No Palácio Foz dia 17 de Abril às 18,00 Recital de Música de Câmara pelo ARTrio

No Palácio Foz – Sala dos Espelhos – dia 17 de Abril às 18,00:

 

Recital de música de câmara pelo ARTrio

(violino, violoncelo e piano)

 

artrioARTrio

Formado em Julho de 2013, o ARTrio é constituído por três intérpretes da nova cena musical portuguesa, que completaram a formação de nível superior em prestigiadas universidades estrangeiras (Royal College of Music, Cleveland Institute of Music e Royal Academy of Music). Atualmente residem no Porto e lecionam nas mais importantes escolas do norte de Portugal (Universidade de Aveiro, Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo – Porto e Escola Profissional de Música de Espinho). O ARTrio nasceu principalmente da amizade e cumplicidade musical que une os seus membros.Centrado numa formação base (violino, violoncelo e piano) e orientado para a execução de um grande número de obras existentes e algumas raramente ouvidas, o grupo poderá facilmente assumir outros contornos, convidando determinados solistas, que lhe permitirão interpretar quase todo o repertório camerístico. O ARTrio desenvolve um trabalho intensivo e pretende apresentar-se regularmente nas principais cidades portuguesas e estrangeiras.

Nuno Soares, Violino

Terminou a Licenciatura em Violino do Royal College of Music (Londres) em 2002 na classe do professor Felix Andrievsky. Obteve o diploma Master of Music in Performance do Cleveland Institute of Music, Estados Unidos, sob orientação dos professores Stephen Rose e William Preucil em 2004. Nuno Soares desenvolve o seu doutoramento na Universidade de Aveiro sobre a música de Francisco Benetó, uma edição crítica da sua obra e gravação em CD.
Nuno Soares apresenta-se regularmente como concertista, em recitais de violino solo, ou acompanhado pelos pianistas Youri Popov e Cristina Casale em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Polónia e nos Estados Unidos da América. Em Agosto de 2012 gravou um CD, na Polónia, com os pianistas Jakub Czekierda e Karolina Kowalczewska com peças para violino e piano de Tartini, Paganini, Wieniawski, Szymanowski e Benetó.Actualmente é professor na Escola Profissional de Música de Espinho, na Universidade de Aveiro e na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo – Porto. Desempenha a função de concertino na Orquestra Clássica de Espinho.

Miguel Fernandes, Violoncelo

Entre 2004 e 2009 frequentou o curso de Instrumentista de Orquestra na classe do professor Paulo Gaio Lima na ANSO. Em 2009 foi aceite na Royal Academy of Music, em Londres, onde lhe foi atribuída uma bolsa de estudo. Foi laureado em vários concursos tais como: Júlio Cardona, International Forum of Music Interpretation e Prémio Jovens Músicos. Em 2007 executou o Concerto Triplo em Dó Maior, de Beethoven, com a Orquestra Sinfónica da ANSO. E nos últimos anos gravou com alguma regularidade para a RDP.Miguel foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e Gestão dos Direitos dos Artistas. Tem realizado recitais em várias salas de concerto algumas delas de grande prestígio como o Wigmore Hall e Duke’s Hall, Grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, Casa da Música, entre outras.Em 2012 conquistou o 1º lugar na 26º edição do concurso Prémio Jovens Músicos na categoria de Música de Câmara nível Superior com o Duo Cavatine. Com o mesmo grupo, gravou recentemente o seu primeiro CD com obras de Luís Cipriano, tendo já agendado para 2014 a edição do segundo com obras de Janacek, Miaskovsky e Poulenc.
Miguel é actualmente professor na Escola Profissional de Música de Espinho.

Teresa Doutor, Piano

Conclui em 2012 o Master of Arts na prestigiada Royal Academy of Music, em Londres, na classe do professor Pascal Nemirovski, com quem prossegue o seu aperfeiçoamento artístico, com uma bolsa de mérito da Fundação Calouste Gulbenkian. Iniciou os seus estudos musicais com os professores Tamara Atontseva e Alexei Eremine, na Academia de Música de Dança do Fundão e na Academia Nacional Superior de Orquestra, respectivamente.Foi vencedora da 26ª edição do Prémio Jovens Músicos na categoria de Música de Câmara nível superior com o Cavatine Duo. Com esta mesma formação gravou o seu primeiro CD com obras de Luís Cipriano e para breve estará a edição do segundo, com obras de Janacek, Miaskovsky e Poulenc.Durante o seu percurso participou em concursos nacionais e internacionais e recitais em variados locais, dos quais se destacam o grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, a Casa da Música no Porto, e convites em Varsóvia, Novosibirsk e Moscovo. Participou em masterclasses com professores como Dimitri Bashkirov, Sequeira Costa, Galina Eguiasarova, e tem tido oportunidade de trabalhar regularmente com Kathryn Stott, Colin Carr, Thomas Brandy, Steven Doane, Tatjana Masurenko, entre outros.

 PROGRAMA – Música Eslava

I

B.SMETANA (1824-1884)

Trio em Sol Menor, Op. 15 (26’)
1. Moderato assai
2. Allegro ma non agitato. Alternativo I. Andante / Alternativo II. Maestoso
3. Finale. Presto

II

A.DVOŘÁK (1841-1904)

Trio “Dumky” em Mi Menor, Op. 90 (33’)
1. Lento maestoso – Allegro vivace, quasi doppio movimento – Tempo I – Allegro molto
2. Poco adagio – Vivace non troppo
3. Andante – Vivace non troppo – Andante – Allegretto
4. Andante moderato (Quasi tempo di marcia) – Allegretto scherzando – Meno mosso – Allegro – Moderato
5. Allegro
6. Lento maestoso – Vivace, quasi doppio movimento – Lento – Vivace

ARTrio:
Nuno Soares, Violino
Miguel Fernandes, Violoncelo
Teresa Doutor, Piano

Entrada livre

Leave a Reply