JOSÉ VIALE MOUTINHO RECEBE O PRÉMIO INEZ DE CASTRO

 

A Fundação Inês de Castro, de Coimbra, acaba de conceder a  José Viale Moutinho o Prémio Inez de Castro. Trata-se de um galardão de consagração de carreira por decisão unânime de um júri presidido pelo ensaísta José Carlos Seabra Pereira e composto por Isabel Pires de Lima, Isabel Lucas, António Carlos Cortez e Mário Cláudio.

Anteriormente, este prémio foi atribuído a, entre outros, Manuel Alegre, Urbano Tavares Rodrigues, Vasco Graça Moura, Almeida Faria, Nuno Júdice, Maria Velho da Costa, Lídia Jorge e Gastão Cruz.

Nascido no Funchal, este escritor recebeu por duas vezes o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio Rosalía de Castro, do Pen Clube da Galiza, o Prémio D. Dinis, da Fundação Casa de Mateus, o Pedrón de Honra, da Galiza, os Prémios Edmundo Bettencourt de Conto e de Poesia, da CM do Funchal, o Prémio de Reportagem Norberto Lopes, da Casa da Imprensa de Lisboa, entre outras distinções.

Recentemente, pela Imprensa da Universidade de Coimbra foi editada a antologia pessoal (22) Contos Escolhidos, com um ensaio de abertura da prof* dra. Leonor Martins Coelho, da Universidade da Madeira, bem como a 4ª ed. de No Pais das Lágrimas e outros contos, s,   comentado pela profª dra. Helena Carvalhão Buescu, da Universidade de Lisboa, bem como da recolha poética Os Cimentos da Noite (1975 – 2018). Tem obras traduzidas em russo, búlgaro, alemão, italiano, castelhano, galego, inglês, entre outros idiomas.

Leave a Reply