Category Archives: Linguísitica

A GALIZA COMO TAREFA – mais samba – Ernesto V. Souza

  17 de maio, e mesmo com a que está caindo, celebramos, na Galiza universal, o Dia das letras galegas. Como saberão, neste ano oferecido a Ricardo Carvalho Calero: polígrafo redondo, poeta, ativista, jurista, historiador, professor, linguista, académico e um

PROJECTO ADAMASTOR – DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA – HOJE, TERÇA-FEIRA, 5 de MAIO – FESTIVAL LISBOA 5L ASSINALA O DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA

Festival Lisboa 5L assinala o Dia Mundial da Língua Portuguesa por Ricardo Lourenço   O Festival Lisboa 5L lançou uma plataforma digital e assinala o primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa com uma programação que inclui diversos filmes e debates, todos

IMAGEM E POESIA – Por José Fernando Magalhães (141)

. .. DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA PORTUGUESA . DA MINHA LÍNGUA VÊ-SE O MAR . . . . Da minha Língua vê-se o mar Assim Virgílio o afirmava, Reflexo da Alma e da cultura do meu Povo. Na minha Língua

IMAGEM E POESIA – Por José Fernando Magalhães (140)

. É PRECISO DAR TEMPO AO CONHECIMENTO     Em tempo de confinamento, De comemorações E de exemplo, É preciso dar tempo, Ao conhecimento. Nasçam dos factos, Das experiências E da memória, As interpretações, Dos artefactos, As rotinas e as

APRESENTAÇÃO de “AS ALCUNHAS DE MARVÃO – A IMAGINAÇÃO E A ARTE DA PALAVRA”, de TERESA SIMÃO – HOJE, DOMINGO, 15 de DEZEMBRO, às 15 horas, no GRUPO DESPORTIVO ARENENSE, SANTO ANTÓNIO DAS AREIAS, MARVÃO

Saiba mais sobre a OBRA e sobre a AUTORA aqui! Edições Colibri http://www.edi-colibri.pt colibri@edi-colibri.pt

APRESENTAÇÃO de “TEXTO E(M) LINGUÍSTICA – TEORIAS |CRUZAMENTOS | APLICAÇÕES, de ANTÓNIA COUTINHO – HOJE, QUINTA-FEIRA, 14 de NOVEMBRO, às 18.30, na FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS, Avenida de BERNA, 26C, em LISBOA

Também AQUI! Edições Colibri http://www.edi-colibri.pt colibri@edi-colibri.pt

A GALIZA COMO TAREFA – conjugando futuros – Ernesto V. Souza

Na última Assembleia da AGAL (Associaçom Galega da Língua) foi anunciado o lançamento do projeto do completo conjugador verbal que complementa o não menos completo Dicionário Estraviz. O popular e-estraviz, versão eletrônica, atualizada e mais completa do clássico dicionário da

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (137)

NUM ELÉCTRICO DE COR AMARELA     A paisagem corre devagar Vidro embaciado, chuva miudinha Sorrateira, instalas-te no meu colo Vieste não sei de onde, és bela Quase sem querer, começo a amar-te A correr o teu corpo, sabendo-te minha

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (136)

. NO SUAVE ARDOR DA LUTA .  . No suave ardor da luta Começo a ser ave E a querer voar. As mãos em concha, O orvalho, A batuta, O sangue das framboesas, A sede de te amar. . Subo

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (135)

. CONSERVADOS EM SAL-GEMA . . Se me acontece escrever Pensamentos, ideias, palavras movediças e soltas E com eles formar versos, e mais tarde um poema Só eles, os versos, sabem o que me querem dizer, Que caminho me indicam,

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (134)

DESENHO UM MAPA . . Desenho um mapa De lugares vazios Na incessante procura Da minha verdade Mareio por versos e rimas Em poemas perdidos Com os olhos bem abertos No meio da claridade. . Cego de tanta luz Com

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (133)

OLHAMO-NOS COM AMOR   Olhamo-nos com amor Com olhos meigos, de quem gosta De quem se vai gostando. Cabia-nos rir Ou chorar com fervor A dor imposta. Chorando, Preferimos rir Para deitar fora a dor Que faz a vida descomposta.

IMAGEM E POESIA – Por José Magalhães (132)

Tão tão, tem tem     Nasceu pobre e sem vintém E viveu à procura de alguém Ela, que nasceu como convém. . Nasceu rico e com tostão E viveu a fugir da razão Ele, a quem chamavam João. .

A GALIZA COMO TAREFA – aprendido – Ernesto V. Souza

Hesitei muito com o título. A noção a destacar é talvez “repetido”, mais do que “aprendido”. Talvez deveria intitular “repetido – aprendido” ou “aprendido – repetido”, mas empenhei-me, pelo tamanho da seção, em preferir palavras únicas. Não sei. A cousa