Category Archives: Filosofia

FRATERNIZAR – D. Manuel Linda, Bispo do Porto – UM JIPE MISSIONÁRIO NA GUINÉ?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Está a nascer na diocese do Porto um novo modelo de missionário. Como as novas gerações não estão mais para aí viradas e até ‘os seminários das missões’ começam a ser reutilizados para outros fins, como hospedarias e hotéis

FRATERNIZAR – D. Manuel Linda, Bispo do Porto – UM JIPE MISSIONÁRIO NA GUINÉ?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Está a nascer na diocese do Porto um novo modelo de missionário. Como as novas gerações não estão mais para aí viradas e até ‘os seminários das missões’ começam a ser reutilizados para outros fins, como hospedarias e hotéis

FRATERNIZAR – Jornadas Mundiais 2022 em Portugal – DOS JOVENS OU DO PAPA E SEUS CLÉRIGOS? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

    Segundo rezam as estatísticas oficiais, cresce em muitas partes do mundo a perseguição aos cristãos católicos e não-católicos. Enquanto nos países do Ocidente, o que cresce é o abandono puro e simples da igreja católica romana, dos seus

FRATERNIZAR – Jornadas Mundiais 2022 em Portugal – DOS JOVENS OU DO PAPA E SEUS CLÉRIGOS? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

    Segundo rezam as estatísticas oficiais, cresce em muitas partes do mundo a perseguição aos cristãos católicos e não-católicos. Enquanto nos países do Ocidente, o que cresce é o abandono puro e simples da igreja católica romana, dos seus

FRATERNIZAR – As mulheres e a igreja dos papas – EXCLUSÃO DELAS OU DELA? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Por mais que o papa se apresente mascarado de jovem, em mais uma jornada mundial de ilusionismo – como podem e devem ser classificadas as Jornadas Mundiais da Juventude, realizadas este ano entre 22 e 27 de Janeiro no

FRATERNIZAR – As mulheres e a igreja dos papas – EXCLUSÃO DELAS OU DELA? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Por mais que o papa se apresente mascarado de jovem, em mais uma jornada mundial de ilusionismo – como podem e devem ser classificadas as Jornadas Mundiais da Juventude, realizadas este ano entre 22 e 27 de Janeiro no

FRATERNIZAR – Três eleições num só ano – DELEGARMOS, OU DECIDIRMOS RELIGADOS? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Bem se pode dizer que 2019 é o ano de todas as eleições. Para o Parlamento europeu. Para o da Região Autónoma da Madeira. Para o Parlamento Nacional. Estamos à porta da terceira dezena de anos do século XXI,

FRATERNIZAR – Três eleições num só ano – DELEGARMOS, OU DECIDIRMOS RELIGADOS? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Bem se pode dizer que 2019 é o ano de todas as eleições. Para o Parlamento europeu. Para o da Região Autónoma da Madeira. Para o Parlamento Nacional. Estamos à porta da terceira dezena de anos do século XXI,

A ERA DA MANIPULAÇÃO (THE MIND HACKERS), de GEORGE MONBIOT – tradução de INÊS CASTILHO

  Até que ponto decidimos com autonomia? Pensamos escolher o sentido de nossa própria vida – mas será que isso é verdade? Se você ou eu tivéssemos vivido 500 anos atrás, nossa visão de mundo, e as decisões tomadas em

A ERA DA MANIPULAÇÃO (THE MIND HACKERS), de GEORGE MONBIOT – tradução de INÊS CASTILHO

  Até que ponto decidimos com autonomia? Pensamos escolher o sentido de nossa própria vida – mas será que isso é verdade? Se você ou eu tivéssemos vivido 500 anos atrás, nossa visão de mundo, e as decisões tomadas em

CARTA DE BARCELONA – LES LLEIS CONTRA LA “VIOLÈNCIA DE GÈNERE” COM A MONEDA DE CANVI EN ELS PACTES DE LA DRETA ESPANYOLA A ANDALUSIA – por JOSEP A. VIDAL

    Les pretensions testosteròniques de la dreta espanyola serien dignes d’escarni i burla si no fossin tan greus, tan dramàtiques; si no tinguessin al darrere la realitat quotidiana de dones assassinades, apallissades, humiliades i menystingudes per raons de gènere,

CARTA DE BARCELONA – LES LLEIS CONTRA LA “VIOLÈNCIA DE GÈNERE” COM A MONEDA DE CANVI EN ELS PACTES DE LA DRETA ESPANYOLA A ANDALUSIA – por JOSEP A. VIDAL

    Les pretensions testosteròniques de la dreta espanyola serien dignes d’escarni i burla si no fossin tan greus, tan dramàtiques; si no tinguessin al darrere la realitat quotidiana de dones assassinades, apallissades, humiliades i menystingudes per raons de gènere,

FRATERNIZAR – Pedofilia dos clérigos católicos – VÍTIMAS QUE PRODUZEM VÍTIMAS – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Por mais que o papa Francisco multiplique as suas intervenções e os pedidos de perdão, não consegue ir à raiz do problema. A pedofilia dos clérigos continua na ordem do dia e só deixará de estar, quando já não

FRATERNIZAR – Pedofilia dos clérigos católicos – VÍTIMAS QUE PRODUZEM VÍTIMAS – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Por mais que o papa Francisco multiplique as suas intervenções e os pedidos de perdão, não consegue ir à raiz do problema. A pedofilia dos clérigos continua na ordem do dia e só deixará de estar, quando já não

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O ZAFECTOS YOUVÓMITO

  Pois é. Falam todos mal do Trump, indiciam, pior ou melhor, com menor ou maior veemência, mais discreta ou menos discretamente, um certo mal-estar com a eleição do Bolsonaro, pois claro. Mas depois acorrem, pressurosos e compostinhos. A cumprimentá-los,

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – O ZAFECTOS YOUVÓMITO

  Pois é. Falam todos mal do Trump, indiciam, pior ou melhor, com menor ou maior veemência, mais discreta ou menos discretamente, um certo mal-estar com a eleição do Bolsonaro, pois claro. Mas depois acorrem, pressurosos e compostinhos. A cumprimentá-los,

FRATERNIZAR – A pergunta que ninguém ousa formular -IGREJAS: UM BEM OU UM MAL ESTRUTURAL?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Com o terceiro milénio acabado de chegar à maioridade, as igrejas cristãs são hoje olhadas-experimentadas como um Bem ou um Mal estrutural entre os povos? Houve tempos em que a Europa e o Ocidente se orgulhavam das suas raízes

FRATERNIZAR – A pergunta que ninguém ousa formular -IGREJAS: UM BEM OU UM MAL ESTRUTURAL?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Com o terceiro milénio acabado de chegar à maioridade, as igrejas cristãs são hoje olhadas-experimentadas como um Bem ou um Mal estrutural entre os povos? Houve tempos em que a Europa e o Ocidente se orgulhavam das suas raízes

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – BOLSONAR, BOLSAR, VOMITAR

Tive de abandonar a minha sala, onde decorria a reportagem da tomada de posse de um nazi livremente eleito. Mais um. Há já vários destes espécimes e outros hão-de em breve aparecer, se Deus lhes der vida e saúde –

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – BOLSONAR, BOLSAR, VOMITAR

Tive de abandonar a minha sala, onde decorria a reportagem da tomada de posse de um nazi livremente eleito. Mais um. Há já vários destes espécimes e outros hão-de em breve aparecer, se Deus lhes der vida e saúde –

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – Lucubrações da época: o Menino Jesus

  O Menino Jesus é um mistério. Verdade. E porquê? Porque pouco sabemos dele. Porque apenas sabemos que nasceu e que possivelmente berrava e mamava, cagava-se e borrava as palhinhas, como todos os meninos. Soubemos mais tarde, através dos meios

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – Lucubrações da época: o Menino Jesus

  O Menino Jesus é um mistério. Verdade. E porquê? Porque pouco sabemos dele. Porque apenas sabemos que nasceu e que possivelmente berrava e mamava, cagava-se e borrava as palhinhas, como todos os meninos. Soubemos mais tarde, através dos meios

CARLOS REIS – NASTÁLGICO – NATAL EM TIMES NEW ROMAN E JUSTIFY

  Eu peço desculpa por não desejar um Santo Natal, umas festas felizes ou até mesmo um ano novo cheio de caspa e felicidades. Como todos sabem e estão fartos de constatar, mesmo sem o confessarem, o Natal, o nosso Natal já

CARLOS REIS – NASTÁLGICO – NATAL EM TIMES NEW ROMAN E JUSTIFY

  Eu peço desculpa por não desejar um Santo Natal, umas festas felizes ou até mesmo um ano novo cheio de caspa e felicidades. Como todos sabem e estão fartos de constatar, mesmo sem o confessarem, o Natal, o nosso Natal já

CARLOS REIS – NASTÁLGICO – O FERIADO É NATAL

  o feriado é natal ou as boas e possíveis festas fatais olá aqui me eis de novo sem parar o electrão ataca também de novo pela calada do natal no dealbar da ceia inevitável na insustentável leveza da noite

CARLOS REIS – NASTÁLGICO – O FERIADO É NATAL

  o feriado é natal ou as boas e possíveis festas fatais olá aqui me eis de novo sem parar o electrão ataca também de novo pela calada do natal no dealbar da ceia inevitável na insustentável leveza da noite