ASSIM VAI A AMÉRICA DE BIDEN CONTRA BIDEN – MANCHIN É DEFENSOR DA VIDA ATÉ AO NASCIMENTO, por HAROLD MEYERSON

 

1280px-Map_of_USA_with_state_and_territory_names_2  – User:Wapcaplet, edited by User:Ed g2sUser:Dbenbenn – File:Map_of_USA_with_state_names_2.svg

 

 

Manchin ‘Pro-Life’ Right Up Until Birth, por Harold Meyerson

Today on Tap – American Prospect, 19 de Outubro de 2021

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota 

 

Se a Medicaid for expandida ao programa Reconstruir Melhor  da Administração  Biden (BBB), o senador não quer que Medicaid cubra os abortos.

HAROLD MEYERSON

 

Com todos os cortes e restrições que Joe Manchin exigiu em troca do seu voto no projeto de lei Build Back Better (BBB-Reconstruir Melhor), o leitor poderá ter perdido a sua declaração de que o projeto de lei terá de incluir a Emenda Hyde, que proíbe qualquer despesa com Medicaid para abortos. Como o projeto de lei pode incluir uma expansão da Medicaid nos 12 estados geridos pelos Republicanos que recusaram fundos federais para cobrir mais pessoas ao abrigo do programa, a questão de saber se a emenda  Hyde estará ligada a essa expansão é muito importante. .

Juntamente com o senador da Pensilvânia Bob Casey, Manchin é um dos dois democratas do Senado que se apresentam a si próprios como “pró-vida”. Nem ele nem Casey são tão inflexivelmente anti-escolha como os seus colegas republicanos; em várias ocasiões, Manchin votou tanto para financiar como para reduzir o financiamento do programa  Planned Parenthood. Mas ao contrário de Casey, que apoia a lei BBB (Reconstruir   Melhor)  os pontos de vista de Manchin enquadram-se na descrição memorável que Barney Frank fez dos pontos de vista republicanos. “Claro, eles são a favor da vida”, disse Frank. “Eles são pró-vida desde a conceção até ao nascimento”.

Assim que os bebés emergem do útero, a preocupação de Manchin pelo seu bem-estar  cai para os  níveis republicanos. Ele opõe-se à continuação do Crédito Fiscal Infantil, que, quando for totalmente implementado, prevê-se que reduza para metade a taxa de pobreza infantil. Ele exige que o programa seja levado ao ponto de a elegibilidade ser largamente restringida, e o que resta é dificilmente acessível. A sua oposição às disposições da BBB que combateriam a catástrofe climática condena os recém-nascidos e os mais pequenos de hoje à vida num planeta em chamas.

Manchin autodenomina-se um bom católico, e pelos critérios preferidos pelos bispos de direita entre os bispos da América, ele continuaria a receber a Comunhão que eles gostariam de negar a adeptos pró-escolhas eleitos como o Presidente Biden e a Presidente da Assembleia dos Representantes. Os bispos ainda não proferiram a sua decisão final sobre este assunto de negação da Comunhão, e é provável que não irá chegar a tanto. No entanto, se na realidade esta se tornasse política, seria de pensar que prejudicar as crianças após o parto seria visto tão grave como uma interrupção da gravidez.

Certamente que não ouvimos ainda a última das exigências de Manchin. A sua propensão para o paradoxo (feto, sim; criança, não!) não deve estar esgotada. Irá ele fazer exigências  de trabalho para licenças familiares pagas? Deverão os pais de recém-nascidos ser obrigados a  trabalhar durante o seu período de férias? As mentes curiosas e preocupadas querem sabê-lo.


Pode ler este texto original clicando em:

Meyerson on TAP: Manchin ‘Pro-Life’ Right Up Until Birth (activehosted.com)

Leave a Reply