MANIPULADORES – ARMADILHA SILENCIOSA – por Octopus

Na   vida sentimental existem manipuladores dotados da capacidade de ouvir os   outros e de manter um diálogo de charme para armadilhar as suas presas. Os   manipuladores fazem apelo ao que de mais profundo existe no ser humano: os   sentimentos, o medo e a esperança. As técnicas não diferem muito das   utilizadas na manipulação política, religiosa ou pseudo-científica.

Manipulador: Pessoa   que explora a boa-fé de alguém para com isso obter ganho ou vantagens (dinheiro, prestígio), fingindo ou aparentando ter qualidades ou habilidades   que na verdade não possuem.

Técnicas que funcionam.

As vítimas são frequentemente pessoas psicologicamente   debilitadas, que atravessam uma fase de insatisfação ou que aspiram a uma   vida melhor. O predador sabe ouvi-las, obtendo assim dados da vítima através   de uma conversa hábil, oferecendo-lhe a promessa de obtenção do que elas   desejam.

Os manipuladores alimentam as suas vítimas com esperança. Sedutores natos,   bons faladores, aprisionam a vida das suas presas numa teia alimentada, dia   após dia, com a ajuda inconsciente das suas vítimas que vão fornecendo dados   sobre as suas ânsias, os seus medos, as suas fragilidades e a vida a que aspiram.
A insatisfação social, profissional ou familiar, com os respectivos sintomas   de depressão ou ansiedade, tornam as vítimas vulneráveis. Esses períodos são   verdadeiros oásis para os predadores. Vendedores de esperança, representam   igualmente uma quebra na monotonia do casal.

Existem várias   espécies de manipulações:

O aldrabão:

O único objectivo é o   lucro, aproveita-se da situação e da vulnerabilidade de uma pessoa para a   levar a atingir os seus objectivos, que podem ser sentimentais, políticos,   religiosos ou monetários.

O bruto: 

É aquele que tem certos problemas   psicológicos, com personalidades perversas, narcisistas ou psicopáticas e que   gosta de controlar os outros. Gosta de uma relação perversa com dependência   afectiva e controlo da vítima.

O bom:

Contrariamente aos anteriores, este manipulador   acredita nos seus bons sentimentos, apresar de não ser detentor de qualquer   verdade, acredita que pode mudar o mundo ou as pessoas que o rodeiam.

 As presas:

Tanto o homem como a mulher podem ser vítimas, habitualmente de um   manipulador de sexo oposto. Na nossa sociedade baseada no domínio masculino,   é muito fácil um bom falante retribuir às mulheres o que estas estão à   espera: confiança, lugar social, compreensão, esperança e sexo. No fundo,   tudo a que têm direito mas que a sociedade desigual não lhes concede. Por seu   turno, o homem é frequentemente atraído pelo aspecto físico e sexual da manipuladora,   sendo que aqui as promessas sociais são menos habituais.

O principal problema da presa é a perda de confiança em si, na sua relação   com os outros e nos seus objectivos de vida. O manipulador inicialmente   fascina, depois desvaloriza a sua vítima, ocupa pouco a pouco lugares vazios   que sabe ocupar, os sinais de alarme que podem existir em relação ao   manipulador são minimizados pela presa.


Existem   vários critérios para desmascarar os manipuladores:

 – culpabilizam   os outros, em nome de uma qualquer ligação sentimental, de amizade, de amor,   ou de consciência profissional,


– colocam a responsabilidade nos outros, demitindo-se das suas próprias   responsabilidades,

–  não comunicam   claramente as suas opiniões, sentimentos ou necessidades,

–  respondem de   uma maneira geral de forma muito vaga,


– emitem opiniões em função das pessoas e situações presentes,

– evocam razões   lógicas para disfarçarem os seus pedidos,


– evocam que cada um deve ser perfeito,


– duvidam da capacidade dos outros, das suas competências, desvalorizando-as,


– transmitem as mensagens e opiniões através de outra pessoa,


– criam conflitos fictícios para criar confusão, dividir para reinar,


– colocam-se sempre no papel vítima para serem objecto de compaixão,


– não responde à questões essenciais, apesar de dizerem estarem a tratar   delas,


– utilizam os princípios morais dos outros para atingirem os seus fins,


– utilizam a ameaça, mesmo quando disfarçada, para chegarem seus objectivos,


– mudam frequentemente de assunto quando não lhes interessa,

– apostam na   ignorância dos outros em certos assuntos para mostrarem a sua superioridade,

– mentem,

– utilizam factos   falsos para afirmarem as suas ideias que dizem verdadeiras,

–  são   egocêntricos,


– podem ser ciumentos,


– não suportam as críticas e negam as evidências,


– não têm em conta os direitos, as necessidades e os desejos dos outros,


– utilizam o último momento para ditarem ordens ou fazerem com que outro tome   decisões,


– os seus discursos parecem lógico e coerente apesar das suas atitudes   parecerem o contrário,


– lisonjeiam e oferecem prendas,


– colocam no outro um sentimento de mau-estar e de não liberdade,


– são eficazes para atingirem os seus objectivos em detrimento dos outros,


– obrigam o outro a fazer coisas que provavelmente em circunstâncias normais   não o teria feito,


– são objecto das conversas, mesmo quando ausentes.

.

53 Comments

  1. O meu marido está me a matar aos bocados!
    No final nunca é nada ;eu é que sou imatura, infantil.
    Deixa bem claro que ele é muito melhor que eu.
    Trabalhei com ele vários anos ( não sei como aguentei), ainda hoje entra a matar sem eu sequer ter dito
    nada.Igual como quando trabalhava com ele.
    Obriga me a pedir desculpa sem eu lhe ter feito nada.
    Não reage nada bem a críticas nem a sentimentos de culpa; reverte tudo contra mim.
    Mesmo quando fico doente comporta se de uma forma agressiva.
    Diz que é assim porque me ama!
    Risse quando estou a chorar; não me ouve; não me leva a sério.Tudo volta a repetir se uma e outra vez.
    Ele faz parecer que eu é que sou a louca.Geralmente discutimos quando saímos de casa para ter com alguém, eu fico tão desanimada que já nem quero ir, e isso vesse na minha cara, de forma que passo por ser sempre a enjoada!Ele risse e é sempre o maior!
    Odeio o!
    No outro dia de manhã faz de conta que não se passa nada!Faz me sentir que eu é que exagero!
    Ou então não fala para mim durante dias, se eu tiver tomado uma atitude mais independente!
    Odeio o!Mas é incrível como uma relação que parecia ser tão bonita se consegue transformar num inferno!E depois é tão doloroso sair mesmo que eu saiba o que tenho que fazer!É uma decepção muito grande e a sensação terrível de que desperdicei anos da minha vida sem necessidade disso ,a pensar que ele fosse mudar, ou a pensar que eu é que estava a exagerar!Mas já não acredito nisto!No entanto continuo a auto sabotar me e quanto mais tempo eu passo com ele mais eu sinto isso , ele tem o dom de me roubar as forças. Ultimamente tenho notado que ele tem partido para outro tipo de insinuações, tenta enxovalhar o meu físico coisa que nunca havia feito elogiava me sempre!Penso que a minha atitude mais distante e independente está a provocá lo!
    Ele provoca me, chama me nomes, enxovalha me à frente das pessoas, e diz me de lata que sabe perfeitamente o que faz comigo ,eu é que sou burra! definitivamente não consigo entender isto parece me mais uma tentativa de alcançar poder e autoridade do que uma relação propriamente dita. Às vezes tenho medo de ir com ele a qualquer sítio!Às vezes tenho medo de lhe pedir ajuda em alguma situação, de forma que muitas vezes me sinto sozinha!
    O que me faz pensar: se me sinto sozinha com uma pessoa o que me faz continuar com ela?

      1. Minha querida (corrigindo). O livro pode não ser a solução do problema, mas vai te dar um norte. Estudar sobre o assunto nos faz pessoas mais precavidas em futuros relacionamentos, inclusive nos policia para não fazermos o mesmo com outras pessoas. Sózinho sim, solitário nunca!

  2. Lara, o autor do post pediu para lhe transmitirmos o seguinte:

    “Fiquei profundamente emocionado e preocupado com o que escreve. Tudo o que poderei escrever estará longe da sua vivência angustiante. Só quem vive o seu drama poderá entender. Contudo não é caso único. Isso não é reconfortante, mas poderá relativizar o seu sofrimento.

    Os dados são escassos para quem recebe tal apelo. Não sei a sua idade e a do seu companheiro. Não sei há quanto tempo estão juntos. Não sei se têm filhos e de que idade. Não conheço o vosso meio social. Não sei quais são as vossas profissões. Não sei se tem autonomia financeira.

    Durante estes trinta anos de clínica, tenho-me deparado frequentemente com casos semelhantes. Esse foi um dos motivos por ter escrito este artigo. Para chamar a atenção que por vezes, somos levados a viver certos episódios da nossa vida debaixo de verdadeiros manipuladores, uns “profissionais”, outros patológicos. No entanto os métodos são sempre os mesmos.

    Esses métodos fazem com que a “presa” como chamo, fiquem pouco a pouco dependentes do manipulador, como que “encantadas”. A relação é sempre de subjugação.

    Infelizmente, na nossa sociedade profundamente machista, a mulher é geralmente a vítima. Basta lembrar que um homem que não é fiel e tem várias amantes é visto, pela maioria, como um garanhão, enquanto que a mulher que fará o mesmo é vista como uma p…..

    Acresce a isto que o homem tem geralmente um ordenado superior ao da mulher (mesmo para a mesma função) e que isso obriga a mulher a ficar dependente financeiramente do homem.

    Para complicar a situação quando existem filhos pequenos, torna-se muito difícil uma mulher ter autonomia suficiente para largar tudo e arriscar viver sozinha com os filhos.

    Digo largar “tudo” porque é disso que se trata. Porque quando a situação se torna insustentável, como a que descreve, só existe uma solução cortar a relação. Dependendo dos casais, esse corte é mais ou menos difícil. O ideal seria um ponto final amigável numa relação doentia. Isso nem sempre é fácil.

    Mas perante todos os riscos ponderados em permanecer escrava de uma relação doentia, o risco vale a pena.

    Não é admissível viver em tais condições. Ao fazê-lo vai se auto-destruir. E só temos uma vida: esta.

    Não vale a pena inventar circunstâncias atenuantes para certos comportamento. Não dá, ponto final.

    O problema é que de tanto ser desvalorizada, a pessoa acaba por sentir isso mesmo, que é desprezível. Ora perante o que escreve e pela coragem de o fazer percebe-se que é todo o contrário. Que é uma pessoa interessante e que poderá ter uma vida magnífica com outra pessoa.

    Tem de tentar ver tudo o que tem de bom e que já se tinha esquecido. Tem de “desligar” dessa pessoa. Parar de se culpabilizar. Não deve ter ódio dessa pessoa, simplesmente desprezá-la. Separar-se. É um acto de coragem separar-se, mas é a única solução. Depois vai-se sentir bem melhor quando tudo acabar.

    Um abraço”

  3. Muito obrigada pelo tempo dispensado, sim porque nem toda a gente está disposta a isso!
    Penso que pelo que diz, talvez seja mesmo o carácter económico que também não me está a ajudar a ter forças; tenho algum dinheiro mas estou desempregada porque recuso me a trabalhar com ele.
    Sinto que se continuar a trabalhar com ele, a loucura espera me!
    Não tenho filhos é o que me vale! Posso sempre voltar para casa dos meus pais, mas primeiro quero arranjar um emprego!
    Acho que tem razão quando diz que depois vai ser muito melhor, porque quando ele não está consigo sentir resquícios de liberdade que já não sentia à muito tempo!
    O meu muito obrigado, e espero que o meu caso sirva de exemplo para outras pessoas.

    1. Lara,
      Não espere por um emprego para sair desse ambiente já.
      Até porque enquanto aí estiver, menos capacidades terá para conseguir o emprego.
      Fuja disso, já.

  4. Lara, mulher em sofrimento:
    Faz parte da imensa multidão das mulheres que são vítimas da mesma situação. Nem sabemos quantas, dado que muitas sofrem em silêncio, como a Lara, e não fazem denúncias. E só das denúncias há estatísticas… Mas sabemos que são muitas mais. Já tenho abordado por muitas vezes este assunto nas páginas deste blog.
    Tenho ouvido muitas mulheres na sua situação, muitas com filhos e sei como o problema económico tanto pesa na decisão da separação. E sei de maridos/pais que fazem a vida negra depois, por não aceitarem sequer que as mulheres possam ter uma opinião diferente e decidam sobre o seu futuro!
    Atrevo-me a dar-lhe um conselho, resultante do meu conhecimento directo de outras situações. Se se decidir a separar-se, certifique-se que há pessoas que tenham conhecimento do que se passava dentro de portas, que tenham assistido à violência física ou psicológica, ou com quem tenha partilhado os seus sentimentos. Isto poderá servir-lhe mais tarde para refutar a acusações de que está louca, a inventar tudo, etc. Percebe o que quero dizer?
    Penso que o facto de ter desabafado, partilhado connosco o seu sofrimento terá diminuído um pouco o seu fardo. Acredito que “todas as tristezas são suportáveis se fizermos delas uma história”, ou seja,se pensarmos para outro e com outro. Força!

  5. Clara Castilho, boa noite!
    Obrigada pelo seu comentário.Percebo perfeitamente o que quer dizer sobre “ter gente que saiba sobre o que se passa entre portas”.Toda a minha família sabe!Eu é que parecia não querer ver!Só os amigos da “borga” é que não :isso não interessa!
    Uma das principais causas pelas quais as pessoas não denunciam é a vergonha, e pelo facto de este tipo de manipulações não deixam marcas físicas!
    Hoje compreendo que a situação se foi arrastando também , mas não só, porque eu simplesmente não acreditava no que me estava a acontecer, e tinha vergonha de ,sequer, reconhecer para mim mesma e para a minha família que uma relação que todos( amigos e outros) viam como espectacular era um absurdo!
    E digo “não só” porque a manipulação consiste numa ilusão, que faz acreditar que a culpa possivelmente é nossa…Para além do facto de que eles tanto nos “dão com uma pedra” como nos” dão flores”, isso confunde e paralisa!
    Ás vezes leio comentários sobre o assunto em questão e apercebo me que a maior parte das pessoas não são tão compassivas como você:o primeiro impacto que têm é de que a vítima é burra!E que o facto de se ser manipulador não é nada de outro mundo!
    O problema é que numa relação de “amor” ,na minha cabeça, nunca existiu ( ou não existia) este tipo de sentimentos de defesa e ataque,e confiei a minha vida demais!Não foi a questão de ser burra mas uma questão de confiança!E mais, se alguma vez eu o visse numa situação de fragilidade eu nunca me aproveitaria disso!Penso que também é uma questão de carácter, mas pelos vistos isso não é muito importante no mundo em que vivemos!Sempre ouvi a minha mãe a dizer”prefiro ser aquela que engana que ser enganada”, eu não a levava a sério;hoje percebo o que ela queria dizer.Eu fui ingénua.
    Não o estou a desculpar, longe de mim, só estou a ser realista!Apercebo me hoje que a maior parte das relações que conheço são um jogo.Eu acho que quis mais do que isso!
    Nunca quis viver à custa dele (sim porque muitas pessoas podem pensar isso), porque eu estava no meu emprego e ele fez me a cabeça para eu o seguir dizendo, que a nossa vida ía ser muito melhor que íamos compartilhar despesas e que eu não era mulher nenhuma se não o fizesse pela nossa relação!Prometeu me muita coisa, fez me sonhar. Gostaria de poder voltar atrás nesse momento e apagar tudo a partir daí prefiro trabalhar sem parar, que ter uma vida destas!
    Não aconselho nenhuma mulher a trabalhar com o marido, ou a deixar a sua carreira para o seguir, sejam lá as promessas que forem.Acho que os homens ( pelo menos pela minha experiência)não sabem lidar com o poder!
    Mas tenho a consciência de não por todos no mesmo “saco”, estou receptiva a toda a gente, e sei que ele vai sofrer muito quando eu me for!O problema dele não é não gostar, é não me levar a sério!
    A vingança é um prato que se serve frio!
    Sei que pareço fria mas foi aquilo que ele me ensinou e que merece!
    Muito boa noite para si!

  6. Faça o seguinte:F aça com ele exatamente oque ele faz com você:ignore-o,fuja do contato fisico,não mantenha relações sexuais,faça a pior comida que puder fazer,salgada,sem sal,doce,gordurosa,e diga ai meu amor ,fiz com tanto carinho,se ele jogar a comida no chão ,sapateie em cima,quer saber coloque laxante na comida dele todos os dias ,até mata-lo de desidratação.

  7. Rodrigo 28, anos
    Estou vivendo com uma mulher a sete meses. No começo era tudo muito bom eu havia acabado de sair de uma relação de 5 anos( um casamento) que não havia dado certo, após ter tentando duas vezes resolvemos por um fim.
    Dai conheci essa pessoa, linda, loira, independente,trabalha e morava só, comecei a me envolver, sair, gostar, ela ouvia as minhas queixas, e me apoiava em tudo, isso tudo lindo.
    Agora, sou motivo de risos, humilhações, constantemente sou ameaçado por ela, ela sempre me culpa por erros que não cometo, larguei, meus amigos, larguei minha rotina, hoje só sai com ela e quando ela bebe fica pior ainda, sou abrigado a me calar, pois qualquer atitude minha faz com que me torne culpado.
    Evito sair com ela pra que as brigas não aconteçam, mais ela me encurrala dizendo se eu não for ela vai sozinha, e joga na minha cara que meus amigos são afim dela.
    Ontem nos desentendemos mais uma vez, e ela mais uma vez me fez levar a culpa e implorar pra ser perdoado por algo que não fiz.
    Sorri de mim quando choro, diz que não me ama e muito mais.
    Não aguento mais, mais porem não consigo deixa -la.
    Alguém me ajude!

  8. Rodrigo,
    Deixe-a, ela não gosta de si.
    Existem milhões de mulheres louras e lindas no mundo e que são boas pessoas.
    Dê-lhe a tampa, já.
    Coragem, chore depois e tudo passa.

  9. Rodrigo,li sua angustia,quero te oferecer um conselho: saia dessa situaçao o qt antes.Passei por isso,mas parecido com o relato acima da Lara e aproveito para falar com voces dois,nao vale a pena ,eles so estao testando o qt conseguem nos manipular e acabam se divertindo com nosso amor ou dependencia deles.Fui casada 15 anos,so me deparei que todo aquele sofrimento nao valeu a pena ,que ele nao mudou,qd descobri que apesar da indiferença dele qt ao desamor que eu sofria da parte dele ,ainda foi capaz de me trair.Quando descobri,o perdoei ,aí ele mudou por tres meses,ficou melhor,mas logo depois de 3 meses descobri que ele ainda continuava.Quando bati de frente com ele ,ele me culpou por isso e ainda tentou me enfraquecer de diversas fomas,nao aguente ipedi para ele ir embora,pois tínhamos uma filha e eu nao iria voltar para casa dos meus pais,ele ria dizia que nunca iria se separar de mim.Tomei coragem ,pedi a mae dele que o recebesse em sua casa,e arrumei todas as suas roupas ,qd ele chegou em casa ja sabia da minha decisao,mas nao acreditou q eu teria coragem.Confesso q pensei q ele fosse me implorar para voltar ,mas isso nao aconteceu,ele so me procorava falando q queria voltar ,mas nunca voltava,ela so para me manter sobre seu controle.estou dizendo tudo isto,porque faz tres anos em maio e so agora percebo que ele é doente.estou conseguindo nao cair mais nas armadilhas dele,caí ate hoje por pena de tudo q vivemos em familia,apesar de nao ter sido nada bom,sentia falta.quero ficar totalmente curada das manipulaçaoes dele,te digo nao é facil,eles mentem,muito é por isso que comecei a pesquisar sobre esse tipo de pessoa e vi q existem muitos.meu terapeuta sempre me alertava que,ele nao vai mudar nunca e eu pensava ,ele fala isso porque nao o conhece,hoje vejo q ele tinha total razao.Espero q voce consiga sair dessa o qt antes ,nao desanime,boa sorte e q DEUS te proteja.

  10. Olá, estive a ler este blog e foi um alivío saber que não sou “maluca”!! que não fantasio!! Tudo começou quando tinha 20 anos andava a estudar no ensino superior ele também, o conheci e tudo nele cativou-me desde o fisico ás conversas aos seus gostos pareciamos “almas gémeas” era tudo perfeito! Até que com o passar do tempo ele começou a berrar sempre comigo sem motivo, eu tinha que fazer tudo conforme ele queria! o olhar dele era frio! eu nao percebia porque? isto em apenas 7 meses de namoro com o passar do tempo as coisas foram piorando, apaixonada fui morar com ele. mas estava sempre sozinha so aparecia em casa tarde eu nao tinha o direito de dizer nada! Eu perguntava se estava tudo bem com ele? porquê tamanho distanciamente de mim? ele dizia que eu era maluca que não se passava nada, que os insultos, os berros e a falta de passeios, falta até de caricias, tudo era porque eu merecia porque eu o provoquei! Começavamos a discutir todos os dias sem eu saber a razao! O discurso dele nao era coerente em nada! ele chamava-me de maluca aos berros! Quando dei por mim passaram 2 anos, não tinha auto-estima, nao tinha um abraço dele, ele dizia que eu não era atraente por isso é que já nao tinhamos nenhuma vida sexual, estava isolada dos meus amigos todos e ele num dia acabou comigo “porque sim”! Sem auto-estima decidi andar a trás dele! para perceber o porquê de ele ter acabou comigo! Ele apenas atendeu o telefone e insultou-me tanto, … estive ha beira de suicidar-me, sentia-me anulada enquanto pessoa ainda por cima já naquela altura licenciada como assistente social! Sentia-me ainda mais ridicula! Que tipo de profissional eu seria se nem o problema comigo eu resolvia! mas nao sabia que era problema até dar conta! Afastei-me dele não o procurei mais, não foi nada facil de lagrimas no rosto todos os dias e sonhos destruidos vivia cada dia com uma angustia enorme, procurei um psicologo que me disse finalmente que nao era maluca e explicou-me o problema que passei, fui vitima apaixonei-me por um manipulador narcisista. Mas, tive uma recaida passado meses ele procurou-me…ele dava-me flores, mensagens romanticas, mensagens de arrependimento, que queria amar-me e sermos felizes eu acreditei! estivemos juntos passeamos, conversamos, … até que no dia a seguir nunca mais falou comigo, nunca mais atendeu as minhas chamadas, nada! passaram 2 meses desde então e ele volta a ligar-me diz que nao respondeu porque tinha muito trabalho que ele teve medo de voltar-me a fazer sofrer e decidiu afastar-se, entao burra voltamos a estar juntos so que descobri que ele andava a falar comigo e com outra ao mesmo tempo! Chorei e nao voltei a estar com ele. Por vezes ainda choro, hoje tenho 23 anos sei que tenho muito que percorrer mas sofri tanto, fiz tanto por uma pessoa que amei que respeitei, coisa que ele nunca teve por mim. Enfim gostaria de um dia ser genuinamente feliz com alguém.

  11. Boa noite. Estava a procurar por este tipo de assunto e encontrei este blogue. Ontem sai de casa (pela segunda vez) e conheço bem de perto alguns destes episódios que relatam. Estou com um manipulador a 5 anos! No início de namoro já haviam indício de uma pessoa desequilibrada contudo a paixão toldanos. Acabei por ir viver com ele e aí começou o meu martírio. Mal falava no dia a dia, se falava era para me desvalorizar. Não ajudava nada em casa. Fazia constantemente comentários machistas e de inferiorizaçao. Quando tavamos com amigos fazia sp piadas sobre mim e deixava sp eu ser a chacota da noite e depois quando eu dizia que não gostava daquele tipo de atitudes dizia que estava a brincar. Sexualmente mais se revelava a pessoa egoísta que ele é. Ia directo ao assunto e se tivesse se satisfeito tava tudo bem. Até que acabei por cair numa depressão!!!!!! e aí ele tomou a liberdade de me controlar, manipular, tudo a seu belo prazer. Até que melhorei da depressão, ganhei forças e estou a começar tudo do zero. Da última vez que sai de casa trouxe a minha roupa cmg desta vez só vim com a roupa do corpo! ele tem me perseguido e eu tenho que andar sp atenta. Espero não ter nenhuma recaída, peço a Deus todos os dias para me dar forças para não voltar aquela realidade. Espero que mais gente fale sobre o assunto pois é um assunto tabu pois é vivido entre 4 paredes e geralmente estas pessoas são encantadoras aos olhos dos outros. E como alguns dizem nós é que somos loucas e desiquibradas mas não podemos começar a acreditar nisso. Começar do zero é difícil mas é como já foi dito anteriormente a vida é só uma.

    1. Sei bem ,como é esse tipo de pessoa minha convivência foi de puro apoio a pessoa em todas as situações,mas quando se trata de você ser reconhecida isso não acontece. Ainda tem acusações sem fundamentos,sua estima fica no chão e você passa por constragimentos vergonhosos,os vizinhos assistindo as humilhações. Chega é necessário dar um basta o ser humano merece respeito e dignidade.

  12. olá, também convivo com um manipulador disfarçado de bonzinho, sempre simpático e amável, durante algum tempo pensei q eu estava ficando maluca, ele sempre dava um jeito de dizer q chegamos a tal ponto por minha culpa, q eu não lhe dava atenção, q por isso ele procurava atenção nas “amigas de trabalho”, enfim tudo aquilo q os manipuladores sabem fazer!! ele errava e a culpa era e é sempre minha! vive mexendo e remexendo minha vida no face e no e-mail, meus bate-papos, fuça o histórico do pc, tortura total, pq ele acha q vou fazer o mesmo q ele faz pelas redes sociais, um dia desses ele por total descuido deixou a conta de e-mail aberta, não resistir e dei uma olhada, foi onde tive a certeza de minhas desconfianças, da qual ele dizia ser ciúme de minha parte e q ficava a fantasiar relações irreais, pois ali estavam registrados trocas de msgs e bate -papos bem reveladores, coisas q ele jamais suponha q um dia eu teria acesso, pois é mestre em colocar senhas em tudo, seu celular todo santo dia ele apaga as msgs do dia, para evitar estresses, são tantas coisas q tenho dentro de minha memória q fica difícil de digitar nesse momento, me afastou do convívio dos amigos e familiares, me oprime, me faz sentir culpada, graças a Deus sei q não sou desequilibrada, nem com imaginação fértil, ele q é uma pessoa horrorosa, cruel, se acha a pessoa mais legal e compreensiva do universo,totalmente do bem, só eu sei do q se trata, mulherengo, galanteador, amável,compreensivo, tudo muito bem pensado e orquestrado, demorei muito para ter essa imagem verdadeira debaixo de tantos adjetivos na maioria bons, cai em sua armadilha, me deixei levar, ele era um cara incrível, depois de dois anos vi q não era tudo aquilo q eu pensava, me separei, depois de algum tempo pensei q tivesse mudado, amadurecido, voltei, achando q tivesse feito a coisa certa, porém fui vitima pela segunda vez, ele é doente e está me deixando doente, preciso urgentemente me libertar, sair dessa cilada em q me meti, ao menos agora tenho total consciência de q essa relação não é saudável, sei q vou conseguir ficar bem, pois agora sei com quem estou lidando, não vai ser fácil, mas estou a caminho da minha libertação, tenho filhos pequenos, uma menina de 13 anos e um menino de 9 anos, a fase mais difícil já venci, agora falta pouco pras crianças atingir uma consciência melhor da situação e não sofrer tanto, pois sendo o pai deles um manipulador vai usar a situação em favor dele, e eu serei a louca, desatinada, histérica, essas coisas q os manipuladores transformam suas vitimas perante as outras pessoas. eu vou sobreviver e voltar a ser feliz e livre!!!!!

  13. Nossa Anna, estou emocionada com sua história, vc descreve exatamente o homem com quem estava me relacionando atualmente. Tenho 31 anos, consegui terminar tudo com ele, mais estou péssima, com a auto estima baixíssima, com raiva de mim mesma por ter acreditado nas promessas dele. Por ter sido tão burra e permitido ser enganada. Para piorar estou desempregada, passando por uma fase financeira horrível, me deprimi tanto que desleixei com minha aparência, me sinto feia , gorda, inadequada e fico nervosa nas entrevistas de emprego. Me afastei dos amigos por causa dele.
    Fui do céu ao inferno com esse homem. Achei que tinha encontrado minha alma gêmea. Parace um pesadêlo.
    De anjo romântico ele passou a narcisista cruel. E eu permiti que me usasse. Dói aceitar o quanto fui tola. Ele é um mentiroso compulsivo e quando eu desconfiava das traições e mentiras, passava por louca, ciumenta…
    Peço a Deus que me dê forças para continuar, tomo antidepressivo e cortei todos os contatos com ele. Não suportava mais ver ele cantando outras mulheres nas redes sociais, ainda pra piorar descobri que ele nunca deixou de se relacionar com a ex esposa dele. Não desejo pra ninguém o que estou passando, depois que parei de mimá-lo e lhe cobrir de atenção ele se tornou cruel e mostrou a verdadeira face, me difamando, me diminuindo, ofendendo verbalmente. Não sei dd onde tirar forças para superar tudo isso.
    Estou com medo de confiar nas pessoas novamente.

    1. Confiar em Deus é o que está fazendo com que você saia dessa situação,então conforte-se na palavra. Todos nós temos algo sobrenatural dentro de nós, esse fator acontece quando estamos passando por aprovações que aparentemente não merecemos,porém é melhor a dosagem da verdade mesmo sendo forte do que o consolo da mentira.

  14. Eu entendo o que vcs estão passando, sou casada a 38 anos. Meu casamento estava desgastado pelo tempo… estávamos cada dia mais distante um do outro. Mas não havia brigas, simplesmente cada um se envolvia naquilo que lhe interessava.
    Foi quando eu percebi que meu marido estava cada vez chegando mais tarde em casa. Descobri que ele estava tendo um caso.
    Quando descobri fiquei muito abalada, mas disse a ele que o amava e o queria feliz mesmo que não fosse ao meu lado. Ele disse que me amava e que tinha feito uma enorme besteira.
    Decidimos que ficaríamos juntos. Foi quando o inferno verdeiro começou.
    Ela era uma manipuladora! Enquanto estiveram juntos ela tirou muitas informações dele (ele estava carente, pois eu estive distante até sexualmente dele. Acho até que se apaixonou por ela, ou pelo que ele achava que ela era) eles tiraram fotos juntos e ela espalhou no face mesmo ele não permitindo. Ele procurou um advogado. Ela o desqualificava, chamando-o de fraco, covarde entre outras coisas mais. E demorou um pouco para ele perceber o que ela é realmente, uma doente! Ele falava que ela era bobinha…. rs o bobo era ele…. e eu tb!!! Mas tudo bem foi um aprendizado…. meio difícil de engolir, mas ainda assim um aprendizado!!!

  15. Gostaria de também dar minha contribuição,meu nome de fato é Isaac Carneiro Victal e toda a minha família é vítima de um chefe manipulador,hipócrita e mentiroso.Trata-se do meu pai;desde que me entendo por gente sofremos eu,minha mãe e irmã por causa dele,mas eu acho que fui mais atingido pois sempre me rebelei enquanto as mulheres da família se submeteram completamente.

    Quando criança,por exemplo,era levado contra minha vontade para ”brincar” na casa do filho de um amigo dele que abusava de mim sexualmente.Também era agredido constantemente na cidadezinha em que morávamos por ser mais delicado,a resposta do meu pai era ”vire homem que isto acaba”.Quando saí deste inferno(de fato minha infância não me traz quase nenhuma boa lembrança)por ser mandado estudar fora aos 14 anos,na escola onde estudava(a melhor que pude frequentar,sendo a única que agradava mais a mim do que a meu pai)fui alertado por uma orientadora educacional que após conversarmos os três relatou que achava que ele não me deixava falar,dando a entender que ela mesma também não conseguira se expressar diante dele.A escola na época( é uma instituição de elite) me ofereceu de graça consultas com um psicólogo que trabalhava para eles e este me recomendou que frente à rigidez do meu pai,era melhos não fazer nada e evitar questioná-lo.

    Nesta época também perdi minha virgindade,com um homem.Pouco tempo depois fui retirado desta escola e voltei para cidadezinha dos meus pais,pois me acusaram de tirar más notas.Até chegar a fazer vestibular,fui acusado de estar indo mal na escola.Permitiram que eu fizesse a prova APENAS NUMA ÚNICA INSTITUIÇÃO,POIS TODA A FAMÍLIA DO MEU PAI ESFREGAVA NA MINHA CARA QUE EU NÃO IRIA TIRAR UMA BOA NOTA.Posteriormente verificou-se que terminei na colocação n.16 entre 400 candidatos numa universidade pública,o que me permitiu sair de casa uma segunda vez.Com o tempo desisti do curso que frequentava e pensei em fazer outro,mas meu pai deixou nas entrelinhas que neste caso meu tempo já passara e ele não me apoiaria mais.Fiquei um tempo sem fazer nada e morando com a minha irmã,que também estudava longe da casa dos pais,pensava de forma enganosa que minha vida estava ótima e que meu genitor estava bondosamente me sustentando sem fazer nada!O mesmo estava na verdade arquitetando um plano:usando como justificativa meu comportamento ”errante”;colocou na minha cabeça que eu deveria procurar um psiquiatra!Ao consultar o especialista,apenas reclamei que possuo uma certa mania de limpeza,mas o médico disse que eu tivera um surto de loucura e que ademais não era normal um homem não usar o pênis.Falei com meu pai que não gostava daquele médico e que os remédios que ele me receitava me deixavam dormindo o dia todo(cheguei a dormir 24 horas sem parar) e portanto estava me tornando uma possoa inconsciente de si mesma.Durante este intervalo de tempo,meu pai se aproveitou que me encontrava totalmente sedado para fazer minha mudança novamente até à sua cidadezinha e casinha!O médico chegou a tentar convencer meu pai a me internar na clínica dele,mas o custo da mesma(6000 reais mensais)afastou a família de tomar esta providência.

    Uma vez no interior e morando com meus pais,notei uma série de coisas erradas,saídas do velho durante o dia e à noite,numa cidadezinha onde não há nada o que fazer!Ao mesmo tempo o chefe entrara em contato com o serviço público de saúde para realizar a internação que havia sido pedida pelo médico acima sem precisar de pagar.Quando encontrei no lixo um tubo de lubrificante anal,numa temporada na qual minha mâe se encontrava viajando e meu genitor estava saindo o tempo todo,concluí que eram verdade os boatos que escutava desde criança que diziam ser o homem machista que me atormentava um hipócrita que traía minha mãe com outros homens!O CASAL QUANDO QUESTIONADO ME ACUSOU DE TENTAR DESTRUIR A FAMÍLIA E DE SER UM MONSTRO.Já havia dado uma bofetada na cara do meu pai anteriomente e nesta ocasião agredi minha mãe,resolvi ir embora e sair da vida dos meus pais para sempre,mas na manhã seguinte uma ambulância e uma viatura policial pararam na porta da minha casa,SEIS POLICIAIS À FORÇA ME TIRARAM DA CAMA,ALGEMARAM-ME,ME ARRASTARAM E ARRANCARAM MINHA ROUPA NO MEIO DA RUA.FUI AMARRADO POR 5 HORAS NA CLÍNICA E FERIRAM TODO O MEU CORPO DEVIDO À FORÇA DAS AMARRAÇÕES.Permaneci um ano em tratamento involuntário sem nenhum diagnóstico,frente a uma piora significativa do meu estado de saúde devido aos remédios(sossega-leão) fortíssimos,quase morri devido aos terríveis efeitos colateraisAo cabo a equipe médica brigou com meu pai por achar que este tentava passar uma imagem piorada de mim e que meu genitor inventava doenças para o filho dele.Fui liberado deste martírio e passei a receber um auxílio do governo,dinheiro este que o velho tentou pegar para si,devido a isso fugi de casa e morei um tempo fora,contei à todos meus amigos o que acontecera comigo e agora estou morando com meus pais novamente,com o intuito de juntar alguma economia,pois descobri que só herdarei dívidas!Os dois genitores com um salário que deve rondar os 8 até 10 mil reais devem 55 mil ao banco,tendo também vendido a algum tempo o único imóvel que possuíam,ou seja,caso eles morram,talvez tenha que me desfazer até do carro e dos móveis da casa para pagar a dívida.Só este que vos fala se revolta contra isso,minha mãe vive sendo prejudicada mas abaixa a cabeça e minha irmã lava as mãos.Mas ao contrário do que foi dito acima,entre enganar e ser engado,prefiro ficar no lugar da vítima do que do agressor.Acrescento que minha vida particular está arruinada,à esta altura tenho 32 mas nunca namorei,não sou horrivel mas não tenho mais desejo,adoro ter amizades mas todos acabam destestando meus pais por causa do que eles fazem comigo,o que consequentemente faz minha família me afastar dos ambientes que mais me agradam e me encerrar na cidadezinha machista e tediosa deles.Quanto mais o tempo passa mais feminino vou me tornando e mais eles parecem querer me manter encastelado numa torre sob os cuidados deles.

    Notei que muitos para acabar com a reputação de uma pessoa tacham-na de louca,como aconteceu comigo.O conselho dado acima,de que seus amigos devem saber o que se passa contigo e não as versões apresentadas pelos seus torturadores,é extremamente útil,eu mesmo fiz isso.Todos meus amigos odeiam minha família,enquanto neste fim de mundo onde eles moram os mesmos passam a imagem de clã respeitado.Não sei como julgar minha mãe nesta história,por se omitir tanto,para evitar problemas para si mesma,talvez a mesma seja uma pessoa covarde e cúmplice das maldades do meu pai,embora a mesma tabém seja prejudicada por ele.TODO CUIDADO COM OS MÉDICOS,PRINCIPALMENTE PSIQUIATRAS!Todos acreditaram no meu pai primeiro,meu interesse como paciente vinha em último lugar,demorei um ano para convercer alguns médicos que meu pai invetava doenças para o filho dele,com mencionei acima,pois em geral esta classe serve mesmo de polícia fora-da-lei para controlar os espíritos desviantes(vide o pensador Foucault)além de que os problemas que tive devido aos efeitos colaterais dos medicamentos,a saber:defecar sem controle devido a perda do domínio sobre a musculatura anal,ficar 6 meses sem caminhar devido a dores insuportáveis nos músculos,minha cara ficou toda vermelha por causa de uma violenta inflamação,perdi parte da memória,desejo sexual se foi quase completamente,estou há mais de 10 anos sem relações sexuais e não tenho vontade de voltar a fazer isso etc; isto tudo os outros médicos em geral não querem resolver,quando sabem que tudo foi causado por um outro médico,quando pedem-se conselhos a alguns simplesmente te culpam por tudo e te chamam de louco,tenho aqui mesmo na internet exemplos disso em discussões travadas com médicos e psiquiatras.

  16. Perdão por me expressar de novo,sou o Isaac Carneiro Victal que se manifestou acima.Estou precisando urgentemente de uma força maior,judicial ou policial,para conter os malfeitos do meu pai.Acabo de descobrir que as economias que eu juntara no intuito de quem sabe comprar uma casinha para viver longe dele,FORAM ASSALTADAS POR ESTE VIGARISTA!NÃO SEI DE QUE MANEIRA O DESGRAÇADO CONSEGUIU SACAR UMA CONSIDERÁVEL QUANTIA DA MINHA CONTA(ELE MESMO ACABA DE ME CONTAR QUANDO LHE INFORMEI QUE ESTAVA INDO AO BANCO) E AGORA FALOU QUE VAI PAGAR-ME EM SUAVES PRESTAÇÕES.OBVIAMENTE FEZ TUDO ISSO SEM CONSULTAR-ME!

  17. Meu nome é Camila e tenho 20 anos, quando li isso, acho que ninguem sabe o meu alivio de ver que não esta louca, que não é a pessoa ruim que tanto fala. Meu padrasto se encaixa nesse perfil e des que ele chegou em casa no primeiro dia ja ditou as regras, no modo geral deitou e rolou em casa, eu tinha 15 anos e mesmo achando estranho aquela atitude invasora permaneci na minha, ao passar do tempo fui questionando e ele começou a falar coisas sobre mim que me fez crer e me fez entrar em depressao, busquei ajuda mais ele sempre me convencia que eu era a errada e rebelde, ele usa ate mesmo a religiao pra dizer que ele é o certo e juatificar seus atos, ainda sofro muito com isso pois ele dominou minha mae de um jeito que a fez joga-la contra mim, e tudo que ele diz sobre mim ela apoia e l defende, nao sei mais o que fazer, mais queria muito uma ajuda a pelo menos conviver e lutar, tenho medo do controle que ele tem aqui em casa, e tenho ate mesmo medo do que ele possa fazer sobre mim.

  18. Boa tarde a todos,

    Foi reconfortante ler este blog. Durante muito tempo pensei que o problema fosse meu, quando afinal não o era. Partilho a casa com uma rapariga. Vivemos e trabalhamos juntas.
    Tinhamos uma boa relação de amizade, faziamos muita coisa juntas. A partir do momento em que me comecei a relacionar com outras pessoas e muitas vezes não a convidavam, as coisas azedaram. Tive as minhas relações e ela ficava chateada por nao ser incluida nos planos. Quando era ela com alguem, queria estar com essa pessoa e tb comigo…..tipo, quando dizia para nao contar comigo ela dizia me que eu estava a ser anti social….quando na verdade eu nao queria era uma relação a 3 e achava que eles diavam ter o tempo e espaço que precisavam. Ficava chateada quando me contava coisas sobre outras pessoas e eu dizia que ja sabia….. vinha toda uma moral que lhe devia ter dito e que nao confiava nela. Gritava, berrava comigo por tudo e por nada. Não gosta das minhas amigas (que nao se relacionam com ela). Deixei de falar com ela, mas depois eu e que fui a má da fita . Mudei de ideias, e neste momento temos uma relação cordial. Não consigo voltar a aproximar-me depois de tudo o que aconteceu. E na verdade, consigo respirar e viver a minha vida normalmente, quando ela nao està por perto. Tal nunca me tinha acontecido, nem com os meus ex-namorados.

  19. Olá, fui vítima de uma pessoa chamada Gláucia Friaça Maciel, psicóloga, narcisista perversa, com quem me relacionei. Não tenho nenhuma raiva ou ressentimento por ela, já estou recuperado. Mas por ter passado maus momentos, inclusive com inclinações ao suicídio, resolvi fazer este alerta. Espero que isto ajude a possíveis clientes e outros homens que pesquisem a internet, para que não passem pelo mesmo que passei.

  20. A psicóloga Gláucia Friaça Maciel, de Belo Horizonte, possui o transtorno de personalidade da perversidade narcisistica. Espero que este post auxilie possíveis clientes e candidatos a um relacionamento amoroso. Como sabemos, a pessoa não tem consciência do problema e resiste a enfrentá-lo, porém o dano causado a outros é enorme. Relatos da própria Gláucia evidenciam que vários de seus ex-relacionamentos passaram por este risco.

  21. Oi.
    Eu passei por situação semelhante em um relacionamento amoroso. E segundo minhas próprias pesquisas meu ex era narcisista.
    Me fez confessar muitas coisas se fazendo de meu amigo, e depois jogava na minha cara para me fazer crer que eu era louca…
    Morei com ele e até diante de meus filhos me fazia parecer maluca. Como eu já estava depressiva antes, piorei muito. Ele dizia estar me ajudando mas chegou a sugerir que o melhor que eu poderia fazer por meus filhos era me matar…
    Me expulsou de casa e perseguiu na rua.
    Fui embora finalmente mas ainda tenho receio de ser abordada na rua.

  22. Convivi com um manipulador maquiavélico durante os últimos 2 meses, e estou absolutamente surpresa com a capacidade impressionante que ele tem de influenciar a quem quer que tenha cruzado o caminho dele, e eu presenciei isso várias vezes!

    Sou uma pessoa “esclarecida”, bastante intelectualizada, e ele soube de forma magistral me enredar em sua armadilha, justamente me atingindo por aí: meu intelecto. Ele é também absolutamente inteligente, com um QI acima da média, e uma cultura absurdamente abrangente.

    Tínhamos um relacionamento com muita amizade, cortesia, companheirismo, muita troca de ideias e novas visões a respeito do mundo, pois ele embasa tudo o que diz com provas científicas, com “conhecimento de causa” e experiência vasta. Havia também muita sedução, afeto e sexo, até que ele se sentiu à vontade para começar a fazer seus jogos de manipulação, e tentar obter o que ele queria: ter controle absoluto da minha vontade e da minha “energia” – sim, além de tudo, ele é um vampiro energético graduado!!!

    Eu questionei e reagi algumas vezes, mas, de início, tentei ponderar e ver se ele talvez não pudesse ter razão nas coisas que afirmava como se fossem verdades absolutas. Uma das armas do manipulador é “convencer” você de coisas impensáveis, pois ele “estudou muito, conhece tudo a respeito daquele assunto”. Até que a situação chegou num ponto crítico, e seria agir contra minha integridade mental, física e moral atender às necessidades dele, ao que ele me propunha.

    Terminei tudo, ao não aceitar uma terrível culpa que ele insistiu em me imputar, devido a uma situação que ele mesmo criou para me desestabilizar. Isso foi há 4 dias, e hoje, já percebo que dois meses nessa relação foi tempo até demais.

    Escrevo esse comentário para aqueles que também buscam uma explicação, e para dizer que não somos “tolos, burros, imaturos, culpados” por receber alguém assim nas nossas vidas – mas, incautos, lá isso somos! rsrs! Assim como esse homem que descrevi, existem verdadeiros “mestres da manipulação”, e não importa quão inteligente e experiente você seja, pode, sim, se deixar prender numa armadilha sedutora dessas, se não “prestar muita atenção aos sinais e a si mesmo”.

    Porém, existe uma verdade incômoda: A GENTE SEMPRE SABE QUANDO ESTÁ SENDO ENGANADO.
    Se formos humildes o suficiente para lembrar, sem nos escondermos sob a capa da “vitimização”, vamos ver que percebemos, SIM, DESDE O COMEÇO, sinais que faziam tocar o “alarme de alerta” dentro da nossa cabeça.

    Mas, mesmo assim, nós continuamos, não é mesmo? E usamos o argumento que menos importa, o mais cômodo, aquele que parece ter o poder de desculpar todas os nossos sacrifícios: “Ah, mas eu o amava tanto!”

    A verdade é que amar tanto alguém a ponto de deixar esse alguém destruir o nosso bem estar, a nossa auto-estima, a nossa saúde emocional, psicológica e física, a nossa visão de nós mesmos e do mundo, não é amor, não concorda? Esse amor imenso deve existir primeiro aqui dentro, é o respeito próprio, é a auto-estima, é o “conhece-te a ti mesmo”, escrito lá no templo de Delfos, milhares de anos atrás!

    Vamos olhar primeiro para dentro, descobrir quem é essa mulher que se submete a um manipulador qualquer. Depois desse exercício de um olhar amoroso, de verdade, devemos mudar de foco, amadurecer o nosso “querer”, e descobrir quem realmente somos e a quem desejamos atrair para nossas vidas.

    Eu ainda estou aprendendo! Tive um relacionamento com um manipulador maquiavélico psicopata há 16 anos atrás, e sobrevivi a um estrangulamento para contar o quanto eu aprendi. Ainda tenho questões a ajustar, mas pelo menos, dessa vez, foram só dois meses ao lado de um potencial manipulador, que certamente destruiria minha vida! A vigilância precisa ser constante! E, daqui pra frente, não tenho mais nem 2 minutos a perder!

    Boa sorte a todos!

    1. Os manipuladores tem um estilo piscopátas e são conhecidos como estelionátarios,porque quem sai no prejuízo da relação é você,por isso é necessário se impor se não você perde a sua razão e ainda sai lesada da situação. Sua estima é detonada e você chega até a ser mau vista,pelos seus amigos porque se tem alguém com melhor discurso são os mentirosos.

  23. Olá venho aki falar que me situação e orrivel to sendo vítima de também, ele me fez acreditar nele me tirou tudo afastou dos amigos fez perde as amizades fez eu me prejudicar no trabalho e suja minha fixa me afastou de todos sou mais nova que ele mas dz. De tudo pra mim sentir feia desenteressante , me humilha chama de lixo de mulher que não tenho ninguém realmente não tenho trabalho pois trabalhei pra ele, me manda embora depois fala que vou passar se fome,quando bato de frente ele parte pra agressão quer que eu aceito tudo calada , tenho filho pequeno mesmo e não tenho pra onde ir ,
    pois tanto na minha cabeça que não sou capaz de nada que to doente , não como não durmo pensando sem parar e muito sofrido tudo isso to doente com medo acuada sem família sem ninguém , ele sabia disso que era sozinha na vida e me usou .

  24. Obrigado pelos vossos testemunhos.sou gay e também fui manipulado por um hetero mais jovem 14 anos que me fez acreditar que era possível um romance entre nós.nunca chegou a acontecer nada mas foi o suficiente para eu me apaixonar e quase perder o emprego por causa dele.dizem que os opostos se atraem e por isso penso que sentimos tanta atração por eles.é que nós somos bons e honestos de mais.vivendo e aprendendo.Boa sorte para todos

  25. vi o comentario e me indentifiquei demais, EStou com o pai das minhas filhas a 9 anos, começamos a namorar eu era uma menina de 13 pra 14 anos, muito fragil, muito dependente, ele no começo era um amor, na verdade ate 2 anos de namoro ele era perfeito, depois dissoele mudou completamente, engravidei ele não aceitava de modo algum, so foi aceitar a gravidez depois de 8 meses, mas mesmo assim era distante, e eu sempre atras de carinho por ser muito carente, ficamos juntos, quando fui morar sozinha com ele depois que minha bebe nasceu descobri traiçoes, não foram uma, foram varias, enquanto eu estava gravida, sozinha ele se divertia, quando descobri fui embora, ele fez um show pra minha familia, disse que me amava, chorou eu ate acreditei, dei mais uma chance pra ele mais depois disso ele se tornou uma pessoa estranha, me ofendia sempre, me chamava de vagabunda ( mesmo ele sendo o primeiro menino que eu beijei ) ele sempre me ofendia, me chamava de louca, falava que eu era infeliz, que ninguém da minha familia me amava, que ele era o unico que me aguentava, ja tentei suicidios varias vezes não nego, ate quando eu engravidei de novo, ai o inferno foi total, ele chegou a me agredir gravida, quase perdi minha filha, ela nasceu prematura, mas saudavel, com menos de 1 mes que tive bebe ele me traiu de novo, eu decidi me separa, fiquei 5 meses longe dele, tava super feliz, tranquila, ele vem começa a me rondar eu falra coisas bonitas, e eu caiu mais uma vez na armadilha e reato com ele, no começo tava tudo bem, tudo otimo eu acreditei de verdade que ele tinha mudado, mas foi so nos mudar que comecou tudo de novo, so que ai houve agressao fisica, ele me dava socos, chutes, mas ele negava que aquilo era agressao, quando via reportagem na tv ficava inconformado, eue pensando assim como comigo ele acha normal, quando estavamos discutindo ele falava que soco nao era agressao, so se ele me deixa-se desmaiada ou quase me matar, ai sim eu saberia o que era agressão, não sabia nada sobre relacionamento abusivo nem acreditava nisso, mas fui juntando as coisas, ele sempre me fez me sentir inferior, errada, me culpava pelo seus fracassos, me ofendia, dizia que era a minha palavra contra a dele, e eu nunca tive coragem de denunciar, mas o pior de tudo e nao conseguir se livrar desse relacionamento, ele não me deixa viver, me chantageia, me enferniza e não sai de casa e não deixa eu sair, ja não sei mais o que faço, porque ele não se considera violento, agressivo ele se acha um santo, não sei pra quem contar, so quero ajuda pra me livrar disso tudo !

  26. É incrível como esses manipuladores nunca mudam,havia relatado minhas experiências aqui algum tempo atrás e o canalha do meu pai,um Joao ninguém de nome Joao Bragato Victal,que só é lembrado pelos demais por causa dos desgostos que ele causa às outras pessoas,mesmo adoentado com cancer de próstata não se emenda e apronta cada vez mais,continua sacando altas quantias escondido de mim da minha conta,creio que nos últimos 5 anos já tenha me roubado cerca de 8 mil reais,nunca me devolveu nada,vive mal de saúde devido ao cancer e ignorado por toda a família dele,nunca vem visitá-lo,os únicos que estão do lado neste momento delicado são eu e minha mãe,ele ainda tenta passar a perna na gente!Não vou cobrar o que ele me deve,vou me afastar definitivamente deste monstro,pode estar doente com cancer agonizando que eu quero distância desse canalha,a única solução com esta gente é essa, fuja deles e mesmo se estiveram doentes ignorem pois podem ainda lhe preparar uma armadilha.Isaac Carneiro Victal.

  27. Namorei com um perverso narcisista, altamente manipulador. No início era ótimo, depois foi se revelando. Muitas mentiras sobre mulheres, sobre dinheiro, sobre trabalho. A pessoa mente absolutamente sobre TUDO, o tempo INTEIRO. Muito cuidado com esse homem português chamado Carlos Alberto Ralha.

  28. Olá, me chamo Michele tenho 24 anos meu marido 28,somos casados a 3 anos sendo que temos 6 anos e meio de relacionando. Ele sempre tem razão quando abro a boca pra falar alguma coisa ele dispara mil argumentos encima de uma unica frase que disse ,sempre deixa claro que ele paga as contas me sinto inferior e sempre sozinha mesmo em sua presença não faz um simples esforço por me nen mesmo me levar em uma consulta hospitalar ,estou sempre em segundo plano um conhecido sempre tem prioridade encima das minha necessidades ,ele é extremamente manipulador me critoca sobre minha vestimenta minha maquiagem etc.sempre se mostra superior até a televisão ele monopolisa só ele tem direito de assistir o que ele quer só fazemos alguma coisa quando ele está com vontade não sei o que é um abraço ou um beijo quando estamos no meio de uma crise sempre me manda pra casa dos meus país me recordo de poucos momentos felizes ao lado dele ,ele sempre tem um discurso bonito e lógico e eu me sinto uma imatura quando falo em me separar não dá a mínima importância ele é seco e calculista o cubro de mimos e nunca ganho nada em troca já tentei sair dessa relação mas sempre entro em um posso sem fundo quando tentô como se nada tivesse sentido acho que minha auto estima e senso de valores foram devastados por esse jeito controlador ,egoscentrico e sua falta de empatia preciso de ajuda não sei como sair dessa relação

  29. Desculpa o texto longo,mas preciso de ajuda e preciso falar p alguem! Tenho 30 anos .Estou devastada!lendo esse texto me respondeu e confirmou o que pensava do meu noivo. Ate entao nao sabia como definir esses comportamentos dele. Estamos a tres anos e meio juntos parecia um conto de fadas,Extrangeiro, lindo ,rico maduro e experiente. Temos 20 anos de diferenca .Ele se aproximou de mim como um principe,eu carente, pobre, nao me deixava faltar nada e me cobria de luxos. E aos poucos foi tirando todos os meu amigos e minha familia mora longe de mim. ele conseguiu se disfarcar muito bem nos primeiros dois anos e agora de um ano pra ca minha vida virou um inferno,tenho k fazer tudo do jeito dele,ele quem dita as regras percebi que ja nao me vestia como antes e nao me maquiava mais e sempre fui uma mulher bonita e alegre ele conseguiu me fazer duvidar da minha beleza. Ele quer opinar em tudo. nao entendia pq ele estava tao radiante e eu sempre mais p baixo. A resposta e pq ele se alimenta da minha energia para poder se ofuscar. Niguem sabe que ele e assim dentro de casa,ele trata todo mundo bem,os empregados o adora e me ignora.E pra piorar ele esta tendo problemas com o alcool, para suportar lo comecei a beber muito tb.No começo ele me insistia e fazia chantagens emocionais para acompanha lo.E quando ele bebe fica o dobro manipulador. E acabamos por sempre por brigar c insultos e baixarias e ja aconteceu agressao fisica tb .o pior de tudo que parece que se diverte quando parto pra cima dele e o agrido no verbal e fisico. No outro dia ele fica um cordeiro e faz tudo pra mim. Quando nao estou afim de fazer sexo,ele joga na minha cara que sou linda e fria.Confrontei cm ele esse problema dias atras ,que nao estou feliz cm esses comportamentos dele e que nao estou feliz cm essa vida que levo que perdi minha identidade,que nao quero mais desconar na bebida. Estou indo viajar por 10 dias ver minha familia, tentou me fazer mudar de ideia como sempre,mais fui firme.ele disse k ira refletir em tudo que conversamos e irà mudar e que nao ira beber como antes.Que nao vive sem mim.Falei que daria uma chance p nossa relaçao.O problema que agora lendo esse texto vejo que o problema nao e como pensava, nao e tao simples assim, sao atitudes incisas na mente da pessoa nao depende so de ter vontade de mudar. alguem pode me ajudar,por favor, uma palavra. Nao temos fihos,nao tenho mais trabalho ha 3 anos e meio,mas conseguir juntar alguma coisa,mas tenho medo tb,nao sei se vai deixar sair numa boa,ele tem muito poder.

  30. Estou há 3anos com uma pessoa manipuladora. Seduz, é atraente, momentos fantásticos, depois aparece sempre 1 imprevisto, uma coisa que não estava à espera e pede dinheiro e que eu o ajude. Não consigo recusar e tive de vender a minha casa para o ajudar. Com isto leva todo o meu dinheiro. Sempre e sempre! Tem sempre um motivo para levantar tudo que tenho.
    Não trabalha, não conheço amigos e não conheço a família. Só as histórias que ele conta. Quem o ouve parece a melhor pessoa do mundo, mas mente constantemente e passa fins de semana fora sem atender o tlm. Diz que está com os pais…
    O pior é que não consigo separar-me dele. Sempre que me afasto, tempos depois volto a cair no seu charme. O que fazer?

    1. Maria aprenda a dizer não, essa situação vai permanecer apenas se vc concordar coloque esse garoto mimado no seu devido lugar pare de ser bode expiatorio. Cuide-se e se valorize vc merece ser feliz em todo sentido literário.

  31. Nossa queria muito ter lindo esse tema antes
    Estou passando por isso e o mais complicado que pessoa engravidou de mim quer sair do Brasil para tentar a vida lá fora sabendo ela que temos uma vida financeira razoavelmente bem agora está usando a criança para mim manipular não sei o que fazer não posso sair daqui larga um emprego sei saber se vai da certo comprei um Ap parcelado tenho que paga mais ela insiste em ir e ainda me diz que não vai ser mãe solteira ou seja para ela eu descartável se for bem, ser eu for é mesma coisa

  32. como não se sentir menos nem desvalorizada diante de olhares para outras mulheres como reagir de forma correta sem se matar ? o fato é que pra mim se olha é porque algo chama atenção e se insiste em procurar com o olho já não sei o que achar pode parecer bobagem mas me mói tanto no fundo da alma
    pode ñ ser igual mas só Deus sabe como me sinto

  33. GRAÇAS AO GRANDE DR Sunny PARA RESOLVER MEUS PROBLEMAS SEU EMAIL É (drsunnydsolution1@gmail.com
    Meu nome é Miss Kelly, fui casada com meu marido por 5 anos e vivíamos felizes juntos para este ano e não até que ele viajou para a Austrália para uma viagem de negócios onde conheceu essa garota e desde então ele me odeia e as crianças e o amor ela só. então, quando meu marido voltou da viagem, ele disse que não queria mais ver a mim e aos meus filhos, então ele nos expulsou de casa e estava indo para a Austrália ver aquela outra mulher. então eu e meus filhos estavam tão frustrados e eu estava ficando com a minha mãe e eu não estaria tratando bem porque minha mãe se casou com outro homem depois da morte do meu pai, então o homem com quem ela se casou não a estava tratando bem, e meus filhos eram tão confusos e eu estava procurando uma maneira de obter o meu marido de volta para casa, porque eu amo e aprecio muito ele, então um dia como eu estava navegando no meu computador eu vi um testemunho sobre este feitiço DR Sunny, testemunhos compartilhado na internet por uma senhora e me impressionar tanto eu também acho que experimentá-lo. No começo eu estava com medo, mas quando eu penso no que eu e meus filhos estão passando então eu entrei em contato com ele e ele me disse para ficar calmo por apenas 24 horas que meu marido deve voltar para mim e para minha melhor surpresa recebi uma chamada do meu marido no segundo dia perguntando depois que as crianças e eu liguei DR ensolarado e ele disse que seus problemas são resolvidos meu filho. então foi assim que eu consegui minha família de volta depois de um longo estresse de frear uma malvada senhora, com toda essa ajuda de DR Sunny, eu quero que todos vocês neste fórum se juntem a mim para dizer um enorme obrigado a DR Sunny e eu também conselhos para qualquer um em tais ou problemas semelhantes ou qualquer tipo de problemas também deve contatá-lo seu e-mail é) (drsunnydsolution1@gmail.com) ele é a solução para todos os seus problemas e dificuldades na vida. mais uma vez seu endereço de e-mail é (drsunnydsolution1@gmail.com)

    ELE É ESPECIALIZADO NO SEGUINTE SÉRIE.

    (1) Se você quer seu ex de volta.

    (2) se você sempre tiver sonhos ruins.

    (3) Se você quer ser promovido em seu escritório.

    (4) Se você quer que mulheres / homens corram atrás de você.

    (5) Se você quer uma criança.

    (6) Se você quer ser rico.

    (7) Se você quer amarrar seu marido / esposa para ser seu para sempre.

    (8) Se você precisar de assistência financeira.

    (9) Como você foi enganado e quer recuperar você perdeu dinheiro.

    (10) se você quiser parar o seu divórcio.

    (11) se você quer se divorciar do seu marido.

    (12) se você deseja que seus desejos sejam concedidos.

    (13) Gravidez para conceber o bebê

    (14) Garantir que você vença os casos judiciais e divórcios problemáticos, não importa em que estágio

    (15) Pare o seu casamento ou relacionamento de se separar.

    (16) se você tiver alguma doença como (H I V), (CÂNCER) ou qualquer doença.

    (17) se você precisa de orações por libertação para seu filho ou para si mesmo.

    (18) você quer curar a cura para o diabetes, a cura para o herpes, a cura para o HIV e a Aids, a cura para o câncer de mama e a cura para o câncer,

    mais uma vez, certifique-se de contatá-lo se você tiver algum problema que ele irá ajudá-lo. seu endereço de e-mail é (drsunnydsolution1@gmail.com) em contato com ele imediatamente …. ligue ou whatsapp ele número em +2349030731985

  34. Oi gostaria de saber que quando nos ama nos ama de vdd tenho dois filhos e sou comprometida com um homem e e esse homem senpre foi do jeitão dele e tal mais nunca fez mal nenhum a mim já moramos juntos durante muito tempo hj não depois de tempo voltamos a nos encontrar pois estou morando próximo voltei a estudar e tal ata consegui um trabalho pra ele mais aconteceu coisa que não esperava ele surtou por eu ter ido pra uma festa e ter dito que não era mulher dele pq ficamos direto mais não moramos juntos sabe ele nunca me deu nada agradável que começo a trabalhar primeiro trabalho de carteira assinada e ele me bateu muitouitoso e minha cara meus olhos melhor estão muitos enviados e ele si arrependeu TBM não estava muito bem mais não iria dizer que era mulher si não era mais enfim ele iria me matar todo momento dizia isso estava com uma coisas foi atrás de mim com isso mais não matou pois estou Aki e me pediu perdão vcs acham que ele seria capaz disso si eu termina com ele me diga me se uma opinião aí pfv amo ele mais tbm não quero morrer tenho filhos pra cuidar ele dizia vou ti mata eu te amo não vai ficar com ngm mais tava bêbado tbm seila o que vc acham???

  35. O meu marido é tudo isso acima e mais… e imagine se ele tivesse curso superior, posição social, dentes bonitos e dinheiro, ,ele seria pior, não sei onde q/ ele arranjou tanto poder. Mas quem é a cabeça do casal sou eu. Ele na verdade é um ignorantemente sem estudo, mas se auto valoriza achando q/ o tal!!!

    1. Yo acreditado en uno que me dava total seguranza
      Venido do brasil con mi hijo e vendi mi casa
      Abri mano de muchas cosas para venir y vivir en barcelona.
      Llego el diz que esta de viajem que olvidado que tenia que me conseguir um piso etc
      Final da historia
      Fui para una casa con mi hijo donde su empleada se decia que era inimiga de el asi ganaba mi confiaza e el simplesmente me miraba por la camera.
      Un carcere privado com comidas com drogas e mucho mas cosas.
      Todos hacen o que el pide y yo salgo como a paranoica da historia
      Estoy en un hotel con miedo de el yo e mi hijo
      No duermo e mi vida se acabado mi unica fuerza mi hijo….se puedes me ayudar dime que hago……

Leave a Reply