Category Archives: Filosofia

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – ANTI-AMERICANISMO PRIMÁRIO

    Eu gostaria de perceber – I would like to understand, para os mais jovens – a razão, o gosto e a obsessão pelas séries policiais americanas. Por aquele modelo de sociedade e de vidas que nada tem a

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – ANTI-AMERICANISMO PRIMÁRIO

    Eu gostaria de perceber – I would like to understand, para os mais jovens – a razão, o gosto e a obsessão pelas séries policiais americanas. Por aquele modelo de sociedade e de vidas que nada tem a

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

Leitura de poemas e conversa sobre: TERCEIRA IDADE, de Mário Dionísio com a Comunidade de Leitores da Biblioteca de São Domingos de Rana sábado, 19 de Agosto, 16h Vamos conversar sobre o último livro de poemas de Mário Dionísio, Terceira

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

Leitura de poemas e conversa sobre: TERCEIRA IDADE, de Mário Dionísio com a Comunidade de Leitores da Biblioteca de São Domingos de Rana sábado, 19 de Agosto, 16h Vamos conversar sobre o último livro de poemas de Mário Dionísio, Terceira

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – OBSCURANTISMO CONCENTRADO

    Só deve haver duas razão para as coisas correrem bem ou correrem mal no nosso mundo e no nosso dia a dia, é evidente. Primeira razão, as forças da Natureza (também evidentemente) porque essas – tempestades, tremores de

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – OBSCURANTISMO CONCENTRADO

    Só deve haver duas razão para as coisas correrem bem ou correrem mal no nosso mundo e no nosso dia a dia, é evidente. Primeira razão, as forças da Natureza (também evidentemente) porque essas – tempestades, tremores de

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – AS TELEVISÕES QUE MERECEMOS?

  Mas nós existimos? Que puta de televisão é esta (todas) que passa dois dias (dois) a mostrar as mesmas imagens, a dizer as mesmas coisas, a entrevistar as mesmas pessoas e a todas as horas possíveis? Já toda a

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – AS TELEVISÕES QUE MERECEMOS?

  Mas nós existimos? Que puta de televisão é esta (todas) que passa dois dias (dois) a mostrar as mesmas imagens, a dizer as mesmas coisas, a entrevistar as mesmas pessoas e a todas as horas possíveis? Já toda a

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

OFICINA: CHARADAS, ADIVINHAÇÕES E DEFINIÇÕES Domingo, 30 de Julho das 15h30 às 17h30 Uma oficina dedicada aos jogos com palavras que privilegiam a arte indefinidamente definicional. Com Eupremio Scarpa e Rubina Oliveira. Para todos a partir dos 6 anos.  

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

OFICINA: CHARADAS, ADIVINHAÇÕES E DEFINIÇÕES Domingo, 30 de Julho das 15h30 às 17h30 Uma oficina dedicada aos jogos com palavras que privilegiam a arte indefinidamente definicional. Com Eupremio Scarpa e Rubina Oliveira. Para todos a partir dos 6 anos.  

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O DESPUDOR DO PODER

  Alguns amigos meus, ortodoxos comunistas primários, circunspectos, desimaginativos e absurdamente convictos  –  a viver ainda nos finais do século XIX e no dealbar do século XX  –  acham que eu não sou suficientemente de Esquerda, acham mesmo alguns (de

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O DESPUDOR DO PODER

  Alguns amigos meus, ortodoxos comunistas primários, circunspectos, desimaginativos e absurdamente convictos  –  a viver ainda nos finais do século XIX e no dealbar do século XX  –  acham que eu não sou suficientemente de Esquerda, acham mesmo alguns (de

REFLEXÃO, por ADÃO CRUZ – ARTE E PINTURA – UM TEXTO de ISRAEL COHEN

  (Recentemente falecido, o meu grande amigo e colega cardiologista Israel Cohen, também pintor e amante da arte, enviou-me este texto em 2007. Em jeito de homenagem aqui o publico)   Reflexão   Tenho visto, lido e reflectido alguma coisa

REFLEXÃO, por ADÃO CRUZ – ARTE E PINTURA – UM TEXTO de ISRAEL COHEN

  (Recentemente falecido, o meu grande amigo e colega cardiologista Israel Cohen, também pintor e amante da arte, enviou-me este texto em 2007. Em jeito de homenagem aqui o publico)   Reflexão   Tenho visto, lido e reflectido alguma coisa

ARTE E FOLCLORE – O QUE PENSO – por Adão Cruz

É muito difícil saber o que é a Arte. Duvido de quem diz que sabe o que é a Arte. A Arte não tem definição que nos satisfaça, e penso que nunca se saberá, verdadeiramente, o que é a Arte.

ARTE E FOLCLORE – O QUE PENSO – por Adão Cruz

É muito difícil saber o que é a Arte. Duvido de quem diz que sabe o que é a Arte. A Arte não tem definição que nos satisfaça, e penso que nunca se saberá, verdadeiramente, o que é a Arte.

ANTONIO CANDIDO: “TEMPO É O TECIDO DA NOSSA VIDA…” – enviado pelo CAMILO JOSEPH

  “Acho que uma das coisas mais sinistras da história da civilização ocidental é o famoso dito atribuído a Benjamim Franklin, ‘tempo é dinheiro’. Isso é uma monstruosidade. Tempo não é dinheiro. Tempo é o tecido da nossa vida, é

ANTONIO CANDIDO: “TEMPO É O TECIDO DA NOSSA VIDA…” – enviado pelo CAMILO JOSEPH

  “Acho que uma das coisas mais sinistras da história da civilização ocidental é o famoso dito atribuído a Benjamim Franklin, ‘tempo é dinheiro’. Isso é uma monstruosidade. Tempo não é dinheiro. Tempo é o tecido da nossa vida, é

EM PORTO SANTO E NO FUNCHAL COM AMOR – A INTERVENÇÃO DO DESASSOSSEGO – por MÁRIO DE OLIVEIRA

A missão EVANGELIZAR OS POBRES E OS POVOS levou-me, a semana passada (de quarta-feira a domingo), a Porto Santo, ao Funchal e à paróquia de Ribeira Seca, concelho de Machico. Fui a convite da Prof.ª FILOMENA, a principal promotora do

EM PORTO SANTO E NO FUNCHAL COM AMOR – A INTERVENÇÃO DO DESASSOSSEGO – por MÁRIO DE OLIVEIRA

A missão EVANGELIZAR OS POBRES E OS POVOS levou-me, a semana passada (de quarta-feira a domingo), a Porto Santo, ao Funchal e à paróquia de Ribeira Seca, concelho de Machico. Fui a convite da Prof.ª FILOMENA, a principal promotora do

APRESENTAÇÃO de “GALILEO – ENTRE DISTÂNCIAS E APROXIMAÇÕES”, de HELENA BRANCO – por ESTER VAZ – no CENTRO DE ASTROFÍSICA da UNIVERSIDADE DO PORTO

Centro de Astrofísica da Universidade do Porto Planetário do Porto – Centro de Ciência Viva 15 Fevereiro 2017, 18 horas Sessão inaugural da exposição “Galileo – Entre distâncias e Aproximações” uma obra de Helena Branco Cumprimento o Professor Doutor João

APRESENTAÇÃO de “GALILEO – ENTRE DISTÂNCIAS E APROXIMAÇÕES”, de HELENA BRANCO – por ESTER VAZ – no CENTRO DE ASTROFÍSICA da UNIVERSIDADE DO PORTO

Centro de Astrofísica da Universidade do Porto Planetário do Porto – Centro de Ciência Viva 15 Fevereiro 2017, 18 horas Sessão inaugural da exposição “Galileo – Entre distâncias e Aproximações” uma obra de Helena Branco Cumprimento o Professor Doutor João

FRATERNIZAR – Mas haverá mulheres que queiram ser sacerdotes? – DA INDIGNIDADE DE SE SER CRISTÃO! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Nas suas crónicas semanais ao domingo no PÚBLICO, o meu amigo Frei Bento Domingues, volta e meia, regressa ao tema do sacerdócio das mulheres. Até parece que pelo menos algumas das muitas mulheres que, ao longo da sua vida

FRATERNIZAR – Mas haverá mulheres que queiram ser sacerdotes? – DA INDIGNIDADE DE SE SER CRISTÃO! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Nas suas crónicas semanais ao domingo no PÚBLICO, o meu amigo Frei Bento Domingues, volta e meia, regressa ao tema do sacerdócio das mulheres. Até parece que pelo menos algumas das muitas mulheres que, ao longo da sua vida

Els arguments de la defecció i les “fashion dictatorships”

És si més no curiosa, o a mi m’ho sembla, la persistència humana a insistir en valors i conviccions que no s’adiuen gaire amb la nostra manera de viure quotidiana i que els nostres comportaments desmenteixen amb una freqüència que

Els arguments de la defecció i les “fashion dictatorships”

És si més no curiosa, o a mi m’ho sembla, la persistència humana a insistir en valors i conviccions que no s’adiuen gaire amb la nostra manera de viure quotidiana i que els nostres comportaments desmenteixen amb una freqüència que

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – REFLEXÕES POSITIVAS

    Dá que pensar – dará? Ou seja, o povo americano que à primeira vista parece razoavelmente estúpido e bronco na sua maioria, salvo as excepções de Cinema, Literatura e Jazz – só para alguns e muitos deles europeus –

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – REFLEXÕES POSITIVAS

    Dá que pensar – dará? Ou seja, o povo americano que à primeira vista parece razoavelmente estúpido e bronco na sua maioria, salvo as excepções de Cinema, Literatura e Jazz – só para alguns e muitos deles europeus –