Posts Tagged: refugiados

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – I – O CHILE AMEAÇA A VENEZUELA COM BLOQUEIO EM CIMA DA CRISE, por BENEDICT MANDER

    Chile threatens Venezuela with blockade over crisis, por Benedict Mander Financial Times, 14 de Outubro de 2019 Blogue GonzalloRaffoInfonews, 15 de Outubro de 2019 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota     O Ministro das Relações Exteriores

A AMÉRICA LATINA SOB O FOGO DO NEOLIBERALISMO, SOB A PRESSÃO DA AUSTERIDADE – I – O CHILE AMEAÇA A VENEZUELA COM BLOQUEIO EM CIMA DA CRISE, por BENEDICT MANDER

    Chile threatens Venezuela with blockade over crisis, por Benedict Mander Financial Times, 14 de Outubro de 2019 Blogue GonzalloRaffoInfonews, 15 de Outubro de 2019 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota     O Ministro das Relações Exteriores

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – VI – por ANNA ROSA SCRITTORI

  Nestes últimos tempos a opinião pública italiana está a viver momentos de grande tensão, sobretudo por causa do complexo tema da emigração, sobre o qual Salvini fundou a sua fortuna eleitoral, até nas recentes eleições europeias, apresentando-a como um

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – VI – por ANNA ROSA SCRITTORI

  Nestes últimos tempos a opinião pública italiana está a viver momentos de grande tensão, sobretudo por causa do complexo tema da emigração, sobre o qual Salvini fundou a sua fortuna eleitoral, até nas recentes eleições europeias, apresentando-a como um

Aquarius, Operação cínica no Mediterrâneo. Por Slobodan Despot

Se há um país que deve oferecer a sua bandeira ao barco Aquarius, esse país é a Alemanha, o seu país de origem, ou até mesmo a França. Desde que lhe retiraram o pavilhão panamiano, o barco de repesca demigrantes

Aquarius, Operação cínica no Mediterrâneo. Por Slobodan Despot

Se há um país que deve oferecer a sua bandeira ao barco Aquarius, esse país é a Alemanha, o seu país de origem, ou até mesmo a França. Desde que lhe retiraram o pavilhão panamiano, o barco de repesca demigrantes

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca. Por Richard Milne

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca Isolados pelos partidos tradicionais, os Democratas Suecos poderão tornar-se um dos maiores partidos [1]   Por Richard Milne em Hassleholm Publicado

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca. Por Richard Milne

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca Isolados pelos partidos tradicionais, os Democratas Suecos poderão tornar-se um dos maiores partidos [1]   Por Richard Milne em Hassleholm Publicado

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa. Por Wolfgang Münchau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa  Por Wolfgang Münchau  em 17 de junho de 2018   O unilateralismo da CSU está em conflito com o apoio de Merkel à

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa. Por Wolfgang Münchau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa  Por Wolfgang Münchau  em 17 de junho de 2018   O unilateralismo da CSU está em conflito com o apoio de Merkel à