«À LUZ DO DIA ATÉ OS SONS BRILHAM» – WIM WENDERS À DESCOBERTA DE PORTUGAL

Do site da Junta de Freguesia de Santo António, retiramos a seguinte informação:

“Wim Wenders andou à descoberta de Portugal com a câmara fotográfica entre 1980 e 1994. Do Hotel da Praia Grande, em Sintra, fotografado em 1980 a preto e branco, passando pelos telhados de Lisboa, desaguando no Reservatório da Mãe d’ Água das Amoreiras, o lugar onde a exposição está patente desde o dia 7 de Novembro.

leffest_a_luz_do_dia_ate_os_sons_brilham_-_wim_wenders_a_descoberta_de_portugal1

“Uma vez, Potsdam fez-me lembrar Lisboa… e em Lisboa lembrei-me da Alemanha da minha infância…”, escreve o cineasta, dramaturgo, fotógrafo e produtor de cinema alemão no livro “Era uma vez. Imagens e histórias”. Impressões essas visíveis em três fachadas de casas com marcas históricas em Potsdam, uma cidade do leste da Alemanha, que Wenders associa ao das zonas antigas da cidade de Lisboa.

A frase de Fernando Pessoa “À luz do dia até os sons brilham” serviu de inspiração para a exposição de 28 fotografias de Wim Wenders à descoberta de Portugal e pode ser visitada até ao dia 2 de abril de 2016 no Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras, na Freguesia de Santo António.

Uma exposição realizada pela Wenders Images e pela Fundação Wim Wenders, em colaboração com o Lisbon & Estoril Film Festival e com o Museu da Água da EPAL.

Horário: Aberto de terça a sábado entre as 10h e as 17h30 (encerra para almoço entre as 12h30 e as 13h30)

Local: Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras

Leave a Reply