CASA DA ACHADA – FIM-DE-SEMANA DIFERENTE

IV Fim de semana diferente

 

3 dias de vendas e não só

Sexta-feira, 14 de Dezembro, das 15h às 20h
Sábado, 15 de Dezembro, das 11h às 20h
Domingo, 16 de Dezembro, das 11h às 20h

Acontece na Casa da Achada – Centro Mário Dionísio, entre 14 e 16 de Dezembro, o IV Fim-de-semana diferente: três dias de vendas (obras de arte, livros, discos, objectos) para angariação de fundos para a continuidade da Casa da Achada. E é diferente porque comprar e vender é, neste fim-de-semana, importante.

São três dias com muitas coisas diferentes a acontecer: lançamentos, conversas, visitas e oficinas.

Podem vir para ver o que nem sempre se vê. Conviver como nem sempre se faz. Ouvir o que nem sempre se ouve. Falar com quem nem sempre se está. Comprar (barato) o que nem sempre se encontra. Petiscar o que houver.

– Programa (ver abaixo programa detalhado):

  • Sexta-feira, 14 de Dezembro
    18h: LIXO NA COZINHA
    – Lançamento do livro O lixo da cozinha, resultado da oficina «Inventar fabricando ou as mãos sujas», orientada por Pierre Pratt, com textos de Filomena Marona Beja.
  • Sábado, 15 de Dezembro
    15h: MÁSCARAS, PRISÕES, LIBERDADES E CIFRÕES
    – Lançamento e debate das intervenções no 3º aniversário da Casa da Achada sobre a sociedade, a actividade cultural e a arte que temos, não temos, desejamos ou sofremos.
    18h: BALANÇO DE 2012. COMO FAZER EM 2013? – Reunião anual dos Amigos da Casa da Achada, aberta ao público.
  • Domingo, 16 de Dezembro
    11h: 28 ARTISTAS AMIGOS DE MÁRIO DIONÍSIO
    – Visita guiada à exposição por Eduarda Dionísio.
    15h30: O NATAL ESTÁ NAS NOSSAS MÃOS – Oficina orientada por Irene van Es e Lena Bragança Gil.
    18h: CORO DA ACHADA– actuação com novas e menos novas canções.

Exposições:
28 ARTISTAS AMIGOS DE MÁRIO DIONÍSIO
– A exposição junta mais de quarenta obras plásticas de vários artistas do século XX, contemporâneos de Mário Dionísio.
ENCONTRO COM UMA CIDADE QUASE ESQUECIDA
(últimos dias), organizada pelo MEF – Movimento de Expressão Fotográfica.

Leave a Reply