Category Archives: Finanças

DA DESTRUIÇÃO DE ESTÁTUAS AOS FOCOS DE INFECÇÃO DA COVID – UMA REFLEXÃO SOBRE AS TRAJECTÓRIAS DA NOSSA JUVENTUDE – II – PARA ONDE VAMOS A PARTIR DAQUI, de JOHN MAULDIN

  Where we go from here, por John Mauldin Mauldin Economics, Thoughts from The Frontline, 19 de Junho de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   As previsões são difíceis, especialmente as que dizem respeito ao futuro. Esse

UM ORÇAMENTO SUPLEMENTAR PARA 2020 QUE NÃO PROMOVE O CRESCIMENTO ECONÓMICO E O EMPREGO NEM REFORÇA O SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE – por EUGÉNIO ROSA

Eugénio Rosa – economista – edr2@netcabo.pt – 21-6-2020

Escândalo financeiro numa empresa financeira alemã. Por Shona Ghosh

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota O CEO da Wirecard, vítima de escândalo, demite-se após a empresa revelar o desaparecimento de 2 mil milhões de dólares, levando o seu preço por ação a afundar 80%  Por Shona Ghosh Publicado

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – L – GOVERNOS ENFRENTAM AUMENTO “MASSIVO” DA DÍVIDA PÚBLICA, ADVERTE O FMI, por CHRIS GILES

    Governments face ‘massive’ rise in public debt, IMF warns, por Chris Giles Financial Times, 15 de Abril de 2020 Gonzaloraffoinfonews, Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Resposta ao Coronavírus empurra os défices orçamentais acima dos níveis

Desta vez pode ser diferente. Por Lance Roberts

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Por Lance Roberts Publicado por em 17/04/2020 (“This Time Might Be Different”, ver aqui) Republicado por em 18/04/2020 (aqui)   Resumo (pelos editores de Seeking Alpha) Durante a última década, os investidores foram

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXXIII – A ITÁLIA VAI PRECISAR DE UM RESGATE PREVENTIVO – UMA “PROTEÇÃO FINANCEIRA” – ENQUANTO O CORONAVÍRUS O EMPURRA PARA A BEIRA DO ABISMO. por ASHOKA MODI

  Italy will need a precautionary bailout — a ‘financial firewall’ — as coronavirus pushes it to the brink, por Ashoka Modi Marketwatch, 10 de Março de 2020 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota    A crise da Itália

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXVII – TEME-SE QUE A ITÁLIA PRECISE DE UM RESGATE GLOBAL GIGANTESCO PARA CONTER UM CONTÁGIO FINANCEIRO MAIS AMPLO, por AMBROSE EVANS-PRITCHARD

  Fears mount that Italy will require a jumbo global bail-out to stem broader financial contagion, por Ambrose Evans-Pritchard The Telegraph, em 10 de março de 2020 (aqui) Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     A Itália precisa

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXVI – A EPIDEMIA ESTÁ A ASSOLAR TODA A GENTE, ATÉ A DÍVIDA GLOBAL, por VICENZO COMITO

  L’epidemia travolge tutti, anche il debito globale, de Vincenzo Comito Sbilanciamoci!, 16 de março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A propagação do coronavírus está destinada a perturbar a ordem económica, financeira e geopolítica internacional.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 9. Vândalos: por quanto tempo vamos deixar a extrema esquerda fazer o que quiser?

(Aurélian Marq, 23 de março de 2019)

Mas quem são estes ativistas vestidos de preto, encapuzados e ultra-violentos? O movimento dito Black Blocs  reúne principalmente ativistas de movimentos libertários e anarquistas. Este não é um fenómeno novo. Aparecidos na década de 1980 na Alemanha, os Black Blocs  internacionalizaram-se  na década de 1990, e desde então interromperam todas as grandes cimeiras  internacionais (OMC, G8, G20…) com as  suas ações violentas.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 9. Vândalos: por quanto tempo vamos deixar a extrema esquerda fazer o que quiser?

(Aurélian Marq, 23 de março de 2019)

Mas quem são estes ativistas vestidos de preto, encapuzados e ultra-violentos? O movimento dito Black Blocs  reúne principalmente ativistas de movimentos libertários e anarquistas. Este não é um fenómeno novo. Aparecidos na década de 1980 na Alemanha, os Black Blocs  internacionalizaram-se  na década de 1990, e desde então interromperam todas as grandes cimeiras  internacionais (OMC, G8, G20…) com as  suas ações violentas.

ELEIÇÕES NOS ESTADOS UNIDOS EM 2020 – O QUE NOS ESPERA – V – UM IMPOSTO SOBRE A RIQUEZA NÃO É UMA QUESTÃO DE SENSO COMUM? – por J. BRADFORD DELONG

  Isn’t a Wealth Tax Common Sense? por J. Bradford Delong Project Syndicate, 7 de Janeiro de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   As propostas de impostos sobre a riqueza que estão a ser apresentadas pelos candidatos

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 8. Não, Senhor Macron, não é “inaceitável” falar em violências policiais

(Régis de Castelnau 15 de março de 2019)

E foi assim que esta repressão judicial em massa foi precedida por uma repressão policial em massa, pontuada por um número incrível de atos de violência indignos de um país democrático. A utilização de técnicas policiais, materiais perigosos e de comportamentos abertamente violentos reivindicados  como tal resultaram num balanço humano catastrófico. Em todas as redes há imagens que dão testemunho disso e suscitam preocupação quanto ao estado das liberdades civis no nosso país.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 8. Não, Senhor Macron, não é “inaceitável” falar em violências policiais

(Régis de Castelnau 15 de março de 2019)

E foi assim que esta repressão judicial em massa foi precedida por uma repressão policial em massa, pontuada por um número incrível de atos de violência indignos de um país democrático. A utilização de técnicas policiais, materiais perigosos e de comportamentos abertamente violentos reivindicados  como tal resultaram num balanço humano catastrófico. Em todas as redes há imagens que dão testemunho disso e suscitam preocupação quanto ao estado das liberdades civis no nosso país.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 7. Um poder já fez com que os manifestantes parecessem vândalos

(Régis de Castelnau 19 de fevereiro de 2019)

Desde o início do movimento dos Colete Amarelos, todos os observadores honestos foram levados a colocarem-se perante muitas questões sobre o comportamento da polícia nas manifestações. Alguns chegaram ao ponto de acusar o Ministério do Interior de deixar os vândalos fazem o que quiserem com o objetivo óbvio de desqualificar o movimento e assustar as pessoas.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 7. Um poder já fez com que os manifestantes parecessem vândalos

(Régis de Castelnau 19 de fevereiro de 2019)

Desde o início do movimento dos Colete Amarelos, todos os observadores honestos foram levados a colocarem-se perante muitas questões sobre o comportamento da polícia nas manifestações. Alguns chegaram ao ponto de acusar o Ministério do Interior de deixar os vândalos fazem o que quiserem com o objetivo óbvio de desqualificar o movimento e assustar as pessoas.

PENSÕES COM AUMENTOS DE MISÉRIA MESMO DURANTE O GOVERNO PS, O AUMENTO PARA 15,2% DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE EM 2020 E DA IDADE DE REFORMA EM 2021 PARA 66 ANOS E 6 MESES, QUE SIGNIFICA UMA DUPLA PENALIZAÇÃO, E O NÚMERO REDUZIDO DE PENSIONISTAS ISENTOS DO FATOR DE SUSTENTABILIDADE – por EUGÉNIO ROSA

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. 6º Texto – Dos Coletes Amarelos aos Coletes Azuis: quem beneficia com a repressão policial?

(Tao Cheret,  31 de janeiro de 2019)

A política neoliberal denunciada pelos Coletes Amarelos também impacta a polícia: “Pensamos como os Coletes Amarelos; no final do mês, não somos ricos”, confessa Eric. Assim, duas ideias antagónicas coexistem, provavelmente entre a maioria dos polícias. Por um lado, a simpatia sentida pelos Coletes Amarelos e as suas exigências. Por outro lado, a necessidade de obedecer a ordens – mesmo violentas – pela ilusão de proteger a ordem pública e pelo medo de ser despedido.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. 6º Texto – Dos Coletes Amarelos aos Coletes Azuis: quem beneficia com a repressão policial?

(Tao Cheret,  31 de janeiro de 2019)

A política neoliberal denunciada pelos Coletes Amarelos também impacta a polícia: “Pensamos como os Coletes Amarelos; no final do mês, não somos ricos”, confessa Eric. Assim, duas ideias antagónicas coexistem, provavelmente entre a maioria dos polícias. Por um lado, a simpatia sentida pelos Coletes Amarelos e as suas exigências. Por outro lado, a necessidade de obedecer a ordens – mesmo violentas – pela ilusão de proteger a ordem pública e pelo medo de ser despedido.