EDITORIAL –Luiz Pacheco – um grande escritor e um notável editor

 

logo editorial

Foi precisamente de parceria com Natália Correia que Pacheco publicou o livro do Marquês de Sade, que lhe valeu um processo judicial e uma prisão, Eis algumas das obras que editou: Caca, cuspo & Ramela (1958)- com  Natália Correia e Manuel de Lima,Carta-Sincera a José Gomes Ferreira (1959),O Teodolito (1962),Comunidade (1964),Coro de escárnio e lamentação dos cornudos em volta de S.Pedro (1966),Crítica de Circunstância (1966),Textos Locais (1967),O Libertino Passeia por Braga, a Idolátrica, o Seu Esplendor (1970), Exercícios de estilo (1971),Literatura comestível (1972),Pacheco versus Cesariny – folhetim de feição epistolográfica (1974).Textos de Circunstância (1977).Carta a Gonelha (1977).Textos Malditos (1977),Textos de Guerrilha 1 (1979,O Caso das Criancinhas Desaparecidas (1981),Textos de Guerrilha 2 (1981),Textos do Barro (1985).O Teodolito e a velha casa (1985).Textos Sadinos (1991), Carta a Fátima (1992), O uivo do coiote (1992), Memorando, Mirabolando (1995), Cartas na mesa: 1966-1996 (1996)Prazo de validade (1998), Isto de estar vivo (2000), Uma admirável droga (2001), Mano forte (2002),Os doutores, a salvação e o menino Jesus (2002),Raio de Luar (2003),Figuras, figurantes e figurões (2004),Diário remendado 1971-1975 (2005), Cartas ao léu (2005), O crocodilo que voa (2008) – entrevistas. Alfredo Margarido, que seria tudo menos um crítico benévolo, considerou o conto O Teodolito como estando entre as mais belas páginas da literatura portuguesa.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: