CASA DA ACHADA – OFICINA de BD, PINTURA E SOCIEDADE, CINEMA com NÓS POR CÁ TODOS BEM, HÁ SONS NA MOURARIA – 17 a 19 de MAIO.

Microsoft Word - 17-19 MAI 14

 

A que soa um bairro em transformação? Qual é o impacto das mudanças no tecido urbano e social de um bairro no seu ambiente sonoro? Em que medida as intervenções no ambiente sonoro podem constituir um catalisador de mudanças mais amplas nas dinâmicas urbanas de um local?

Esta apresentação tentará oferecer algumas respostas a estas e outras perguntas a partir de uma investigação em curso sobre o bairro da Mouraria e o processo de transformação urbana que o bairro está a experimentar nos últimos anos. Usando alguns exemplos do meu trabalho de terreno no bairro (o revival do fado como senha de identidade do bairro, a transformação da Praça do Martim Moniz num “mercado multicultural” ou a revitalização da zona do Intendente como destino de lazer), esta apresentação discute como as mudanças que podemos observar ao nível do ambiente sonoro podem ser considerados ao mesmo tempo causa e efeito do processo de requalificação urbana a que está submetido o bairro. Neste sentido, a transformação do ambiente sonoro pode ser analisada como um meio para regular e estruturar a experiência de alguns espaços públicos urbanos do bairro, contribuindo ao mesmo tempo para a produção de uma nova sensibilidade sonora e/o aural.

Organização: SPIM – Sociedade Portuguesa de Investigação em Música

Última sessão da oficina de banda desenhada com José Smith Vargas.

Fazer banda desenhada em quadradinhos, ou até mesmo triângulos ou círculos. Em que as palavras e os desenhos contam histórias em conjunto.

Máximo de participantes: 10
A partir dos 10 anos

18h30 – Continuação da leitura comentada, com projecção de imagens, de extractos de Pintura e sociedade de Pierre Francastel. Quem lê é Manuela Torres.

21h30 – Cinema com Nós por cá todos bem (1978, 80 min.) de Fernando Lopes, apresentado por Lia Gama. Este filme é precedido de Les murs d’une révolution (1976, 8 min.) de Jean Paul Dekiss, com acompanhamento musical de João Caldas e Pedro Rodrigues.

HÁ TAMBÉM MAIS COISAS PARA VER E LER DURANTE O HORÁRIO DE ABERTURA (2ª, 5ª e 6ª das 15h às 20h, sábados e domingos das 11h às 18h):

  • EXPOSIÇÃO «MÁRIO DIONÍSIO – PINTURA A PARTIR DE 1974»
    Exposição, até ao dia 22 de Setembro, de dezenas de obras de Mário Dionísio que mostra o seu percurso como pintor abstracto, entre 1974 e 1993.

  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA

    A Biblioteca da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc…

    A Mediateca da Achada está em fase de catalogação. Para já, começam por estar disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.

    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.

    E agora vamos ter pólos da Biblioteca aqui no bairro. Já podem visitar e ler livros no pólo do restaurante Alcaide, na Rua de São Cristóvão, e no pólo do Posto de Atendimento de São Nicolau da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, na Rua da Prata.

  • LIVROS LIVRES

    No terreno em frente à Casa da Achada, desde que não chova, é só entrar, escolher, sentar-se um pedacinho ou a tarde inteira a folhear ou a ler. Para continuar, levar o livro começado ou a começar, e era bem bom deixar outro para o próximo que vier. Hoje mesmo ou amanhã.

    E, para além de livros que se podem levar e trocar, há uma pequena feira do livro todos os sábados, se o clima permitir.

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).

    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças-feiras às 21h e nas quintas-feiras às 14h30. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

MD pintura abstracta_Painel 1

 

 

 

 

Contactos

 

Morada

Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Rua da Achada, 11, R/C

1100 – 004 Lisboa (ver localização)

Telefone

218 877 090

E-mail

Casa da Achada

casadaachada@centromariodionisio.org

E-mail

Livraria

livraria@centromariodionisio.org

E-mail

Distribuição de Edições

livros@centromariodionisio.org

NIB

NIB para donativos e pagamento de quotas

0036 0000 9910 5869 2830 8

Leave a Reply