DIA ANTÓNIO JOSÉ SARAIVA

dia_antonio_jose_saraiva_destaque

Entrada livre


O Centro Cultural de Belém e o Centro Nacional de Cultura organizam, no dia 17 de Março, data do vigésimo aniversário da morte de António José Saraiva (1917-1993) um programa de homenagem, reflexão e debate abrangendo a evocação da sua personalidade e as diversas áreas de intervenção cívica, literária, política e de investigação universitária.

A vida e obra de António José Saraiva assumem ainda hoje um relevo e significado excepcionais, não só pela produção e investigação literária que desenvolveu ao longo de dezenas de livros, mas também pela coerência e independência de pensamento e de acção ideológica e cultural.

A sessão decorre no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, a partir das 14h30, e conta com a participação de Eduardo Lourenço, José Pacheco Pereira, Rui Ramos, Vicente Jorge Silva, Guilherme Valente, Ernesto Rodrigues, Isabel Pires de Lima, Ana Nascimento Piedade, Teresa Rita Lopes, António Coimbra Martins, Graça Videira Lopes, Silvina Pereira, Carlos L. Medeiros, Alberto Vaz da Silva, Duarte Ivo Cruz, Bernardo Vasconcelos e Sousa e familiares do Professor, entre eles o seu filho, José António Saraiva.

No âmbito do Dia António José Saraiva, será igualmente inaugurada no Centro Cultural de Belém a exposição “Uma família de professores”, com o apoio do Ministério da Educação e Ciência.

Aos professores que assistam à sessão será entregue um certificado de participação.  

PROGRAMA

 

14h30 – 15h00

Abertura

 

Guilherme d’Oliveira Martins

Vasco Graça Moura

 

15h00 – 16h40

Homem de Letras

 

Eduardo Lourenço – À sombra de D. Quixote

António Coimbra Martins – Lisboa/Paris/Moscovo/Lisboa

Graça Videira Lopes – António José Saraiva e a literatura medieval: o risco de pensar

Ernesto Rodrigues – Falar contigo por escrito: Saraiva epistológrafo

Alberto Vaz da Silva – O sal da vida

Isabel Pires de Lima – Diálogos A.J. Saraiva /Óscar Lopes: repensar a historiografia literária

Guilherme Valente – Um inesperado afecto e a  partida tão breve

Ana Nascimento Piedade – António José Saraiva leitor de Eça de Queirós

Duarte Ivo Cruz – António José Saraiva e o Historiador-Dramaturgo Joaquim Pedro de  Oliveira Martins

Silvina Pereira – E eu sei tudo?!

Luísa Dacosta – depoimento lido

 

16h40 – 17h00 – Pausa-café.

Inauguração da exposição “SARAIVA: UMA FAMÍLIA DE PROFESSORES”

 

17h00 – 18h40 

Cidadão e Educador

 

José António Saraiva – António José Saraiva, o Pai

Bernardo Vasconcelos e Sousa – Faculdade de Letras de Lisboa, segunda metade dos anos ‘70

Carlos Medeiros – António José Saraiva – A afirmação continuada da criatividade e da inovação radical

Fernando José Saraiva – António, o meu irmão

José Pacheco Pereira

Maria José Saraiva Lopes da Silva – António José Saraiva: o Irmão e o Grande Amigo

Rui Ramos

Teresa Rita Lopes – António José Saraiva, a paixão de pensar

Vicente Jorge Silva – Um amigo de Paris

Vítor Aguiar e Silva – depoimento lido

 

18h40

Encerramento

 

Guilherme d’Oliveira Martins

Vasco Graça Moura

Leave a Reply