Posts Tagged: refugiados

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – VI – por ANNA ROSA SCRITTORI

  Nestes últimos tempos a opinião pública italiana está a viver momentos de grande tensão, sobretudo por causa do complexo tema da emigração, sobre o qual Salvini fundou a sua fortuna eleitoral, até nas recentes eleições europeias, apresentando-a como um

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – VI – por ANNA ROSA SCRITTORI

  Nestes últimos tempos a opinião pública italiana está a viver momentos de grande tensão, sobretudo por causa do complexo tema da emigração, sobre o qual Salvini fundou a sua fortuna eleitoral, até nas recentes eleições europeias, apresentando-a como um

Aquarius, Operação cínica no Mediterrâneo. Por Slobodan Despot

Se há um país que deve oferecer a sua bandeira ao barco Aquarius, esse país é a Alemanha, o seu país de origem, ou até mesmo a França. Desde que lhe retiraram o pavilhão panamiano, o barco de repesca demigrantes

Aquarius, Operação cínica no Mediterrâneo. Por Slobodan Despot

Se há um país que deve oferecer a sua bandeira ao barco Aquarius, esse país é a Alemanha, o seu país de origem, ou até mesmo a França. Desde que lhe retiraram o pavilhão panamiano, o barco de repesca demigrantes

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (VI) – A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste.  Por James Hawes

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (VI) A extrema direita alemã nunca desapareceu, mas inflamou-se no seu bastião do leste  Por James Hawes Publicado por , em 2 de setembro de 2018   A violência

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (V) – Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler. Por Alain Finkielkraut

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (V) Para determinados adversários da AFD, a identidade significa Hitler  Por Alain Finkielkraut Publicado por  em 16 de novembro de 2017   “Wir Schaffen das!”, “nós vamos conseguir!”, martelava Angela Merkel,

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (IV) – O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz. Por Kate Connolly e Jess Smee

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (IV) O chefe dos espiões alemães contradiz Merkel sobre os confrontos em Chemnitz Por Kate Connolly e Jess Smee Publicado por  em 7 de setembro de 2018 Hans-Georg

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (III) – Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância. Por Kate Connolly

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (III) Os distúrbios em Chemnitz requerem que a AfD seja colocada sob vigilância Por Kate Connolly em Berlim Publicado por  em 4 de setembro de 2018 Uma sondagem

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Leituras em torno de Chemnitz (II) – Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Leituras em torno de Chemnitz (II) Chemnitz: escondam esta Alemanha que eu não posso ver! Por Audrey Robles Publicado por  , em 4 de setembro de 2018   A Alemanha Ocidental ainda despreza

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Espiral do vazio no leste da Alemanha. Por Rachel Knaebel

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Espiral do vazio no leste da Alemanha  Por Rachel Knaebel Publicado por  em junho de 2018 (pags. 16-17) Polo de atração e principal destino dos imigrantes na Europa, a Alemanha sofre uma desertificação

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca. Por Richard Milne

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca Isolados pelos partidos tradicionais, os Democratas Suecos poderão tornar-se um dos maiores partidos [1]   Por Richard Milne em Hassleholm Publicado

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca. Por Richard Milne

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Europopulismo: a imigração proporciona uma oportunidade à [ultra] direita sueca Isolados pelos partidos tradicionais, os Democratas Suecos poderão tornar-se um dos maiores partidos [1]   Por Richard Milne em Hassleholm Publicado

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Fronteiras, por Rosa Montero

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a Rosa Montero e El País Fronteiras  Por Rosa Montero  semanal, em 6 de julho de 2018 Sinto-me como na cobarde Europa dos anos trinta, observando a subida de

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Não lhes chamem “campos”. Por David Hesse

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado a David Hesse e El País Não lhes chamem “campos” Os centros vedados nos quais serão concentrados os emigrantes não se conhecerão com um nome que evoca associações terríveis

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa. Por Wolfgang Münchau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa  Por Wolfgang Münchau  em 17 de junho de 2018   O unilateralismo da CSU está em conflito com o apoio de Merkel à

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa. Por Wolfgang Münchau

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota A crise política alemã está ligada ao futuro da Europa  Por Wolfgang Münchau  em 17 de junho de 2018   O unilateralismo da CSU está em conflito com o apoio de Merkel à