Category Archives: Ciências Sociais.

DIÁSPORA. LA RAYA IBÉRICA, por Moisés Cayetano Rosado

La Raya Ibérica, desde el inicio de su conformación a mediados del siglo XII, hasta ya entrado en siglo XIX, ha sido un espacio de enfrentamientos fronterizos, de lo que es testimonio presente un patrimonio fortificado de extraordinario valor, construido

DIÁSPORA. LA RAYA IBÉRICA, por Moisés Cayetano Rosado

La Raya Ibérica, desde el inicio de su conformación a mediados del siglo XII, hasta ya entrado en siglo XIX, ha sido un espacio de enfrentamientos fronterizos, de lo que es testimonio presente un patrimonio fortificado de extraordinario valor, construido

SINAIS DE DESILUSÃO, de JOÃO MARQUES

  O João Marques já não está entre nós. Publicamos hoje outro dos seus textos, que muito ajuda a compreender a situação em que, nós portugueses, nos encontramos. À família e aos amigos o nosso abraço. Não o esqueceremos.  

SINAIS DE DESILUSÃO, de JOÃO MARQUES

  O João Marques já não está entre nós. Publicamos hoje outro dos seus textos, que muito ajuda a compreender a situação em que, nós portugueses, nos encontramos. À família e aos amigos o nosso abraço. Não o esqueceremos.  

A GALIZA COMO TAREFA – propaganda – Ernesto V. Souza

Resulta interessante considerar como a noção que hoje temos a respeito do que é a Literatura é aplicada a todas as manifestações das escritas antepassadas. Fazemos com tudo, é verdade, interpretando e dando sentido ao passado, a cada vez, em

A GALIZA COMO TAREFA – propaganda – Ernesto V. Souza

Resulta interessante considerar como a noção que hoje temos a respeito do que é a Literatura é aplicada a todas as manifestações das escritas antepassadas. Fazemos com tudo, é verdade, interpretando e dando sentido ao passado, a cada vez, em

A GALIZA COMO TAREFA – conversas – Ernesto V. Souza

É sempre interessante a conversa com livreiros (livreiras de mais em mais), daqueles que conhecem, como artesãos com anos de prática constante, o seu ofício. Não sou eu mui dado à conversa, não vaiam pensar. Sou mais um desses clientes

A GALIZA COMO TAREFA – conversas – Ernesto V. Souza

É sempre interessante a conversa com livreiros (livreiras de mais em mais), daqueles que conhecem, como artesãos com anos de prática constante, o seu ofício. Não sou eu mui dado à conversa, não vaiam pensar. Sou mais um desses clientes

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Viagem ao país do absurdo: eu sonhei que a extrema-direita destruía o país …   Por Franck Crudo

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Viagem ao país do absurdo: eu sonhei que a extrema-direita destruía o país … “Os media repetiam: nada de amálgamas “   Por Franck Crudo Publicado por  em 18 de maio de 2018

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Viagem ao país do absurdo: eu sonhei que a extrema-direita destruía o país …   Por Franck Crudo

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Viagem ao país do absurdo: eu sonhei que a extrema-direita destruía o país … “Os media repetiam: nada de amálgamas “   Por Franck Crudo Publicado por  em 18 de maio de 2018

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE – «MODOS DE HABITAR»: “REFUGIÉ-ES CITY PLAZA” e “À PROPOS DE NICE” – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 10 de SETEMBRO, às 21.30

    Ciclo de cinema ao ar livre «Modos de habitar»: Refugié-es City Plaza e À propos de Nice   Enquadrado no ciclo «Outra sociedade – à volta das ideias de Ivan Illich», que revisita as ideias de Ivan Illich (1926-2002)

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – CICLO DE CINEMA AO AR LIVRE – «MODOS DE HABITAR»: “REFUGIÉ-ES CITY PLAZA” e “À PROPOS DE NICE” – HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 10 de SETEMBRO, às 21.30

    Ciclo de cinema ao ar livre «Modos de habitar»: Refugié-es City Plaza e À propos de Nice   Enquadrado no ciclo «Outra sociedade – à volta das ideias de Ivan Illich», que revisita as ideias de Ivan Illich (1926-2002)

BRASIL – O BRASIL TEM POUCO IMIGRANTE – por LUCAS BORGES TEIXEIRA – enviado por CAMILO JOSEPH

OBRIGADO A LUCAS BORGES TEIXEIRA, UOL E CAMILO JOSEPH   Presença estrangeira no país hoje é uma das menores da história e do mundo. Mesmo com os venezuelanos chegando…   Portugueses, italianos, japoneses, espanhóis – o Brasil do início do

BRASIL – O BRASIL TEM POUCO IMIGRANTE – por LUCAS BORGES TEIXEIRA – enviado por CAMILO JOSEPH

OBRIGADO A LUCAS BORGES TEIXEIRA, UOL E CAMILO JOSEPH   Presença estrangeira no país hoje é uma das menores da história e do mundo. Mesmo com os venezuelanos chegando…   Portugueses, italianos, japoneses, espanhóis – o Brasil do início do

DIÁSPORA. DEPORTACIÓN DE INMIGRANTES EN LOS AÑOS CINCUENTA DEL SIGLO XX, por Moisés Cayetano Rosado

Tras la Guerra Civil española se detuvo el flujo migratorio,  sangría de la España contemporánea -dirigido principalmente a Ultramar-, que ante la saturación del mercado americano se intensificó en el interior del país. La periferia minera e industrial (principalmente la

DIÁSPORA. DEPORTACIÓN DE INMIGRANTES EN LOS AÑOS CINCUENTA DEL SIGLO XX, por Moisés Cayetano Rosado

Tras la Guerra Civil española se detuvo el flujo migratorio,  sangría de la España contemporánea -dirigido principalmente a Ultramar-, que ante la saturación del mercado americano se intensificó en el interior del país. La periferia minera e industrial (principalmente la

DIÁSPORA. EMIGRACIÓN Y VACIAMIENTO, por Moisés Cayetano Rosado

Desarrollado el “Encuentro sobre Emigración: La Extremadura vaciada”, organizado por la Asociación 25 de Marzo, en el Centro Cultura Alcazaba de Mérida, con cerca de un centenar de participantes. Se ha reflexionado sobre nuestro pasado y presente migratorio; sobre la

DIÁSPORA. EMIGRACIÓN Y VACIAMIENTO, por Moisés Cayetano Rosado

Desarrollado el “Encuentro sobre Emigración: La Extremadura vaciada”, organizado por la Asociación 25 de Marzo, en el Centro Cultura Alcazaba de Mérida, con cerca de un centenar de participantes. Se ha reflexionado sobre nuestro pasado y presente migratorio; sobre la

A GALIZA COMO TAREFA – ilusão retrospectiva – Ernesto V. Souza

Black Bishop: Push, that galician sconce can work out wonders. (Thomas Middleton: A Game at Chess, Act II, Scene ii, 242, 1624.) Quebras em sucessão, ostracismos consecutivos, imposições seguidas, destruições prolongadas. A história da Galiza, a partir de certa altura,

A GALIZA COMO TAREFA – ilusão retrospectiva – Ernesto V. Souza

Black Bishop: Push, that galician sconce can work out wonders. (Thomas Middleton: A Game at Chess, Act II, Scene ii, 242, 1624.) Quebras em sucessão, ostracismos consecutivos, imposições seguidas, destruições prolongadas. A história da Galiza, a partir de certa altura,

DIÁSPORA. LAGUNAS DE RUIDERA, por Moisés Cayetano Rosado

Conozco el Parque Natural de los Lagos de Plitvice, en Croacia. Una auténtica maravilla, aunque tan llena de turistas que agobia y atosiga. Pero aquí tenemos la suerte de contar con las Lagunas de Ruidera que, en años de lluvia

DIÁSPORA. LAGUNAS DE RUIDERA, por Moisés Cayetano Rosado

Conozco el Parque Natural de los Lagos de Plitvice, en Croacia. Una auténtica maravilla, aunque tan llena de turistas que agobia y atosiga. Pero aquí tenemos la suerte de contar con las Lagunas de Ruidera que, en años de lluvia