NO MUSEU DA MÚSICA, EDUARDO PANIAGUA NA “CONVERSA AO CORRER DAS MÚSICAS, DIA 12 DE MARÇO; ÀS 22 H

É no dia 12 de Março, às 22h, no Museu da Música, em Lisboa, que Eduardo Paniagua, um dos músicos mais consolidados no contexto da música antiga e medieval, estará na próxima “Conversa ao Correr das Músicas”. Terá  César Carazo estará a acompanhá-lo nesta conversa musicada que será, como habitualmente, conduzida por Soraia Simões.
Eduardo-Paniagua--Cesar-Carazo-258-22

Organização: Associação de Amigos do Museu da Música e Associação Mural Sonoro

Reservas: 217710990

Pretende-se  mostrar que as dicotomias patenteadas ao longo dos tempos entre «baixa cultura» e «alta cultura», ”música popular contemporânea” e ”música clássica antiga” são sobretudo criadas no âmbito cultural para sustentar teses e/ou definições sociológicas, tecnológicas, económicas, normativas e negativas.

Já Middleton afirmava que nenhuma das teses que as colocavam em contraste eram sustentáveis, mas apenas pontos de vista de quem as vinculava. O que é isto, afinal, de uma Música que «faz parte da cultura de elites» e outra que «faz parte da cultura do povo», sendo a música dotada de uma maior compreensão quando abordada num campo cultural mais alargado, onde toda ela faz parte de uma indústria de produção e recepção?

Por outro lado, a ‘complexidade’ que a historiografia musical descreveu durante anos a respeito da música de tradição clássica, antiga ou erudita, a sua lógica e uso frequente de modulações, poucas repetições, a sua divisão em pequenas unidades, como períodos, movimentos ou fraseados, também pode ser encontrada em repertório dito popular no seio de tipologias musicais como o ‘jazz’ ou até a ‘bossa nova’.

Leave a Reply