CAMILO PESSANHA RECORDADO NO FESTIVAL LITERÁRIO DE MACAU – ROTA DAS LETRAS por Clara Castilho

livro&livros3

O Festival Literário de Macau – Rota das Letras está de volta para a 5.ª edição, que acontecerá de 5 a 19 de Março de 2016, e que voltará a ter como base o Edifício do Antigo Tribunal. O festival, fundado pelo jornal Ponto Final em 2012, é o primeiro grande encontro de literatos da China e dos Países de Expressão Portuguesa alguma vez organizado, e trará novamente à cidade mais de 40 convidados de renome, entre escritores, cineastas, actores, artistas plásticos e músicos.

17343597_e05nl

 Pela primeira vez, este ano o Festival presta homenagem a dois escritores do passado. No 400.º aniversário da sua morte, Tang Xianzu (湯顯祖) é recordado como um dos primeiros autores chineses a estabelecer contacto com estrangeiros em Macau, cidade que visitou em 1591. Tang, um dos dramaturgos mais aclamados da dinastia Ming e autor da peça Pavilhão das Peónias, escreveu vários poemas sobre Macau, imortalizando a cidade através da sua obra.

 O poeta português Camilo Pessanha é o outro escritor a merecer a atenção do Festival no ano em que se assinalam os 90 anos da sua morte. O autor de Clepsidra, que viveu e morreu em Macau, deixou um legado valioso que continua a ser objecto de estudo até hoje. O Festival Literário de Macau – Rota das Letras convida para esta edição alguns dos académicos de renome que se especializaram na análise dos trabalhos de Pessanha – Paulo Franchetti, Daniel Pires e Pedro Barreiros.

GRANDE DIVERSIDADE DE AUTORES

O reconhecido escritor chinês Chan Koonchung ( 陳冠中), autor do romance The Fat Years, publicado em 16 países, é um dos nomes que se evidencia entre os convidados da China Continental. Entre as presenças já confirmadas de autores de língua chinesa contam-se ainda nomes como Chen Xiwo (陳希我), Zhang Yueran (張悅然), Zhou Jianing (周嘉寧), Lolita Hu 胡晴舫, Wu Mingyi (吳明益), Shen Haobo (沈浩波), Zheng Yuanjie (鄭淵潔) e Yang Chia-Hsien (楊佳嫻) (consultar as biografias em anexo).

De Portugal, destaque para o escritor e historiador José Pacheco Pereira. Detentor de uma das maiores bibliotecas privadas em Portugal, autor da extensa biografia do histórico líder do Partido Comunista Português Álvaro Cunhal, Pacheco Pereira está entre os mais influentes pensadores da actualidade europeia. Entre os nomes confirmados de Portugal estão ainda os escritores Rui Zink, Matilde Campilho, Paulo José Miranda, Pedro Mexia, Ricardo Adolfo, Graça Pacheco Jorge e Luísa Fortes da Cunha. O premiado autor brasileiro Luiz Ruffato também estará de visita a Macau, assim como Marcelino Freire, Carol Rodrigues e Felipe Munhoz. Da Guiné-Bissau virá Ernesto Dabó, que encerra a lista de escritores lusófonos confirmados até ao momento (consultar as biografias em anexo).

 APOSTA INTERNACIONAL

A 5ª. edição do Festival Literário de Macau – Rota das Letras marca um grande passo numa maior abertura internacional, um objectivo para o qual a Organização tem vindo a trabalhar nos últimos anos. Em 2016, o Festival Literário de Macau vai dar as boas-vindas a autores da Irlanda, Austrália, Espanha, País de Gales, Suécia, Filipinas e Estados Unidos – alguns chegam por via de colaborações internacionais/regionais, outros por convite exclusivo do Festival.

Leave a Reply