No Palácio Foz dia 24 de Outubro 2016 às 18:00 “À volta de Satie” | Concerto de Piano a 4 mãos

No Palácio Foz – Sala dos Espelhos – dia 24 de Outubro às 18:00

“À volta de Satie”, Concerto de Piano a 4 mãos

satie

Concerto de Piano a 4 mãos com:

Diana Botelho Vieira ● Saul Picado 

Comentado pelo compositor:

Sérgio Azevedo 

Diana Botelho Vieira

Natural da ilha de São Miguel, Açores (1984), Diana Botelho Vieira é Assistente Convidada na qualidade de Pianista Acompanhadora na Universidade de Évora (Departamento de Música), onde prossegue também estudos de Doutoramento em Musicologia /Interpretação. É ainda professora de piano no Conservatório de Música de Lisboa (Carnide) e na Escola de Música do Conservatório Nacional. Possui o Curso Complementar de Piano pelo Conservatório Regional de Ponta Delgada (Prof. Irina Semenova), a Licenciatura em Piano, Música de Câmara e Acompanhamento pela Academia Nacional Superior de Orquestra (Prof. Alexei Eremine), e o Mestrado em Piano Performance pelo Chicago College of Performing Arts (Prof. Ludmila Lazar). Participou em várias masterclasses, orientadas por diversos privilegiados professores. Apresentou-se pela primeira vez como solista aos 16 anos, com a Orquestra de Câmara do Conservatório Regional de Ponta Delgada dirigida pelo maestro Yuri Pankiv e, em 2007, tocou a “Rapsódia sobre um Tema de Paganini”, de Rachmaninov, com a Orquestra Académica Metropolitana e maestro JeanMarc Burfin no Festival Dias da Música no Centro Cultural de Belém. Em 2008 obteve o 3º Prémio no Concurso Prémio Jovens Músicos Antena 2. Deu recitais em Chicago, Boston, Washington / DC, e em Portugal (Teatro Micaelense, Coliseu Micaelense, Teatro Ribeiragrandense, Centro Cultural de Belém, Palácio Foz, Palácio da Independência, etc.). Tocou ainda em diversos festivais nacionais e internacionais. Enquanto viveu em Chicago integrou o corpo docente da DePaul University Community Music Division, Christopher Laughlin Music School e da People’s Music School, colaborando como pianista na Chicago College of Performing Arts. Também em Chicago, colaborou com compositores na estreia de obras para piano solo.

Saul Picado

Começou a sua aprendizagem ao piano na classe do professor João Paulo Cunha no Conservatório Regional de Castelo Branco, tendo sido premiado por duas vezes com o Primeiro Prémio nos Concursos Internos “Lopes Graça”.  Foi-lhe atribuído o terceiro Prémio no Concurso Internacional da Cidade do Fundão, tendo sido também laureado com o prémio de melhor intérprete da Beira Baixa da sua categoria. Ingressou na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe de piano do professor Alexei Eremine. A sua formação na Academia Nacional Superior de Orquestra abrangeu as áreas de acompanhamento e música de câmara, tendo terminado a licenciatura, em 2010, com nota máxima nas três vertentes.  Obteve em 2012 o Mestrado em Performance pela Guildhall School of Music & Drama, em Londres, nas classes de piano dos professores Martin Roscoe e Peter Bithell. Foi aluno da classe de piano do professor Pedro Brumester. Tocou no Festival Internacional de Castelo Branco “Primavera Musical” e interpretou a solo o Triplo Concerto de Beethoven com a Orquestra Académica Metropolitana. Destacam-se o recital inaugural do Ciclo “Explicação da Ausência” no Cineteatro de Castelo Branco e o recital inaugural do “Ciclo Piano EDP 2013” na Sala Suggia da Casa da Música. Foi premiado com o 2º prémio do concurso Prémio Jovens Músicos na categoria solista – nível superior e com o 1º prémio na categoria de música de câmara com o seu duo, Dryads Duo. Foi-lhe atribuído o título de “Highly Commended” no Concurso interno da Guildhall School of Music & Drama “Beethoven Piano Prize”.

 

Sérgio Azevedo, compositor

Sérgio Azevedo nasceu em Coimbra, Portugal, em 1968. Estudou com Fernando Lopes-Graça na Academia de Amadores de Música (Lisboa), e na Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) com Christopher Bochmann e Constança Capdeville, onde completou o curso com nota máxima. Assistiu a seminários de Emmanuel Nunes, Tristan Murail, Phillipe Manoury, Luca Francesconi, Mary Finsterer, Jorge Peixinho, Louis Andriessen e Simon Bainbridge, entre outros. Ganhou vários prémios de composição nacionais e internacionais, e as suas obras têm sido regularmente encomendadas por prestigiosos intérpretes e orquestras, e tocadas um pouco por todo o mundo, estando presentes em mais de 30 CD’s, incluindo dois CD’s monográficos. Em 2011 foi-lhe atribuído o “Prémio Autores 2010”, da Sociedade Portuguesa de Autores, pelo seu C oncerto para Piano . Publicou dois livros, “A Invenção dos Sons” e “Olga Prats – Um Piano Singular”, escreve regularmente para publicações como “The New Grove Dictionary of Music and Musicians” e criou ainda vários programas radiofónicos para a Rádio Difusão Portuguesa (RDP – Antena 2) desde 1993. Sérgio Azevedo é Doutorado pela Universidade do Minho desde 2012 e, desde 1993, professor na ESML. Pertence também ao corpo gerente da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. A sua música é publicada pela AVA – Musical Editions (www.editions-ava.com).

Este ano comemoram-se os 150 anos do nascimento de Erik Satie e o programa deste recital foi construído à volta de algumas das suas obras mais emblemáticas para piano a 4 mãos, como as famosas Três Peças em Forma de Pêra. Do programa constam também obras de Francis Poulenc, que foi influenciado por Satie, de Fernando Lopes-Graça, que estudou em Paris, e de Sérgio Azevedo, que foi aluno de Lopes Graça e do qual serão estreadas duas obras neste recital.

 PROGRAMA:

Erik Satie (1866 – 1925)

La Belle Excentrique

Fernando Lopes Graça (1906 – 1994)

Melodias Rústicas Portuguesas (excertos)

Sérgio Azevedo (1968)

Balletto Estreia

Francis Poulenc (1899 – 1963)

Sonata

Erik Satie

Trois Morceaux en forme de Poire

Estreia Sérgio Azevedo

Trois Morceaux en forme de Baguette

*Entrada Livre condicionada à lotação da sala.

 As portas abrem 30 minutos antes.

NÃO SE ACEITAM RESERVAS PARA OS RECITAIS DE ENTRADA LIVRE.

 

Leave a Reply