Na Fundação Calouste Gulbenkian dia 30 de Junho de 2016 das 20:30 às 21:15 |SAR Dance

Na Gulbenkian – Sala Polivalente | Coleção Moderna – dia 30 de Junho das 20:30 às 21:15

SAR Dance

dance

Performance interpretada por dois amigos que cresceram juntos no bairro de Kurtuluş, em Istambul. Agora com 30 anos, recorrem à música, ao movimento e ao papel para evocar as suas memórias e questionar o seu futuro, os seus sonhos e desafios.

“Escolhes a planta, decides qual o melhor lugar para ela, preparas a terra, rega-la pela primeira vez, voltas-lhe as costas e vais embora, passam dias, talvez semanas, vieram as chuvas, depois a neve, os ventos sopraram, de vez em quando vais ver se está tudo bem, cresceu até à tua altura, aguentou-se bem, as suas raízes podiam ir até à eternidade, depois veio a Primavera e depois veio o Verão, o sol nasceu, a lua pôs-se, Vénus apareceu, tu já tinhas morrido, quem sabe onde acordaram os teus netos, alguns partiram, os que chegaram tinham partido de outras paragens, não funcionou, algumas coisas correram mal, a árvore cresceu, dantes havia uma casa no horizonte, depois havia três casas, depois cinco, depois quinhentas, houve assassínios à sua sombra, e claro, alguns beijos também, alguns nunca se deram conta de que ela estava ali, e alguns deram-lhe água. Depois cortaram-na. E ainda bem que o fizeram porque o pavimento não tinha largura suficiente. Esta performance foi criada em torno da incompreensão do mundo, da humanidade, das montanhas, da terra e do céu. Não tem nada a ver com a árvore mencionada anteriormente. O que interessa é o lugar onde os netos acordam. Disfrutem do espetáculo.”

Conceção e interpretação
Mihran Tomasyan & Saro Usta

Desenho de luz
Cem Yılmazer
Técnico de Luz
Serhat Utku İnan
Apoio técnico
İrem Avcı, Berkant ‘Doktor’ Kılıçkap, Yasin Gültepe
Fotografia
Engin İriz

Entrada livre (sujeito ao levantamento prévio de bilhetes no próprio dia).

Leave a Reply