EDITORIAL – PONHAM OS OLHOS EM GAZA

logo editorial

A UNCTAD (United Nations Conference on Trade and Development) publicou em 1 de Setembro corrente um relatório sobre a situação dos territórios ocupados na Palestina, em que refere os problemas económicos que ali se verificam, e as restrições impostas por Israel, assim como o aumento do número de colonos israelitas na margem ocidental do Jordão, que quadruplicou desde os Acordos de Oslo em 1993 e 1995. Debruça-se em especial sobre a situação na faixa de Gaza, e a situação em que se encontram os seus habitantes, após as destruições efectuadas pelo exército israelita nas operações que ali tem levado a efeito. Refere que o território, a manterem-se as pressões que actualmente incidem sobre os seus habitantes, em 2020 deverá estar inabitável, devido à falta de água potável, impossibilidade de produzir energia e desenvolvimento de actividades económicas essenciais.

A propaganda do estado de Israel fala sempre em direito à defesa para encobrir o facto perfeitamente evidente que está a exercer, de maneira crudelíssima e particularmente odiosa, pressão sobre os palestinianos para que abandonem as suas terras. Só em Gaza ainda vivem quase dois milhões de pessoas, no resto dos territórios ocupados, incluindo Jerusalém, vivem mais ainda, e tem de se dizer bem claro: o grande objectivo de quem dirige Israel é expulsá-las da terra onde nasceram. Nunca reconhecerão um estado palestiniano, nem pretendem deter esta ofensiva que dura há largas dezenas de anos. Irão os palestinianos que ainda estão na sua terra ter de engrossar as vagas de refugiados que tentam atravessar o Mediterrâneo, ou se dirigem para outras partes do mundo?

Podem ler uma nota de imprensa e o relatório da UNCTAD, no link abaixo:

http://unctad.org/en/Pages/PressRelease.aspx?OriginalVersionID=260

http://unctad.org/meetings/en/SessionalDocuments/tdb62d3_en.pdf

Leave a Reply