Posts Tagged: ana bacalhau

Música ao Romper da Aurora – Leve Como uma Pena

“Leve Como uma Pena” é uma canção com letra e música de Jorge Cruz interpretada pela cantora Ana Bacalhau, que foi celebrizada como voz do grupo “Deolinda”. Esta composição é uma das faixas do álbum “Nome Próprio”, a estreia a

Música ao Romper da Aurora – Leve Como uma Pena

“Leve Como uma Pena” é uma canção com letra e música de Jorge Cruz interpretada pela cantora Ana Bacalhau, que foi celebrizada como voz do grupo “Deolinda”. Esta composição é uma das faixas do álbum “Nome Próprio”, a estreia a

Música ao Romper da Aurora – A Bacalhau

Depois de dez anos à frente dos “Deolinda”, Ana Bacalhau estreia-se num projeto a solo. “Nome Próprio” é o nome do novo disco, lançado no final de 2017. Este primeiro álbum a solo da vocalista dos “Deolinda” conta com colaborações

Música ao Romper da Aurora – A Bacalhau

Depois de dez anos à frente dos “Deolinda”, Ana Bacalhau estreia-se num projeto a solo. “Nome Próprio” é o nome do novo disco, lançado no final de 2017. Este primeiro álbum a solo da vocalista dos “Deolinda” conta com colaborações

Música ao Romper da Aurora – Ciúme

“Ciúme” é uma canção com letra e música de Miguel Araújo interpretada por Ana Bacalhau, a vocalista da banda os “Deolinda”, no seu novo álbum “Nome Próprio” de 2017, com o qual da início à sua carreira a solo.

Música ao Romper da Aurora – Ciúme

“Ciúme” é uma canção com letra e música de Miguel Araújo interpretada por Ana Bacalhau, a vocalista da banda os “Deolinda”, no seu novo álbum “Nome Próprio” de 2017, com o qual da início à sua carreira a solo.

CTA – DEOLINDA EM ALMADA com “OUTRAS HISTÓRIAS” – QUINTA-FEIRA, 14 de SETEMBRO, às 21.30, no TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE

  Deolinda em Almada com Outras histórias   A conhecida banda liderada por Ana Bacalhau vai estar no Teatro Municipal Joaquim Benite dia 14 de Setembro, às 21h30, com o seu mais recente álbum: Outras histórias.   Os Deolinda chegam

CTA – DEOLINDA EM ALMADA com “OUTRAS HISTÓRIAS” – QUINTA-FEIRA, 14 de SETEMBRO, às 21.30, no TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE

  Deolinda em Almada com Outras histórias   A conhecida banda liderada por Ana Bacalhau vai estar no Teatro Municipal Joaquim Benite dia 14 de Setembro, às 21h30, com o seu mais recente álbum: Outras histórias.   Os Deolinda chegam

Música ao Romper da Aurora – O Que Mais Custa

“O Que Mais Custa” é um tema com letra de José Fialho Gouveia e música de Manuel Paulo, um dos elementos da banda “Ala dos Namorados”. Esta interpretação é um dueto de Nuno Guerreiro com a convidada especial Ana Bacalhau.

Música ao Romper da Aurora – O Que Mais Custa

“O Que Mais Custa” é um tema com letra de José Fialho Gouveia e música de Manuel Paulo, um dos elementos da banda “Ala dos Namorados”. Esta interpretação é um dueto de Nuno Guerreiro com a convidada especial Ana Bacalhau.

Música ao Romper da Aurora – Eu Tenho Um Melro

“Eu Tenho Um Melro” é uma canção com música e letra de Pedro da Silva Martins interpretada pela banda “Deolinda” com Ana Bacalhau (voz), Luís José Martins (guitarra), Pedro da Silva Martins (guitarra e voz) e Zé Pedro Leitão (contrabaixo).

Música ao Romper da Aurora – Eu Tenho Um Melro

“Eu Tenho Um Melro” é uma canção com música e letra de Pedro da Silva Martins interpretada pela banda “Deolinda” com Ana Bacalhau (voz), Luís José Martins (guitarra), Pedro da Silva Martins (guitarra e voz) e Zé Pedro Leitão (contrabaixo).

Música ao Romper da Aurora – Estrela da Tarde

“Estrela da Tarde” é uma canção com letra de Ary dos Santos e música de Fernando Tordo, originalmente gravada em 1976. A cantora Ana Bacalhau, acompanhada por Luís José Martins (guitarra acústica), interpreta uma nova versão deste tema.  

Música ao Romper da Aurora – Estrela da Tarde

“Estrela da Tarde” é uma canção com letra de Ary dos Santos e música de Fernando Tordo, originalmente gravada em 1976. A cantora Ana Bacalhau, acompanhada por Luís José Martins (guitarra acústica), interpreta uma nova versão deste tema.  

Música ao Romper da Aurora – Fon-Fon-Fon

“Fon-Fon-Fon” do grupo português “Deolinda” é uma canção da autoria de Pedro da Silva Martins, elemento desta banda. “Deolinda” é um grupo inspirado pelo fado e pelas suas origens tradicionais. Os “Deolinda” são: Ana Bacalhau, Pedro da Silva Martins, Luís José

Música ao Romper da Aurora – Fon-Fon-Fon

“Fon-Fon-Fon” do grupo português “Deolinda” é uma canção da autoria de Pedro da Silva Martins, elemento desta banda. “Deolinda” é um grupo inspirado pelo fado e pelas suas origens tradicionais. Os “Deolinda” são: Ana Bacalhau, Pedro da Silva Martins, Luís José

Música ao Romper da Aurora – As Sete Mulheres do Minho

“As Sete Mulheres do Minho” é uma composição com letra e música de José Afonso. A cantora Ana Bacalhau, que se celebrizou como voz do grupo “Deolinda”, interpreta esta canção dando-lhe o seu cunho pessoal.  

Música ao Romper da Aurora – As Sete Mulheres do Minho

“As Sete Mulheres do Minho” é uma composição com letra e música de José Afonso. A cantora Ana Bacalhau, que se celebrizou como voz do grupo “Deolinda”, interpreta esta canção dando-lhe o seu cunho pessoal.  

HOT CLUBE – ACTIVIDADES de 2 a 6 de DEZEMBRO

  Actividades do Hot Clube 2 a 6 Dezembro   Hot Clube – Praça da Alegria 48   2 e 3 Dezembro: 2ª Festa Sintoma Records   O Hot Clube de Portugal recebe a segunda edição da iniciativa  promovida pela

HOT CLUBE – ACTIVIDADES de 2 a 6 de DEZEMBRO

  Actividades do Hot Clube 2 a 6 Dezembro   Hot Clube – Praça da Alegria 48   2 e 3 Dezembro: 2ª Festa Sintoma Records   O Hot Clube de Portugal recebe a segunda edição da iniciativa  promovida pela

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – Parva que sou

“Deolinda” é um grupo de música popular portuguesa. Este projeto musical surgiu em 2006, quando os irmãos Pedro da Siva Martins e Luís José Martins convidaram a prima Ana Bacalhau (então vocalista dos “Lupanar”), para cantar quatro canções que tinham

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – Parva que sou

“Deolinda” é um grupo de música popular portuguesa. Este projeto musical surgiu em 2006, quando os irmãos Pedro da Siva Martins e Luís José Martins convidaram a prima Ana Bacalhau (então vocalista dos “Lupanar”), para cantar quatro canções que tinham