EDITORIAL – O VALOR DE CADA UM É AQUELE QUE SEU PATRÃO LHE DESTINA PARA MAIS LUCROS OBTER

 

Ora pensamos que se deu um passo em frente, ora se dão dois atrás. Depois de logo editorialsabermos que algumas empresas obrigavam as mulheres que queriam emprego a assinarem um papel comprometendo-se a não ter filhos durante os próximos quatro anos (prazo até ao qual pode ir um contrato provisório…), sabemos agora que há outras que proíbem os seus empregados de namorar (McDonalds, EDP, IBM, Pepsi e Banco Santander….), o que juristas vieram considerar uma prática é ilegal e viola a Constituição. O quê? Constituição? O que é isso? Serve para quê?

De facto, o valor de cada um não é o de um ser com os direitos instituídos, mas aquele que o seu patrão lhe destina para mais lucros obter. 

O estado também nos trata da mesma forma. Esta semana, soubemos que se iam fechar escolhas, que os municípios que tivessem menos professores receberiam mais verbas. Alunos por metro quadrado!

Ironicamente, a Segurança Social pagou pensões de sobrevivência no valor de 569 mil euros a 28 beneficiários que já tinham morrido, apesar de a informação do óbito já constar nos sistemas informáticos!

Isto faz lembrar as eleições e quantas pessoas que constam nas listas de eleitores já não existirão, levando a que os resultados eleitorais não correspondem, de facto, aos que saem nas contas de cada acto eleitoral.

E as turras das famílias endinheiradas enchem as manchetes dos jornais, não pelo dinheiro que indevidamente embolsaram mas pelas querelas pessoais. Bom, está sol, vamos até à praia, que isso ainda é de graça!

1 Comment

  1. Ahahahahahahaha
    Enquanto, como povo, nos demitirmos dos nossos deveres de cidadânia, por exemplo, o de exercer a democracia, pomo-nos a jeito – sabonetes em prateleira de supermercado – esperando ansiosos que o “estado” olhe para nós… Olhe por nós… NÓS somos o estado. Os polítios são apenas os “chegamissos” mandatados para trabalhar para o estado. Pela parte que me toca, estão todos despedidos.
    Cumpra-se o despacho.

Leave a Reply