POESIA AO AMANHECER – 70 – por Manuel Simões

Paolo Ruffilli – Itália

( 1949 –  )

A ALEGRIA E O LUTO

O acender-se e

o apagar-se

(por acaso?) da vida

o traço luminoso

o rasto que deixa

atrás de si

aquilo que foi

amado ou não amado

contudo desconhecido

a alegria e o luto:

precipitado, tudo,

no vaso cego

entre os braços do escuro.

A marca esbatida

e entretanto reflorida

de cada coisa.

A sombra e o odor

já nem sequer a cor

o pensamento pensado

da rosa.

(de “La gioia e il lutto”, trad. de Manuel Simões)

Da sua obra poética destacam-se: “Piccola colazione” (1987), “Diario di Normandia” (1990), “Camera oscura” (1992), “Nuvole” (1995), “La gioia e il lutto” (2001). Ocupa-se do projecto de pôr em rede a poesia italiana contemporânea. Alguns poemas seus foram traduzidos para português por Maria do Rosário Pedreira e por Manuel Simões.

Leave a Reply