EXIGIR A BUSCA DE ROSINEY TRINDADE, DIA 10 DE ABRIL, 17H 30, NA PRAÇA 8 DE MAIO, EM COIMBRA

 

“Rosiney Trindade, 31 anos, brasileira veio a Portugal na esperança de construir um futuro melhor. Desembarcou em Lisboa, onde trabalhou por um período curto de tempo. Posteriormente, mudou-se para Condeixa-a-Nova, cidade que fica no distrito de Coimbra, para trabalhar em um restaurante, cuja vaga candidatou-se virtualmente. E então, no dia 14 de novembro, desaparece misteriosamente sem deixar rastros, mas deixando tudo que tinha no alojamento onde estava hospedada. A partir daí, as coisas começam a ficar turvas e confusas. Não se tem pistas, notícias ou sequer divulgação sobre o caso, a última notícia nos media foram publicadas em Janeiro. Esse mês completam-se cinco meses sem respostas, cinco meses de uma família desesperada, de um futuro apagado, de uma vida invisibilizada.

Não podemos deixar esse caso cair no esquecimento, a vida de Rosy não pode virar estatística. Precisamos nos mobilizar e cobrar por respostas! Junte-se a nós nessa busca! Quarta-feira, dia 10 de abril, 17h30, na praça 8 de Maio”. É uma organização da Assembleia Feminista de Coimbra.

Leave a Reply