UM CAFÉ NA INTERNET – Gramática do Mundo, por Maria de Lourdes Belchior Pontes

 (1923 – 1999)

Um Café na Internet

 

 

 

 

 

 

 

Gramática do Mundo
coração desperto no silêncio
da noite inteira e longa
murados horizontes espessos
densos, tensos, cerrados
limites sem limite
muros, morros, esforço vão
de penetrar no coração do mundo
gramática do universo 
inútil, vazia, sem regras para
a necessária e urgente decifração
do significado das coisas
Floriram no Maio as cerejeiras
verdes os campos no Fevereiro frio
Quem? Como? Reverdecem
florescem todos os anos os campos
Quem? Como? Na linha do horizonte
ponte entre a terra fecunda e o mistério dos seres
Quem? Como? Na linha do horizonte
na brisa da tarde, suave, o Espírito
Sustém na vida, no recesso, sem limites
do Seu seio todas as criaturas do universo
Quem? Como? O Espírito, fogo, vida
recôndito, ardente, palavra, Deus, Pessoa?

In Gramática do Mundo,

INCM, Lisboa, 1985

Maria de Lourdes Belchior Pontes, grande vulto da cultura portuguesa, para além de poetisa, foi professora universitária, investigadora e ensaísta. 

Leave a Reply