DIA 13 DE MARÇO, ÀS 21H30, NA CASA DOS AÇORES, CONFERÊNCIA SOBRE O PINTOR DOMINGOS REBELO

A Casa dos Açores e a família de Domingos Rebelo vão realizar uma sessão comemorativa dos 40 anos da sua morte, com a participação do neto Jorge Rebelo que fará uma intervenção sobre a vida e obra do avô, havendo, também, a projecção de um filme. Jorge Rebelo tem-se dedicado a recolher a obra do avô, a catalogá-la, a compará-la com outros pintores e estudar as influências e a divulga-la.

Domingos Rebelo, natural de S. Miguel, professor e pintor, apelidado de pintor “etnográfico”, foi autor de imagens emblemáticas, quer religiosas, seja sobre a cultura açoriana, sendo a uma das mais conhecidas “Os Emigrantes”.

Casa dos Açores em Lisboa  – Rua dos Navegantes, 21- 1200-729 – Lisboa

6710090

Nasceu em Ponta Delgada a 3 de Dezembro de 1891 e faleceu em Lisboa a 11 de Janeiro de 1975. Com o apoio de individualidades açorianas que lhe reconheceram o valor, foi prosseguir os seus estudos em Paris, com 15 anos de idade e onde permaneceu durante seis anos. Frequentou várias Academias foi discípulo de mestres parisienses Conviveu com grandes nomes da pintura portuguesa que iam passando por Paris, como Amadeu de Sousa Cardoso, Santa Rita Pintor, Emmerico Nunes, , Dórdio Gomes, Eduardo Viana, Manuel Bentes e Pedro Cruz.

Foi autor de algumas das imagens mais emblemáticas da iconografia dos Açores, com destaque para Os Emigrantes.

Entre os vários prémios que recebeu destacam-se os «Silva Porto» e «Roque Gameiro» assim como a Medalha de Honra da Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa. Está representado nos Museus de Arte Contemporânea de Lisboa, nos de Viseu e de Caldas da Rainha, no de Arte de Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e no de Carlos Machado em Ponta Delgada.

Leave a Reply