AZULEJOS E EMOLDURAMENTOS, DIA 21 DE MAIO, NA FACULDADE DE LETRAS DE LISBOA

AzLab é um seminário mensal que decorre na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, cujo objectivo é criar novas perspectivas de análise sobre questões relacionadas com o azulejo, entre as quais a investigação, o inventário, o coleccionismo, a salvaguarda, a criação ou a divulgação do azulejo.

azulejo 21.5

As molduras, físicas ou representadas, significam ordem, fronteira, limite mas também articulação e integração. No caso das artes aplicadas, como o azulejo, os emolduramentos pintados organizam as composições no espaço, delimitando as áreas azulejadas, articulando-as com a arquitectura, que lhes serve de suporte e com a qual dialogam, ou com outras manifestações artísticas. Constituem, como tal, elementos chave na definição dos sistemas decorativos em que se inscrevem.

O objectivo deste AzLab#14 especial é dar a conhecer os múltiplos tipos de emolduramento que caracterizaram os diferentes períodos da história da azulejaria produzida ou aplicada em Portugal, procurando perceber de que forma foram determinantes na construção do espaço em que se inserem. Desta forma, abre-se a discussão às outras artes (talha, pintura, escultura, estuque, brutesco, têxteis, e outras), com as quais o azulejo interage, numa perspectiva que tem em conta a especificidade dos emolduramentos cerâmicos mas que os integra num contexto mais vasto, o dos dispositivos visuais e arquitectónicos dos quais são parte integrante.

Questões relacionadas com a catalogação de emolduramentos e a definição de vocabulários controlados para a sua descrição, no âmbito dos inventários digitais do património, constituem outros temas a tratar nesta sessão.

O AzLab#14 será organizado em três painéis, numa cronologia que remonta às primeiras aplicações azulejares do final do século XV e que se estende até à atualidade. Os temas podem incluir, mas não são limitados a:

      –  Emolduramentos em azulejo
–  Sistemas decorativos em que o azulejo participa
–  Inventário e catalogação de molduras

Leave a Reply