L’ORFEO, DE CLAUDIO MONTEVERDI ENCERRA O CICLO DE ÓPERA ITALIANA

O ciclo de ópera italiana fica hoje encerrado com uma obra de Claudio Monteverdi1567 – 1643). L’ ORFEO: Favola in Musica, composta em 1607. (Representação de Jordi Savall e de  La Capella Reial de Catalunya no  Gran Teatro del Liceo de Barcelona em 2002. Intérpretes: – Montserrat Figueras (La Música);  – Furio Zanasi (Orfeu);  – Arianna Savall (Eurídice);  – Sara Mingardo (Mensageira);  – Cécile van de Sant (La Esperança); – Antonio Abete (Caronte);  – Adriana Fernández (Proserpina)

“L’Orfeo” é considerada a primeira grande ópera da história da Lírica e ponto de partida fundamental para o desenvolvimento do género ao longo dos séculos seguintes. Talvez devêssemos ter começado o ciclo de compositores italianos com esta obra – do ponto de vista cronológico seria o mais correcto. Porém, dirigindo-se esta rubrica a um público não especializado, tememos que começar por Claudio Monteverdi fosse menos aliciante. O libreto foi escrito pot Alessandro Striggio o Jovem (1535 – 1590) que se baseia na obra de Rinuccini “L’Euridice”.

NA PRÓXIMA SESSÃO DA NOITE «L’ORFEO»

DE CLAUDIO MONTEVERDI

Leave a Reply