Pentacórdio para Quinta 20 de Dezembro

por Rui Oliveira

 

 

 1 Sylvia Schwartz (soprano)2 Sónia Grané (soprano)3 Luís Gomes (tenor)4 Job Arantes Tomé (barítono)5 Marcelo Giannini (órgão) Michel Corboz (maestro)      

 

   Na Quinta-feira 20 de Dezembro , como último espectáculo do ano na sua sede, o Coro Gulbenkian e a Orquestra Gulbenkian sob a direcção do maestro Michel Corboz, interpretam no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, às 21h (repetindo na Sexta 21 às 19h), com a colaboração de Sylvia Schwartz (soprano), Sónia Grané (soprano), Luís Gomes (tenor), Job Arantes Tomé (barítono) e Marcelo Giannini (órgão) (fotos da esq. pª dir.)um programa que inclui de :

 

      Johann Sebastian Bach  Prelúdio e Fuga em Lá menor, BWV 543

                                                 Cantata Gloria in excelsis Deo, BWV 191

      Wolfgang Amadeus Mozart  Grande Missa em Dó menor, K. 427

 

   Lembra a folha do concerto as condições em que esta última peça (embora uma das obras-primas do compositor de Salzburgo) ficou incompleta. Assim, em 1783, perante a doença grave da sua mulher, Mozart terá feito uma promessa a Deus: no caso de Constance Weber recuperar, comporia uma grande missa em agradecimento. Constance recuperou e Mozart lançou-se à criação de uma obra monumental que, por razões desconhecidas, não chegou a terminar. No entanto, mesmo incompleta, a Grande Missa em Dó menor chegou a ser apresentada na Abadia de Saint-Pierre de Salzburgo, tendo Constance cantado as partes de soprano…

   Não havendo registo dela pela Orquestra Gulbenkian, deixamos-lhe uma sua execução integral em 2011 também na Catedral de Salzburgo :

 

 

 

Ben Frost music for 6 guitars

   Também na Quinta-feira 20 de Dezembro há na Sala Principal do Maria Matos Teatro Municipal, às 22h, um espectáculo em que o músico australiano Bem Frost, de novo naquela sala após um ano, convida outros músicos portugueses para subirem ao palco e interpretarem “Music For Six Guitars”.

Ben Frost music for 6 guitars 1   Este músico que cultiva o terror e o medo como forças inspiradoras e criadoras vem, na véspera dum “hipotético apocalipse”, mostrar-nos uma das suas peças ao vivo mais emblemáticas e poderosas onde, trabalhando contra a acústica da sala, Ben Frost ergue uma fortaleza de electricidade feita por seis guitarristas em total obediência ao maestro; em contraponto, um quinteto de instrumentos de sopro e processamento electrónico irão aliviar-nos a pressão e dar-nos um certo sentimento de falsa proteção.

   Actuam na electrónica e direcção musical Ben Frost, nas guitarras eléctricas Daniel Rejmer, Filho da Mãe, Filipe Felizardo, Manuel Mota, Riccardo Wanke e Norberto Lobo, nos  trombones (solistas da OCP) Luís Castelhano, Paulo Alves e Gonçalo Galvão e nas trompas (solistas da OCP) Nuno Cunha e Luís Sousa.

   O ambiente no palco será o registado neste vídeo no Iceland Airwaves Festival em 2009 :

 

 

 

 

   Ainda na Quinta-feira 20 de Dezembro, na Sala Principal do São Luiz Teatro Municipal, às 21h, no encerramento do festival “Temps d’Images 2012”, o grupo português Oquestrada assinala “10 Anos d’Strada” num concerto «Álbum de Memórias».

ng2270467   Recorde-se que os OqueStrada nasceram em 2001, tendo dado o primeiro concerto oficial na primavera de 2002. Nos anos seguintes, esta orquestra de bairro, com origem na Margem Sul do Tejo, vadiou por Portugal, de um modo auto-suficiente, como uma empresa familiar, e orquestrou no “TascasTour” um novo paradigma na música que se fazia no país, ao espalhar, ano após ano, sementes para a criação de um inovador movimento acústico urbano. Em 2009, lançam finalmente o 1º registo de originais, “TascaBeat o sonho português”, colocado entre os melhores álbuns do ano e disco de platina.

OQUESTRADA ++   Iniciaram então, oficialmente, uma carreira internacional e curiosamente acabaram por ser os primeiros portugueses presentes na cerimónia oficial este ano de entrega do Prémio Nobel da Paz, onde participaram no concerto celebrativo na Oslo Spektrum Arena a par de Kylie Minogue, Fanfare Ciocarlia, Seal e Jennifer Hudson.

   A banda portuguesa tem a direcção artística de Marta Miranda e Pablo e é constituída por João Lima (guitarra portuguesa), Pablo (contra bacia), Miranda (voz), Marina Henriques e Nelson Almeida (acordeão), Moisés Fernandes (trompete) e André Bahia (guitarra acústica), com a presença de antigos Amores d’Strada.

   Do seu único álbum retirámos o tema “Eu e o meu País” :

 

 

 

bfachada-c02a   Ainda na música portuguesa, nesta Quinta-feira 20 de Dezembro, e segundo o semanário Blitz, o músico português B Fachada vai despedir-se dos concertos por tempo indeterminado”, com um espectáculo no clube B.Leza, no Cais do Sodré, às 22h, onde irá apresentar, na primeira parte, as canções novas, “escritas e interpretadas num regresso ao formato «voz e viola braguesa, desta feita electrificada», e na segunda as músicas do mais recente “Criôlo” e outros temas da sua lavra, já com voz, programações e teclados.

   O desejo do músico, pode ler-se em comunicado, é “passar 2013 em ano sabático, após o ritmo fulgurante dos últimos quatro anos”, lançando contudo de imediato um novo conjunto de canções, também intitulado «O Fim» (que estará disponível no site do artista, para download grátis).

 

 

 

   Entretanto, para os amantes de jazz, fica a escolha nesta Quinta-feira 20 de Dezembro, entre se deslocarem “natalìciamente” ao Arco de Jesus (em Alfama) para ouvir no Ondajazz, às 2h30, o trio de Júlio Resende piano, Hugo Antunes contrabaixo e Bruno Pedroso bateria improvisar “You taste like a song” ou rumarem à Praça da Alegria onde no Hot Clube de Portugal, às 23h, poderão escutar outro experiente trio jazzístico composto por João Paulo Esteves da Silva piano,  Nelson Cascais contrabaixo e João Lencastre bateria.

 

   Estes três últimos músicos actuam habitualmente em conjunto como No Project Trio pelo que vos deixamos com o registo em Março de 2012 duma sua actuação no Teatro Viriato em Viseu :

 

 

 

(para as razões desta nova forma de Agenda ler aqui ; consultar a agenda de Terça aqui)

 

 

 

 

1 Comment

Leave a Reply