Category Archives: Temas Sociais

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz I – «As agressões da extrema direita recordam Weimar»: a Alemanha não deve votar Salvini. Por Pauline Mille

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz I «As agressões da extrema direita recordam Weimar»: a Alemanha não deve votar Salvini Por Pauline Mille (*) REINFORMATION.TV em 29 de agosto de 2018   Em Chemnitz,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz I – «As agressões da extrema direita recordam Weimar»: a Alemanha não deve votar Salvini. Por Pauline Mille

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz I «As agressões da extrema direita recordam Weimar»: a Alemanha não deve votar Salvini Por Pauline Mille (*) REINFORMATION.TV em 29 de agosto de 2018   Em Chemnitz,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE – «MODOS DE HABITAR»: “REFUGIÉ-ES CITY PLAZA” e “À PROPOS DE NICE” – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 10 de SETEMBRO, às 21.30

    Ciclo de cinema ao ar livre «Modos de habitar»: Refugié-es City Plaza e À propos de Nice   Enquadrado no ciclo «Outra sociedade – à volta das ideias de Ivan Illich», que revisita as ideias de Ivan Illich (1926-2002)

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE – «MODOS DE HABITAR»: “REFUGIÉ-ES CITY PLAZA” e “À PROPOS DE NICE” – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 10 de SETEMBRO, às 21.30

    Ciclo de cinema ao ar livre «Modos de habitar»: Refugié-es City Plaza e À propos de Nice   Enquadrado no ciclo «Outra sociedade – à volta das ideias de Ivan Illich», que revisita as ideias de Ivan Illich (1926-2002)

SINAIS DE FOGO – OS PSD’S DA CGTP – por Soares Novais

  O senhor secretário-geral da UGT foi um dos oradores da habitual Universidade de Verão do PSD. Diz o insuspeito “Observador” que os “jotinhas” o receberam de braços abertos e que ele ali falou “como se estivesse em casa. E

SINAIS DE FOGO – OS PSD’S DA CGTP – por Soares Novais

  O senhor secretário-geral da UGT foi um dos oradores da habitual Universidade de Verão do PSD. Diz o insuspeito “Observador” que os “jotinhas” o receberam de braços abertos e que ele ali falou “como se estivesse em casa. E

SINAIS DE FOGO – UM T-ROC PARA PENEDA – por Soares Novais

  Agradeço que digam ao Peneda, ao Saraiva e ao Carlos Silva que a AutoEuropa já produziu este ano um “volume histórico” de “139.667 unidades devido ao sucesso do lançamento do T-Roc, que já ultrapassou as 100 mil unidades, e

SINAIS DE FOGO – UM T-ROC PARA PENEDA – por Soares Novais

  Agradeço que digam ao Peneda, ao Saraiva e ao Carlos Silva que a AutoEuropa já produziu este ano um “volume histórico” de “139.667 unidades devido ao sucesso do lançamento do T-Roc, que já ultrapassou as 100 mil unidades, e

A PROPOSTA DO GOVERNO PARA “ALTERAR” A REFORMA E A APOSENTAÇÃO ANTECIPADAS, E AS RESPOSTAS A 7 PERGUNTAS DOS TRABALHADORES – por EUGÉNIO ROSA

  A PROPOSTA DO GOVERNO PARA “ALTERAR” A REFORMA E A APOSENTAÇÃO ANTECIPADAS, E AS RESPOSTAS A 7 PERGUNTAS DOS TRABALHADORES   Neste estudo encontrará o seguinte: (I) Análise das alterações que o governo pretende fazer na reforma e na

A PROPOSTA DO GOVERNO PARA “ALTERAR” A REFORMA E A APOSENTAÇÃO ANTECIPADAS, E AS RESPOSTAS A 7 PERGUNTAS DOS TRABALHADORES – por EUGÉNIO ROSA

  A PROPOSTA DO GOVERNO PARA “ALTERAR” A REFORMA E A APOSENTAÇÃO ANTECIPADAS, E AS RESPOSTAS A 7 PERGUNTAS DOS TRABALHADORES   Neste estudo encontrará o seguinte: (I) Análise das alterações que o governo pretende fazer na reforma e na

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

INFORMAÇÃO 5/2018 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – RESPOSTA AOS ATAQUES DOS GRANDES GRUPOS PRIVADOS DA SAÚDE, COLIGADOS NA APHP, À ADSE E UM ESCLARECIMENTO AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – por EUGÉNIO ROSA

    INFORMAÇÃO 5/2018 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE (peço ajuda para que esta informação chegue aos trabalhadores e aposentados da Função Pública) RESPOSTA AOS ATAQUES DOS GRANDES GRUPOS PRIVADOS DA SAÚDE, COLIGADOS NA APHP, À ADSE E UM ESCLARECIMENTO AOS

INFORMAÇÃO 5/2018 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – RESPOSTA AOS ATAQUES DOS GRANDES GRUPOS PRIVADOS DA SAÚDE, COLIGADOS NA APHP, À ADSE E UM ESCLARECIMENTO AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE – por EUGÉNIO ROSA

    INFORMAÇÃO 5/2018 AOS BENEFICIÁRIOS DA ADSE (peço ajuda para que esta informação chegue aos trabalhadores e aposentados da Função Pública) RESPOSTA AOS ATAQUES DOS GRANDES GRUPOS PRIVADOS DA SAÚDE, COLIGADOS NA APHP, À ADSE E UM ESCLARECIMENTO AOS

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis