ALMADA NO CHIADO, 120 Anos do Nascimento do Artista

No âmbito das Comemorações dos 120 anos do nascimento de José de Almada Negreiros (1893-1970) o Museu Nacional de Arte Contemporânea- Museu do Chiado reuniu algumas peças da sua coleção na sala polivalente, estando em exposição desde o dia 10 de Julho até ao dia 9 de Setembro de 2013.

Mais informações

O título da exposição ALMADA NO CHIADO, 120 Anos do Nascimento do Artista lembra a ligação que Almada Negreiros teve com esta zona histórica de Lisboa, sede dos movimentos modernos desde o Romantismo no século XIX e muito ativa na primeira metade do século XX, em torno do Modernismo de que o artista foi figura central. Lembra também a presença de Almada Negreiros no Museu Nacional vocacionado para o colecionismo do Estado de Arte Moderna e Contemporânea, designado Museu do Chiado.
Almada Negreiros foi um dos maiores protagonistas da modernidade portuguesa no século XX e muita da sua vida se viveu no Chiado, entre o Grémio Literário, 1912, o Teatro da República, 1917, o café A Brasileira, 1925, a Galeria UP, 1933, a Casa Quintão, 1936; a Cooperativa Gravura, 1963, o Teatro de S. Carlos, 1965, e, em acto consagratório, a Academia Nacional de Belas Artes, 1966.

Almada estará sempre no Chiado, também através das suas obras neste Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado

Leave a Reply