PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – PASSOS COELHO MENTIU, PORQUE NÃO CRIOU NENHUM EMPREGO, OS 22 MIL SÃO SUB-EMPREGADOS

banner_pi_verde

27 de Dezembro de 2013

passos_pinoquio_1-300x216Na mensagem de Natal o Primeiro Ministro anunciou que a estratégia do Governo e da troika era tão boa que já tinha criado “120 mil novos empregos líquidos”. Infelizmente, a mentira tem perna curta, e os dados do INE citados pelo jornal i indicam que a economia só “criou” 21,8 mil empregos e que destruiu entre janeiro e março 100 mil.

Os “primeiros frutos” da estratégia do Governo – como Passos lhe chamou – estão podres.

E o emprego criado é, na sua maioria, precário, em part-time e pago abaixo dos 310€ mensais. Ou seja, é sub-emprego.

Não há nenhum sucesso na políticas de austeridade em nenhum país em que está a ser aplicada. São os números oficiais das estatísticas que o provam: mais de um milhão e meio de desempregados, mais de 500 mil jovens que não estudam e não trabalham, 121 mil pessoas que emigraram em 2012, mais de metade dos desempregados não recebem subsídio de desemprego e todo o trabalho que é “criado” é precário e mal pago… só mesmo mentindo é que Passos Coelho pode defender que a austeridade funciona.

Notícia aqui e aqui.

Leave a Reply