreveu em 13 de Junho de 1935 (morreria em Novembro desse ano) um “tríptico” sobre os santos populares – Santo António, São João e São Pedro, verberando a apropriação que o Estado Novo fez destas figuras da Igreja.

UM RAPAZ DE ALFAMA – por CARLOS LOURES

Fernando Pessoa escreveu em 13 de Junho de 1935 (morreria em Novembro desse ano) um “tríptico” sobre os santos populares – Santo António, São João e São Pedro, verberando a apropriação que o Estado Novo fez destas figuras da Igreja.

FRATERNIZAR – A força libertadora e reveladora de 1 twitter – QUE DIRÁ JERÓNIMO DE SOUSA, MEU AMIGO E IRMÃO? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Depois do rasgado elogio ao “humanismo” do PCP que o novo cardeal, D. António Marto, faz na entrevista ao Expresso, por o Partido ter votado NÃO ao lado do CDS aos projectos-Lei de despenalização da eutanásia, quando, há anos,

FRATERNIZAR – A força libertadora e reveladora de 1 twitter – QUE DIRÁ JERÓNIMO DE SOUSA, MEU AMIGO E IRMÃO? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Depois do rasgado elogio ao “humanismo” do PCP que o novo cardeal, D. António Marto, faz na entrevista ao Expresso, por o Partido ter votado NÃO ao lado do CDS aos projectos-Lei de despenalização da eutanásia, quando, há anos,

MAIO 68 – BREVES (2) – por JOÃO MARQUES

  Talvez o mais importante deste período tenha consistido na construção de saberes, na interpretação da factualidade quotidiana, na intervenção direta dos intelectuais, no cinema, na edição de publicações inovadoras e na descoberta de uma produção crítica, caso de “Socialisme

MAIO 68 – BREVES (2) – por JOÃO MARQUES

  Talvez o mais importante deste período tenha consistido na construção de saberes, na interpretação da factualidade quotidiana, na intervenção direta dos intelectuais, no cinema, na edição de publicações inovadoras e na descoberta de uma produção crítica, caso de “Socialisme