BRASIL – SEGUNDO GRANDE ATO CONTRA O MONOPÓLIO DA MÍDIA – 30 de AGOSTO

atoglobo

logo-bNa sexta-feira (30), diversas capitais do país realizam o Segundo Grande Ato Contra o Monopólio da Mídia, cuja mote principal é a reivindicação por mais diversidade, pluralidade e democracia na comunicação. Em São Paulo, a atividade acontece em frente à sede da Rede Globo (Av. Dr. Chucri Zaidan, 46), a partir das 17h. As sedes da emissora – que é símbolo da concentração e do poder exercido pelas grandes empresas do setor – e suas filiais também foram palco de manifestações no dia 11 de julho, quando milhares de cidadãos foram às ruas e entoaram o famoso “O povo não é bobo, fora Rede Globo”.

Além da capital paulista, Rio de Janeiro e Curitiba já anunciaram que promoverão manifestações que integrem o Ato. Além do fim do monopólio da mídia, também estão em pauta a regionalização do conteúdo de radiodifusão; a necessidade de avanços nos sistemsa público e comunitário de comunicação; e a garantia dos direitos à privacidade e à liberdade de expressão na Internet.

Confira o texto que convoca o ato em São Paulo, publicado em evento no Facebook:

“Nos protestos que ocupam as ruas do país desde junho uma frase sempre está presente: ‘O povo não é bobo, fora Rede Globo’. A poderosa emissora é o maior símbolo da concentração midiática no país. Em São Paulo, no dia 11 de julho, mais de 2 mil pessoas realizaram uma marcha diante da sede da TV Globo. Com muito criatividade e energia, a marcha pacífica criticou o monopólio e exigiu a democratização dos meios de comunicação. Agora, em 30 de agosto, uma nova manifestação será realizada novamente em frente ao prédio da emissora.

Queremos o fim do monopólio de mídia, respeito a cultura regional com garantias para a regionalização da produção, respeito aos direitos humanos, mais espaço e melhores condições para a comunicação pública e comunitária e a garantia de uma internet livre e de acesso universal.

Para isso pedimos:
1) Fim das licenças de TV e rádio dos políticos foras da lei com a aprovação da ADPF 246 pelo STF http://bit.ly/16Wu19x ;
2) Instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as recentes denúncias sobre sonegação fiscal da Rede Globo;
3) Aprovação da Lei da Mídia Democrática www.paraexpressaraliberdade.org.br ;
4) Votação imediata do Marco Civil da Internet http://marcocivil.com.br/ .

Estas bandeiras, entre outras, são fundamentais para ampliar e radicalizar a democracia no Brasil. Elas são hoje uma exigência de todas as forças políticas e sociais comprometidas com um Brasil mais justo e democrático. Contamos com a presença de todas e todos no grande ato contra o monopólio na mídia.”

Da redação

Leave a Reply