Pentacórdio para Domingo 14

por Rui Oliveira

 

 

   Começa neste Domingo 14 de Outubro o Ciclo de Música Antiga da Fundação Calouste Gulbenkian em cujo Grande Auditório, às 19h, o agrupamento Divino Sospiro apresenta um concerto a que deu o título “Devoção e Extravagância” e que pretende reflectir a riquíssima história da música portuguesa no século XVIII, período prolífico em intercâmbios musicais profanos e religiosos onde os compositores nacionais alcançaram os principais centros culturais europeus.

   Destes, os quatro escolhidos por Massimo Mazzeo, violetista e director artístico dos Divino Sospiro, destacavam-se, daí a sua escolha e a promoção da sua primeira audição moderna. São eles : Pedro António Avondano, violinista genovês, que trabalhou na corte de D. João V; David Perez, italiano de origem espanhola, que desempenhou funções de mestre de capela e de professor das princesas reais; António Teixeira, natural de Lisboa e formado em Roma, o qual musicou três óperas de António José da Silva; e António Leal Moreira, discípulo de João de Sousa Carvalho, que foi o primeiro director do Teatro de São Carlos.

   Com o Divino Sospiro e o Coro Gulbenkian dirigidos por Enrico Onofri e a participação de Gemma Bertagnolli  soprano, Franziska Gottwald  contralto e Fernando Guimarães  tenor vão ouvir-se :

        David Perez  Te Deum a 4, em Ré maior

        António Leal Moreira  Te Deum a 4, em Ré maior

        Pedro António Avondano  Scena di Berenice, da ópera “Berenice

        António Teixeira  Cantata Gloria, Fama e Virtú

 

   Eis uma boa interpretação do Te Deum a 4 vozes de António Leal Moreira pelo agrupamento brasileiro “Americantiga” (daí a referência errada a “Barroco brasileiro”) :

 

 

 

 

   Também no Domingo 14 de Outubro abre a temporada da Orquestra de Câmara Portuguesa no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém (onde é orquestra em residência com o tema “ Espírito Beethoven ! Música e Liberdade !”), às 17h, com um programa de concerto com :

        John Cage   4′ 33″

        Wolfgang Amadeus Mozart   Concerto para Piano e Orquestra, n.º 24 em Dó menor, K.491

        Ludwig van Beethoven   Sinfonia n.º 6 em Fá Maior, op. 68 “Pastoral

 

   A Orquestra será dirigida por Pedro Carneiro e como pianista do Concerto estará Jorge Moyano. A primeira peça pretende comemorar o centenário do nascimento de John Cage, espírito livre, radical e inovador do sec.XX com uma das suas obras mais marcantes, composta em 1952. O que aborda a partitura de quatro minutos e meio poderá ver-se nesta gravação da BBC com o nosso conhecido maestro Lawrence Foster (da Orquestra Gulbenkian) :

 

 

   O contraste é grande com qualquer das outras peças do programa. Apreciem-no ouvindo a versão integral do Concerto nº 24 de Mozart com a Scottish Chamber Orchestra tendo Alfred Brendel como solista :

 

 

 

 

   Ainda no Centro Cultural de Belém, nesse mesmo Domingo 14 de Outubro, no Pequeno Auditório às 18h, a jovem fadista Joana Amendoeira homenageia o seu professor, mentor e também “cúmplice musical” José Fontes Rocha (recentemente falecido) através da apresentação do seu novo disco “Amor mais Perfeito”.

   Eis a canção de Fontes Rocha/Mário Rainho que dá título ao álbum num bom registo já de 2006 :

 

 

 

 

   No mesmo Domingo 14 de Outubro há na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, às 17h, por iniciativa do “Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa” (que no seu site refere 21h) um recital designado “O Som Português” dado pela soprano Ana Tomás, acompanhada ao piano por Duarte Pereira Martins.

   Não são ainda conhecidos os compositores nem as canções portuguesas constantes do programa.

 

 

 

   Por último, o Ensemble de Saxofones da Metropolitana sob a direcção artística de João Pedro Silva e composto por Pedro Fonseca, Gabriela Figueiredo, Pedro Barbosa, Eduardo Azevedo, Liliana Albino, Tiago Fernandes, João Bandadas e António Neves vai igualmente no Domingo 14 de Outubro, às 14h30, ao Jardim Botânico da Ajuda executar as versões para aquele instrumento de obras de compositores conhecidos como

        Johann Sebastian Bach  Concerto Brandeburguês n.º 6, BWV 1051 (arr. de Manuel Mijan)

        Edvard Grieg  Suite Holberg (arr. de John C. Worley)

        Philip Glass  Quarteto de Saxofones

        Jacob ter Veldhuis  Heart Breakes

   Da peça de Philip Glass mostramos-lhe a interpretação do Cuarteto de Saxofones “Ziryab” de Cordoba (Andaluzia) :

 

 
  

(para as razões desta nova forma de Agenda ler aqui ; consultar a agenda de Sexta aqui )

 

 

One comment

  1. Pingback: Pentacórdio para Terça 16 de Outubro «

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: