CASA DA ACHADA – ARAGON a partir de LE CRÈVE-COEUR, HÉLASTRE mostra escritos e filmes de SAGUENAIL, OFICINA de BD, PINTURA E SOCIEDADE, CINEMA com CENSURA e LIBERDADE PARA JOSÉ DIOGO

Microsoft Word - 9-12 MAI 14

Nesta sessão vamos falar sobre Louis Aragon, a partir do livro Le Crève-Cœur, com Saguenail.

«Mas, dentre todos, a figura que sobressai sem favor e a quem todos os outros dão com prazer o lugar de primeira linha é a de Louis Aragon. A poesia deste homem, que há muitos anos gritava aos poetas a necessidade de a poesia mergulhar amplamente as suas raízes no homem comum, ergue-se a uma altura imprevista e dar-se-á dela o mais fiel perfil, se pensarmos um momento que o seu canto heroicamente se confunde com a própria França.»
Mário Dionísio, «Uma vitória da poesia de circunstância» (1945)

A Hélastre mostra escritos e filmes de Saguenail:

– Quitte ou double, um livro em parceria com Pierre Pratt
– Bonne fois mauvaise foi, um livro em parceria com Alberto Péssimo
– La royure, um filme em parceria com Carlos Guedes
– Luz, um filme à sombra de outro filme

Oficina de banda desenhada com José Smith Vargas.

Fazer banda desenhada em quadradinhos, ou até mesmo triângulos ou círculos. Em que as palavras e os desenhos contam histórias em conjunto.

Máximo de participantes: 10
A partir dos 10 anos

18h30 – Continuação da leitura comentada, com projecção de imagens, de extractos de Pintura e sociedade de Pierre Francastel. Quem lê é Manuela Torres.

21h30 – Cinema com Censura (1999, 75 min.) de Manuel Mozos, precedido de Liberdade para José Diogo (1975, 66 min.) de Luis Galvão Teles.
Quem apresenta os filmes são os realizadores.

HÁ TAMBÉM MAIS COISAS PARA VER E LER DURANTE O HORÁRIO DE ABERTURA (2ª, 5ª e 6ª das 15h às 20h, sábados e domingos das 11h às 18h):

  • EXPOSIÇÃO «MÁRIO DIONÍSIO – PINTURA A PARTIR DE 1974»
    Exposição, até ao dia 22 de Setembro, de dezenas de obras de Mário Dionísio que mostra o seu percurso como pintor abstracto, entre 1974 e 1993.

  • EXPOSIÇÃO «O 25 DE ABRIL AO AR LIVRE»
    São 20 painéis em tela com textos e imagens sobre o que mudou com o 25 de Abril a partir de um texto de João Martins Pereira: «… esses dois anos terão sido para muitos (para eles-próprios, mas sobretudo para uns milhões de trabalhadores da cidade e do campo, de “deserdados”, de explorados, de moradores de bairros de lata, de velhos e novos, homens e mulheres) os dois únicos anos da sua vida — até ver — em que agiram, comunicaram, participaram, decidiram, enfim intensamente viveram. Estariam eles materialmente melhor se não tem havido esses excessos e desvarios? Tudo leva a crer que não.»

    Em exposição em frente à Casa da Achada até ao dia 10 de Maio.

  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA

    A Biblioteca da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc…

    A Mediateca da Achada está em fase de catalogação. Para já, começam por estar disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.

    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.

    E agora vamos ter pólos da Biblioteca aqui no bairro. Já podem visitar e ler livros no pólo do restaurante Alcaide, na Rua de São Cristóvão, e no pólo do Posto de Atendimento de São Nicolau da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, na Rua da Prata.

  • LIVROS LIVRES

    No terreno em frente à Casa da Achada, desde que não chova, é só entrar, escolher, sentar-se um pedacinho ou a tarde inteira a folhear ou a ler. Para continuar, levar o livro começado ou a começar, e era bem bom deixar outro para o próximo que vier. Hoje mesmo ou amanhã.

    E, para além de livros que se podem levar e trocar, há uma pequena feira do livro todos os sábados, se o clima permitir.

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).

    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças-feiras às 21h e nas quintas-feiras às 14h30. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

 

MD pintura abstracta_Painel 1 Exposição

Leave a Reply