CTA – COMPANHIA DE TEATRO DE BRAGA – “A CRIATURA”, a partir de HENRIK IBSEN, com adaptação e encenação de LELIO LECIS, no TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE – HOJE, SÁBADO, 24 de OUTUBRO, às 21 horas, e AMANHÃ, DOMINGO, 25 de OUTUBRO, às 16 horas – em ALMADA

 

A criatura, a partir de Henrik Ibsen, com encenação e adaptação de Lelio Lecis, pela Companhia de Teatro de Braga

 

A criatura, de Ibsen, no TMJB

 

O Teatro Municipal Joaquim Benite apresenta A criatura, de Henrik Ibsen, com encenação e adaptação de Lelio Lecis, pela Companhia de Teatro de Braga, dias 24 e 25 de Outubro, sábado às 21h, e domingo às 16h.

Inquieto, inconformista, muitas vezes incómodo, Henrik Johan Ibsen (1828-1906) criou personagens grandemente marcadas pelo mal-estar sociopatológico, num trabalho que foi crescentemente mergulhando nas profundezas da psique humana. Em 1899, já no crepúsculo da sua vida, escreveu Quando nós os mortos despertarmos, o texto em que assenta este espectáculo, cujo protagonista é um velho escultor de renome mundial chamado Rubek – um homem que descobre tardiamente a terrível cadeia de escolhas muito questionáveis que fez ao longo da vida, escolhendo a arte em detrimento do amor, e depois o sucesso em detrimento da própria arte, dessa forma descobrindo-se um ser dormente, numa vida afinal iluminada somente pela pequena luz da glória de ter um lugar garantido na posteridade.

Construída como um exercício de pensamento ontológico sobre a criação artística, expondo em cena o que verdadeiramente pode acontecer entre um criador e a sua obra, no que constitui uma dinâmica muitas vezes não visível, este trabalho do encenador italiano Lelio Lecis dá o palco à arte e às pulsões que a determinam e lhe dão forma. «A criação artística é para o seu criador a única possibilidade de comunicar o seu mundo aos outros, mas também a si mesmo», explicou o encenador, reflectindo sobre a intimidade da relação que se estabelece entre o criador e a sua “criatura”. Embora partindo de uma narrativa culturalmente moldada pelos territórios do Norte da Europa, o espectáculo tem as cores da Sardenha natal do encenador.

A criatura (Sala Experimental, dias 24 e 25 de Outubro, sábado às 21h, domingo às 16h) 1h | M/14

A partir de Henrik Ibsen

Encenação e adaptação de Lelio Lecis

Intérpretes António Jorge, Eduarda Filipa, Rogério Boane, Solange Sá
Tradução Ana cruz
Cenografia e figurinos Valentina Ena
Guarda-roupa Manuela Bronze, Mónica Melo
Confecção de figurinos Manuela Lopes, Mónica Melo
Desenho de luz Lelio Lecis
Projecção laser João Moura

 

(Companhia de Teatro de Braga)

 

Todas as informações em ctalmada.pt

Miguel Martins

Comunicação

 

 

+351 21 273 93 60 | +351 91 540 70 94

imprensa@ctalmada.pt | www.ctalmada.pt

 

Leave a Reply