Posts Tagged: dueto

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Feiticeira

O cantor e compositor Luís Represas interpreta em dueto a sua famosa canção “Feiticeira”, desta vez com Manuel Rebelo um cantor barítono. Este intérprete é membro de vários grupos vocais de renome, como o Coro Gulbenkian ou o grupo “Chapella

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Feiticeira

O cantor e compositor Luís Represas interpreta em dueto a sua famosa canção “Feiticeira”, desta vez com Manuel Rebelo um cantor barítono. Este intérprete é membro de vários grupos vocais de renome, como o Coro Gulbenkian ou o grupo “Chapella

Música ao Romper da Aurora – A Música (de boca em boca)

“A Música (de boca em boca)” é uma canção da banda “UHF”, com letra e música de António Manuel Ribeiro, elemento fundador deste grupo, incluída no álbum “Tudo o Que é Nosso”. Foi tocada pela primeira vez ao vivo em

Música ao Romper da Aurora – A Música (de boca em boca)

“A Música (de boca em boca)” é uma canção da banda “UHF”, com letra e música de António Manuel Ribeiro, elemento fundador deste grupo, incluída no álbum “Tudo o Que é Nosso”. Foi tocada pela primeira vez ao vivo em

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Va Pensiero

“Va Pensiero” também conhecido como o “Coro dos Escravos Hebreus”, é um coro do terceiro ato da ópera “Nabucco” de Giuseppe Verdi. Esta é uma versão do cantor e compositor italiano Zucchero em dueto com Sinead O’Conner, uma conhecida cantora

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Va Pensiero

“Va Pensiero” também conhecido como o “Coro dos Escravos Hebreus”, é um coro do terceiro ato da ópera “Nabucco” de Giuseppe Verdi. Esta é uma versão do cantor e compositor italiano Zucchero em dueto com Sinead O’Conner, uma conhecida cantora

Música ao Romper da Aurora – Ordinary World

“Ordinary World” é uma canção da banda inglesa “Duran Duran”, uma das mais importantes da década de 1980. Tem música de Dale Bozzio, Warren Cuccurullo e Terry Bozzio a letra é de Simon Le Bon o vocalista do grupo. Esta

Música ao Romper da Aurora – Ordinary World

“Ordinary World” é uma canção da banda inglesa “Duran Duran”, uma das mais importantes da década de 1980. Tem música de Dale Bozzio, Warren Cuccurullo e Terry Bozzio a letra é de Simon Le Bon o vocalista do grupo. Esta

Música ao Romper da Aurora – Quando Sento Che Mi Ami

“Quando Sento Che Mi Ami” é uma versão de “When You Tell Me That You Love Me”, uma canção de 1991 escrita por Albert Hammond e John Betis e interpretada pela cantora soul norte-americana Diana Ross. A soprano norueguesa Sissel

Música ao Romper da Aurora – Quando Sento Che Mi Ami

“Quando Sento Che Mi Ami” é uma versão de “When You Tell Me That You Love Me”, uma canção de 1991 escrita por Albert Hammond e John Betis e interpretada pela cantora soul norte-americana Diana Ross. A soprano norueguesa Sissel

Música ao Romper da Aurora – Vivo Per Lei

“Vivo Per Lei” é uma composição de Gatto Panceri, Mauro Mengali e Valerio Zelli gravada pelo cantor italiano Andrea Bocelli em 1995. Este dueto de Bocelli com a soprano australiana de ascendência irlandesa Hayley Westenra é interpretado ao vivo e

Música ao Romper da Aurora – Vivo Per Lei

“Vivo Per Lei” é uma composição de Gatto Panceri, Mauro Mengali e Valerio Zelli gravada pelo cantor italiano Andrea Bocelli em 1995. Este dueto de Bocelli com a soprano australiana de ascendência irlandesa Hayley Westenra é interpretado ao vivo e

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Iolanda

“Iolanda” é uma canção da autoria de Pablo Milanés e Chico Buarque. Esta interpretação é um dueto dos cantores brasileiros Chico Buarque e Simone, incluído no álbum “Desejos”, gravado em 1984.

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Iolanda

“Iolanda” é uma canção da autoria de Pablo Milanés e Chico Buarque. Esta interpretação é um dueto dos cantores brasileiros Chico Buarque e Simone, incluído no álbum “Desejos”, gravado em 1984.

Música ao Romper da Aurora – There must be an angel

“There must be na angel” é uma canção da autoria de Dave Stewart e Annie Lennox, que formavam o duo “Eurythmics” nos anos 80. Esta interpretação é um dueto de Luciano Pavarotti com o grupo “Eurythmics”.

Música ao Romper da Aurora – There must be an angel

“There must be na angel” é uma canção da autoria de Dave Stewart e Annie Lennox, que formavam o duo “Eurythmics” nos anos 80. Esta interpretação é um dueto de Luciano Pavarotti com o grupo “Eurythmics”.

Música ao Romper da Aurora – 99 Years

O cantor e compositor norte-americano Josh Groban lançou em 2018 um novo álbum, intitulado “Bridges”. A canção “99 Years” é um dos temas deste álbum, um dueto de Josh Groban com Jennifer Nettles, uma cantora de música country. https://youtu.be/LRz5lCx9EmQ

Música ao Romper da Aurora – 99 Years

O cantor e compositor norte-americano Josh Groban lançou em 2018 um novo álbum, intitulado “Bridges”. A canção “99 Years” é um dos temas deste álbum, um dueto de Josh Groban com Jennifer Nettles, uma cantora de música country. https://youtu.be/LRz5lCx9EmQ

Música ao Romper da Aurora – You are the reason

“You are the reason” (Esi Ise Ali Mou I Zoi) é uma canção popular interpretada por Nikos Ignatiadis e Corina Vamvakari, ao vivo em Dresden (Alemanha). Corina Vamvakari é uma cantora grega que colaborou com o compositor Nikos Ignatiadis no

Música ao Romper da Aurora – You are the reason

“You are the reason” (Esi Ise Ali Mou I Zoi) é uma canção popular interpretada por Nikos Ignatiadis e Corina Vamvakari, ao vivo em Dresden (Alemanha). Corina Vamvakari é uma cantora grega que colaborou com o compositor Nikos Ignatiadis no

Música ao Romper da Aurora – Hijo de la Luna

“Hijo de la Luna” é uma composição da autoria do músico espanhol José Maria Cano, de 1986. Esta interpretação é um dueto do cantor argentino Gerónimo Rauch com Carlos Rivera, incluída no álbum do primeiro intitulado “Porque Yo Te Amo”,

Música ao Romper da Aurora – Hijo de la Luna

“Hijo de la Luna” é uma composição da autoria do músico espanhol José Maria Cano, de 1986. Esta interpretação é um dueto do cantor argentino Gerónimo Rauch com Carlos Rivera, incluída no álbum do primeiro intitulado “Porque Yo Te Amo”,

Música ao Romper da Aurora – Je suis malade

“Je suis malade” é uma canção escrita por Serge Lama e Alice Dona para a cantora Dalida, que a gravou em 1973 com grande êxito. Das várias versões que se seguiram a mais famosa é a de Lara Fabien em

Música ao Romper da Aurora – Je suis malade

“Je suis malade” é uma canção escrita por Serge Lama e Alice Dona para a cantora Dalida, que a gravou em 1973 com grande êxito. Das várias versões que se seguiram a mais famosa é a de Lara Fabien em

Música ao Romper da Aurora – Quand on n’a que l’amour

“Quand on n’a que l’amour” é uma canção de Jacques Brel escrita e interpretada por ele em 1956. Brel foi um compositor e cantor belga francófono. Esta interpretação é num espetáculo ao vivo em 2004, um dueto de Nolwenn Leroy

Música ao Romper da Aurora – Quand on n’a que l’amour

“Quand on n’a que l’amour” é uma canção de Jacques Brel escrita e interpretada por ele em 1956. Brel foi um compositor e cantor belga francófono. Esta interpretação é num espetáculo ao vivo em 2004, um dueto de Nolwenn Leroy

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Killing me softly

“Killing me softly” é uma canção da autoria de Charles Fox com letra de Norman Gimbel. Foi escrita em colaboração com Lori Lieberman, que a gravou em 1971. Esta interpretação é um dueto do cantor e compositor norte-americano Johnny Mathis

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Killing me softly

“Killing me softly” é uma canção da autoria de Charles Fox com letra de Norman Gimbel. Foi escrita em colaboração com Lori Lieberman, que a gravou em 1971. Esta interpretação é um dueto do cantor e compositor norte-americano Johnny Mathis

Música ao Romper da Aurora – Endless Love

“Endless Love” é uma canção com letra e música de Lionel Richie originalmente gravada em 1981. Esta versão é um dueto de Filippa Giordano com Carlos Rivera, uma das faixas do álbum “Friends & Legends Duets” da cantora, editado em

Música ao Romper da Aurora – Endless Love

“Endless Love” é uma canção com letra e música de Lionel Richie originalmente gravada em 1981. Esta versão é um dueto de Filippa Giordano com Carlos Rivera, uma das faixas do álbum “Friends & Legends Duets” da cantora, editado em