MITÓMANO – por Fernando Correia da Silva

Um Café na Internet

logótipo um café na internet

 

 

 

 

Quando eu conto estas romagens à Leonor, a minha mulher, ela encolhe os ombros, insinua:        

– Desdobramento de personalidades, ou talvez mitómano, é o que tu és.     

É muito boa rapariga, gosto muito dela, mas é muito convencional. Se eu me afasto, ligeiramente, do prumo em que foi amamentada, começa logo a enjoar. Passo ao ataque:         

–  Mitómano, Leonor? Essa é uma bonita palavra… Mas será que se aplica ao meu caso? Bem entendo as tuas reticências, estou ciente que esta minha depressão, ou talvez elevação, não é contemplada nos manuais do Dr. Segismundo, que anda muito em voga. Mas olha que o seu discípulo, aquele suíço com cara de pachola, o que mandou construir, junto ao lago de Zurique, uma casa que refletia o seu próprio psiquismo… Como é que ele se chamava? Agora esquece-me o nome… 

A Leonor interrompe o meu discurso: 

– Afonso chega, chega, já basta de palavrório, não há quem aguente, estou farta!

E desanda. 

Estás agora a perceber por que é que eu ando sempre em fricção com a Leonor? Melhor dizendo: a Leonor em fricção comigo? 

                                                                                                                                                                                                                                In LIANOR

Leave a Reply